ColunistaDestaquesFórmula EPost

Confira tudo que aconteceu nos treinos livres do ePrix de Santiago, liderado por Bird e Rowland

A Fórmula E está em Santiago do Chile para disputar a terceira etapa e nesta manhã foram realizados os dois treinos livres no Parque O’Higgins.

Sam Bird, líder da primeira sessão, anotou 1:04:914, o britânico é o terceiro colocado na classificação de pilotos. O português Antonio Felix da Costa, que realiza a terceira corrida com a Techeetah terminou na segunda posição, acompanhado por Edoardo Mortara, separado por 0s182 do líder.

O segundo treino livre realizado em meia hora foi conturbado, duas bandeiras vermelhas foram acionadas causando paralisações na sessão. A primeira provocada por Brendon Hartley que deixou os boxes com o sistema de refrigeração de freios acoplado no carro, como a peça caiu na pista as atividades foram suspensas para a remoção.

A outra bandeira vermelha perdurou até o final das atividades, pois foi provocada após a batida de Ma Quinghua no muro de contenção, como o trator precisou entrar na pista para a remoção os pilotos não conseguiram entrar mais na pista por falta de tempo.

O líder desta vez foi Oliver Rowland com 1:04:799 pela Nissan E.Dams, Felipe Massa pode se recuperar com a Rokit Venturi Racing ocupando a segunda posição com 1:04:930, o brasileiro está lutando para conquistar os primeiros pontos do campeonato. Mitch Evans fechou na terceira posição com a Panasonic Jaguar Racing, ocupando a terceira posição.

A corrida da Fórmula E tem início às 16h, mas a transmissão na Fox Sports 2 é a partir das 15h30.

lll Saiba como foi o TL1

Assim que a sessão de 45 minutos de treino livre iniciou, os carros foram para a pista em um acúmulo de pilotos que deixavam o pit-lane. Alguns pilotos aproveitavam para já passar por cima da faixa de modo ataque já treinando o traçado.

Antes de Felix da Costa terminar a sua volta rápida, a bandeira amarela foi ativada em todo o circuito, mas rapidamente a pista foi liberada e restavam pouco mais de 41 minutos para o término da sessão.

Rowland liderava a sessão com 1:08:316, mas com cerca de 35 minutos, Felipe Massa saltou para a primeira posição ao registrar 1:08:122, enquanto Sam Bird seguia escalando a tabela de tempos.

As posições mudavam rapidamente, assim como a liderança da sessão que já tinha sido de André Lotterer e fora para Sims com 1:07:281.

Oliver Rowland se envolveu em um incidente ao encostar na traseira de um dos carros da BMW, o carro do piloto da Nissan E.Dams ficou com o bico e asa dianteira avariados e precisou retornar aos boxes.

Com pouco mais de 15 minutos Neel Jani, piloto da Tag Heuer Porsche, perdeu o ponto de freada e foi direto para a área de escape do circuito, retornando para as duas atividades pouco depois.

Na última volta no circuito parecia que os pilotos já estavam na corrida, pois eles estavam em disputa direta por espaço na busca por encaixar o melhor tempo. Sam Bird terminou na liderança após registrar 1:04:914, o tempo já superava e muito o resultado da pole de 2019. O piloto da Envision Virgin foi seguido de perto por Felix da costa com 1:05:064 e Mortara que flertou bastante tempo entre os cinco primeiros, fechou em terceiro com 1:05:096. Lucas Di Grassi foi o quarto, enquanto Felipe Massa era apenas o vigésimo primeiro.

lll Saiba como foi o TL2

A segunda sessão com 30 minutos teve início em uma pista mais ensolarada, o trânsito se formou após a saída do pit-lane e os pilotos buscavam espaço para abrir a primeira volta rápida, na casa de 1m05s.

Neel Jani não estava tendo um final de semana muito fácil, o piloto da Tag Heuer Porsche tinha batido no primeiro treino livre e durante a segunda sessão acabou encostando no muro de contenção ao passar o ponto de freada.

Com 18 minutos de sessão Lotterer era o líder com 1:05:257, acompanhado por De Vries com 1:05:586 e Wehrlein com 1:05:598. Os pilotos seguiam praticando a passagem pelo modo ataque.

A bandeira vermelha foi ativa, por conta de Brendon Hartley que levou para a pista o sistema de refrigeração de freios, acoplado na asa dianteira e caiu durante a volta, o incidente passou a ser investigado. O cronômetro seguiu em regressiva, mas a pista não demorou a ser liberada e os carros seguiram dando as voltas rápidas.

Os pilotos seguiam disputando espaço na pista e não demorou para ocorrer um toque entre eles, Oliver Rowland forçou uma ultrapassagem para cima de Felix da Costa e eles foram se arrastando no circuito.

Com menos de 10 minutos para o final a segunda bandeira vermelha foi instaurada, após Ma Quing Hua bater no muro de contenção e após danificar a suspenção dianteira esquerda, precisou ter o carro removido da pista.

A sessão acabou em regime de bandeira vermelha, Oliver Rowland foi o líder com a Nissan anotando 1:04:799, acompanhado por Felipe Massa com a Rokit Venturi com 1:04:930, Mitch Evans fechou em terceiro com a Panasonic Jaguar, após anotar 1:05:046. Lucas Di Grassi fechou em décimo sexto com a Audi Sports, anotando 1:06:283.

 

Confira a agenda com o início das transmissões para não perder nada do Eprix de Santiago do Chile:

lll Podcast: Play in new window | Download (Duration: 55:50 — 38.5MB) | Embed

lll Assine: Apple Podcasts | Android | E-mail | Google Podcasts | Stitcher | Spotify| RSS | More

lll CONTATO

l Escreva para nós: contato@boletimdopaddock.com.br

l Nossas Redes Sociais: Twitter | Facebook | Instagram | Youtube

lll Feed do Boletim do Paddock: Feeds.Feedburner.com/DiznoBoletimque

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo