ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Muita calma nessa hora pois o Santo é de barro e a temporada 2020 da F1 é uma transição

O lançamento das pinturas dos carros da Fórmula 1 sempre causaram um grande alvoroço, os olhos atentos percebem pequenas mudanças e nada fica sem comentários.

Neste mesmo momento surgem os primeiros comparativos com o carro da temporada anterior, o que mudou, com qual linha a equipe vai trabalhar naquele ano e as discussões rolam por aí. É difícil fazer projeções pois ainda pouco se sabe do desempenho do carro, mas nesta temporada parece “fácil fazê-lo” com algumas imagens.

Confira: Para evitar grandes vantagens, regulamento de 2021 poderá sofrer alterações ao longo da temporada

Como a mudança radical acontece em 2021, o regulamento de 2020 pouco mudou, portanto, as equipes conseguiram trabalhar os projetos da temporada passada, levando em consideração os pontos positivos e negativos de 2019. As mudanças nos carros “parecem grandes” quando comparamos aos carros dos lançamentos, no entanto o mais correto seria direcionar o olhar para os carros vistos em Abu Dhabi, pois com o resultado do campeonato de construtores “resolvido”, as equipes seguiram testando peças nos carros e coletando dados para a próxima temporada

Confira: BPCast § 70 | Mudanças para nova Fórmula 1 em 2021

E para os fãs é um pouco frustrante não ver tantas as inovações, alguns sentem que é mais do mesmo, até apostam em uma temporada muito parecida com a anterior, mas podemos ter grandes surpresas.

O que esperar…

Para alguns a Mercedes já foi dada como campeã, mas a própria equipe aposta em uma versão 3.0 de Valtteri Bottas; em sua melhor performance já vista, onde o finlandês pode ter um comportamento mais destemido, capaz de travar uma disputa acirrada com o companheiro de equipe, eliminando a chance de Lewis Hamilton conquistar o sétimo título.

Durante o lançamento da Ferrari, o que se viu foi praticamente um discurso nacionalista dando a entender que eles não vão apostar novamente em um primeiro piloto, mas a equipe acredita em uma união de forças para provar o seu crescimento.

Outras equipes que prometem colocar fogo na disputa, são Red Bull e McLaren, a primeira não deu moleza para a Ferrari em 2019, mas agora com o time definido Max Verstappen e Alexander Albon devem mostrar todas as suas forças. A equipe de Woking vem de um crescimento, conseguiu novos patrocinadores e estão com a confiança renovada, não é uma garantia, mas certamente vão buscar a vitória que está faltando.

Apesar de parecer mais do mesmo, são os detalhes que vão fazer a diferença, mas o desempenho mesmo só será conhecido de fato em Melbourne pois até lá os carros vão sofrer alterações.

Confira o lançamento de Ferrari, Renault, Red Bull, McLaren e Mercedes.

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Fechar