Regulamento de 2020 da Fórmula 1: O que muda na categoria nesta temporada

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O campeonato da Fórmula 1 de 2021 é o mais aguardado, pois a nova era da categoria começa, atrelado ao seu regulamento reformulado e o design do carro. No entanto até lá, temos a temporada de 2020 e algumas alterações para este ano, foram implementados. Veja agora o que existe de novo:

lll Bandeira quadriculada

No regulamento de 2019 a bandeira quadriculada deixou de ser o que ditava o final da corrida, por conta do incidente que ocorreu no GP do Canadá de 2018, quando a modelo Winnie Harlow a agitou mais cedo e mesmo com o equipamento eletrônico auxiliando na corrida, o resultado da prova precisou ser alterado.

Fonte: @F1

No ano passado, um painel luminoso ditava o final da prova, mostrando a bandeira quadriculada nele, no entanto como nenhum sistema é perfeito, durante o GP do Japão o painel encerrou a prova com uma volta antes, fazendo com que novamente o resultado de uma prova precisasse ser alterado. Uma nova revisão foi feita e desta forma para 2020 a velha e boa bandeira quadriculada volta a anunciar que a corrida acabou.

lll Redução nos dias de testes

Para esta temporada, os testes de pré-temporada foram reduzidos de oito dias para seis, a serem realizados no Circuito de Barcelona-Caralunha, de 19 a 21 de fevereiro e de 26 a 28 de fevereiro.  

Os testes de meio de temporada deixam de existir, principalmente por conta da evolução que o carro desta temporada deve ter, além disso deixa de ser uma preocupação a mais para a equipe.

Fonte: @F1

A boa notícia fica para os pilotos novos que integram os times, o novo regulamento determina que as equipes devem colocar em atividade em pelo menos um dos dias de testes em Abu Dhabi quando a temporada for encerrada. O regulamento vale para pilotos com duas ou menos largadas em Grandes Prêmios.

lll Toque de recolher mais longo

Esta regra vale para os mecânicos durante a quinta e sexta-feira do final de semana da corrida, com o toque de recolher obrigatório, estão proibidos de exceder os trabalhos nos carros, mesmo estando dentro do horário de funcionamento do circuito. O toque de recolher pode ser quebrado apenas duas vezes em uma temporada e a equipe que exceder está carga sobre uma penalização.

lll Barbatanas

Já pensando no carro de 2021, para esta temporada as equipes devem criar uma pequena barbatana na capa de motor dos seus carros, semelhante a que foi utilizada pela McLaren no início de 2019 no MCL34. Esta barbatana define onde os números dos pilotos devem ser colocados, ajudando o publico a diferenciar os pilotos de uma mesma equipe. O seu impacto aerodinâmico é pequeno nas retas, mas moderado nas curvas.

Fonte: @F1

lll Pesagens na balança

Ao perder o alerta para pesagem os pilotos eram duramente penalizados com a largada dos boxes no domingo pelos comissários. Por ser uma penalização dura, eles decidiram afrouxar um pouco a regra, permitindo que os comissários possam aplicar penalizações menos rigorosas se assim entenderem, entre cinco ou dez segundos para a corrida, o drive-through e o stop-go de 10 segundos também estão na jogada.

lll Sem tapar a visão

As equipes têm o costume de manter as peças novas em segredo, mas elas estão proibidas durante a pré-temporada enquanto a pista estiver liberada das 9h às 18h do horário local, pois eles querem melhorar o espetáculo para os fãs. As únicas exceções vêm em caso de o carro estar sem o assoalho ou após algum problema enfrentado na pista, onde ele ficou parado.

Fonte: @F1

lll Restrição na asa dianteira

Para evitar os furos dos pneus em disputas, os primeiros 50mm da placa da asa dianteira precisa ser totalmente de fibra de carbono, quaisquer elementos metálicos. Fixadores ou inserções para segurar a asa dianteira estão proibidos.

lll Dutos de Freios

Os dutos de ar utilizados para resfriar os freios, são classificados agora como “peças listadas” desta forma são as equipes precisam projetar as suas próprias peças, não podendo mais comprar de uma empresa ou outra equipe. Outras peças listadas são: carroceria do carro, “santo Antônio”, estrutura de impacto dianteira e célula de sobrevivência.

lll Controle na largada

Nesta temporada os pilotos vão ter ainda mais autonomia em suas largadas, com 90% do torque do motor sendo controlado diretamente pelo piloto. O tipo das borboletas para a embreagem precisa ser de puxar. Os pilotos vão ter a função de prevenção de estolagem e a configuração do ponto ideal da embreagem, fornecendo uma largada melhor.

lll Um MGU-K a mais

Agora as equipes vão poder utilizar três unidades do MGU-K, ao invés de duas, desta forma alinham as utilizações da demais peças como o ICE, Turbo Charger (TC) e MGU-H, deve significar menos punições no grid de 2020.

lll  Menos combustível extra tanque

O regulamento de 2020 limita a quantidade de combustível que fica fora do tanque, para apenas 250ml, este combustível ficava entre mangueiras espalhas pelo carro, até 2019 era permitido andar com menos de dois litros. Isso impede que as equipes “armazenem” uma boa quantidade de combustível fora do tanque.

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!