ColunistaFórmula 1

Segundo adeus de Felipe Massa

A primeira despedida de Massa no Brasil foi extremamente emocionante, o dia chuvoso deu mais dramaticidade a corrida do brasileiro, que não teve oportunidade de finalizar a prova, após bater no começo da reta que dá acesso aos boxes.

Os mecânicos das equipes formaram um paredão para aplaudir Massa, enquanto a sua família vinha ao seu encontro. Nas arquibancadas inúmeras pessoas não conseguiam segurar as lágrimas e finalmente no Grande Prêmio do Brasil, caiu a ficha sobre a sua aposentadoria.

Foi um dos momentos mais tristes e confesso que quando Massa anunciou que correria mais um ano pela Williams fiquei feliz, era a chance que faltava para o piloto terminar uma corrida de forma digna no Brasil. Já sabíamos que a Williams não teria oportunidade de brigar pela ponta nas provas e que desempenho não seria o melhor, mas mesmo assim era mais uma chance.

O Grande Prêmio do Brasil deste ano pode não ter provocado lágrimas nos torcedores, mas foi perfeito para mostrar mais um pouco do que o piloto é capaz e do quanto ele vai deixar saudade na Fórmula 1, mas sabemos que é uma breve aposentadoria e ele deve retornar em breve para as pistas.

Felipe Massa largou bem e se sustentou na sexta posição até a saída do Safety Car. Na relargada, acabou atacando Fernando Alonso e saltou para a quinta posição. Só caiu para sétimo, pois era inevitável a ultrapassagem de Lewis Hamilton, que vinha fazendo uma corrida fora de série e Daniel Ricciardo com a sua Red Bull, onde trabalhava com outra estratégia.

Defendeu o sétimo lugar, bravamente nas últimas voltas, de um Fernando Alonso que a todo custo tentava a aproximação e tínhamos a percepção do risco do brasileiro, não só perder uma posição, como duas, já que Sergio Pérez se aproximou dos dois na volta final.

A volta 71 foi realizada sem que pudéssemos piscar, o medo era fechar os olhos e se deparar com a perda da posição de Massa, mas isso não aconteceu. Defendeu a sua posição de forma limpa e cruzou a linha de chegada ainda em sétimo lugar.

O rádio que a equipe passou para Felipe, logo depois da conclusão da corrida, continha vários agradecimentos sobre a sua participação na equipe e também várias vezes dizendo o quanto ele foi um piloto brilhante. Ainda no final deste áudio, tínhamos Felipinho, seu filho falando que sempre vai apoiar o pai e dizendo que o amava, isso acabou desarmando o piloto.

Na participação do programa de Galvão Bueno na segunda-feira (6) e também na entrevista dada para a Fórmula 1, uma das coisas que mais que Massa mais repetiu, foi o quanto foi divertido guiar este ano e o quanto foi divertido guiar no Brasil mais uma vez.

https://twitter.com/F1/status/929785401119686656

Felipe Massa vai deixar saudades da Fórmula 1, impossível não se recordar de 2008 e de todas as coisas que ele viveu nesta categoria, espero que ele retorne para as pistas, mas como ele mesmo disse e como sua esposa já sabe, ele não vai conseguir ficar quieto em casa por muito tempo e provavelmente vai estar participando de outras competições nos próximos anos.

Obrigada Massa por sua participação, nunca vamos esquecer dos anos que defendeu a Fórmula 1 e do seu incentivo ao automobilismo brasileiro.

Foto de capa: @Motor_TE

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar