ColunistaFórmula 1Post

Para ficar dentro do teto orçamentário Ferrari não implementará atualizações em todas as provas

O F1-75 deve receber um novo pacote de atualizações na Inglaterra. A Ferrari não fará o mesmo que outras equipes neste começo de temporada

A equipe italiana está disputando o campeonato diretamente com a Red Bull. O time austríaco assumiu a liderança do Campeonato de Pilotos e do Campeonato de Construtores na Espanha, após encaixar uma dobradinha, enquanto Charles Leclerc abandonou a prova e Carlos Sainz conseguiu apenas um P5.

Para Barcelona a Ferrari levou um pacote de atualizações importantes, que melhoraram a performance do carro da Ferrari e mostraram algum progresso relacionado ao desgaste dos pneus no F1-75. Leclerc tinha estabelecido a pole e liderava a prova até o carro apresentar um problema no motor.

LEIA MAIS: De forma incisiva Red Bull aborda o aumento do teto orçamentário

O grande ponto da temporada é relacionado ao teto de gastos e a necessidade de manter uma boa performance, sem deixar o ritmo decair. A Red Bull implementou uma série de atualizações até a Espanha, pois estavam tentando resolver o problema da confiabilidade, enquanto também reduziam o peso do carro.

Com as restrições implementadas por conta do teto orçamentário, algumas equipes estão tomando um pouco mais de cuidado para a implementação de novas peças. A Ferrari não levou um novo pacote para Mônaco e informa que um novo pacote só será entregue ao time no GP da Inglaterra.

Para respeitar o teto de gastos, Ferrari informa que não levará atualizações para todas as etapas e um novo pacote deve ser implementado em Mônaco – Foto: reprodução Ferrari

“Acho que o teto orçamentário está ditando de alguma forma o que podemos fazer. Nós certamente precisamos olhar de perto e não desperdiçar nosso dinheiro, porque não podemos simplesmente fazer isso”, disse o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto.

LEIA MAIS: Ferrari identifica falha que provocou o abandono de Leclerc no GP da Espanha

“Vamos levar atualizações quando tivermos algo significativo. Não será em todas as corridas que levaremos [novas] peças. Além disso, acho que é preciso analisar as próximas etapas. Temos agora Mônaco, onde talvez seja implementando uma nova suspensão dianteira para o ângulo de direção, e mais tarde temos Baku, que um circuito de rua. Então acho que será no Reino Unido, onde talvez vamos ver mais algum desenvolvimento”, seguiu Binotto.

A Red Bull está liderando o processo onde pede o aumento do teto orçamentário, alegando que ao menos sete times não vão conseguir terminar a temporada para respeitar o limite implementado pela categoria.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados