ColunistaDestaquesIndy

Rinus Veekay supera Romain Grosjean e leva o GP de Indianápolis

Neerlandês da Ed Carpenter Racing se aproveitou da melhor estratégia de pneus e conquistou a primeira vitória na categoria, tornando-se o quinto vencedor diferente em 2021

Com uma estratégia certeira e um bom ritmo, Rinus Veekay alçou voo para a vitória em Indianápolis (Ed Carpenter Racing/Divulgação)

Nas primeiras atividades de maio no Indianápolis Motor Speedway, o jovem neerlandês Rinus Veekay levou a melhor no GP de Indianápolis, prova realizada no traçado misto do tradicional circuito. A vitória veio em duelo contra Romain Grosjean, que teve seu melhor fim de semana desde sua estreia na Fórmula Indy.

Veekay, de apenas 20 anos, vence pela primeira vez na categoria em sua segunda temporada na carreira. O piloto da Ed Carpenter Racing também é quinto piloto diferente a vencer na temporada, demonstrando uma disputa bem mais equilibrada na Indy este ano.

A corrida:

Após sua histórica pole position (a primeira desde a GP2 em 2011), Grosjean largou bem e manteve a dianteira, mas logo na sequência a bandeira amarela foi acionada depois de um toque de Simon Pagenaud em Conor Daly, que provocou a escapada de alguns pilotos, como Scott Dixon, Graham Rahal e Pato O’Ward.

A corrida recomeçou e, novamente, Grosjean abriu vantagem, mantendo um ritmo consistente na ponta. O franco-suíço demonstrou que o acidente sofrido no GP do Bahrein de F1 era coisa do passado e demonstrou que pode ser bastante competitivo na categoria.

Romain Grosjean dominou o começo da prova, mas teve dificuldades com os retardatários e os pneus duros (Matt Fraver/IndyCar)

No entanto, Grosjean teve dificuldades com os retardatários, que endureceram para ceder a volta. Os pilotos que ofereceram mais resistência foram justamente alguns dos mais veteranos (e com carreira na F1, assim como o franco-suíço), casos de Juan Pablo Montoya e de Takuma Sato, que fecharam a porta para o líder durante a metade da prova.

As coisas começaram a mudar a partir da segunda janela de parada nos boxes. Rinus Veekay vinha em um bom ritmo assumindo a terceira posição mesmo usando pneus mais duros e partiu para o undercut usando compostos mais macios, enquanto os pilotos à frente tiveram que ir para os duros naquele momento o piloto da Ed Carpenter Racing (ECR) já demonstrava a força ao aproveitar um retardatário para fazer uma ultrapassagem dupla em cima de Alex Palou, da Ganassi.

Assim que Grosjean voltou dos boxes, o franco-suíço sofreu com a falta de aderência e Veekay aproveitou para tomar a dianteira na volta 47. Com pneus melhores, o neerlandês abriu boa vantagem e ficou em situação confortável mesmo na última janela de pit-stops, aonde conseguiu conservar uma vantagem de 9 segundos para Grosjean.

Nas voltas finais, Veekay teve que diminuir um pouco para economizar combustível, mas teve o suficiente para conseguir levar o carro até o final, vencendo a prova em Indianapolis.

Veekay se tornou o sexto vencedor mais jovem da história da Fórmula Indy e deu a ECR a primeira vitória desde 2016. O neerlandês também foi o quinto vencedor diferente nas cinco etapas anteriores da temporada 2021 da Fórmula Indy, demonstrando o equilíbrio da categoria.

Veekay é o quinto vencedor diferente em 2021 (Matt Fraver/IndyCar)

Outro destaque da prova foi Romain Grosjean. Apesar de não ter conseguido a vitória, o segundo lugar foi celebrado pelo franco-suíço. Além disso, o piloto da Dale Coyne retorna ao pódio em uma corrida de monopostos após seis anos, quando foi o terceiro no GP da Bélgica de 2015 pela Lotus-Renault (atual Alpine).

Completando o pódio em Indianápolis, ficou Alex Palou, que voltou à vice-liderança do campeonato, 13 pontos atrás do seu companheiro de equipe, Scott Dixon, que tentou uma estratégia diferente, mas não conseguiu avançar como o esperado e terminou em nono.

Agora, as atenções das equipes e pilotos se voltam para as 500 Milhas de Indianápolis. A partir de terça, começam as primeiras sessões de treinos livres, com 35 inscritos disputando pelas 33 vagas no grid de largada da prova mais tradicional do automobilismo dos Estados Unidos.

A classificação terá dois dias: No sábado, serão definidas as posições intermediárias, enquanto no domingo, os nove pilotos mais rápidos disputam o Fast Nine em busca da pole position, enquanto os cinco piores classificados lutarão para buscar os três últimos lugares no grid no Bump Day. A corrida será realizada no domingo seguinte, dia 30 de maio.

Classificação do GP de Indianápolis:

Classificação completa aqui!

Campeonato após cinco etapas:

1 – Scott Dixon (NZL) – Chip Ganassi/Honda – 176
2 – Alex Palou (ESP) – Chip Ganassi/Honda – 163
3 – Josef Newgarden (EUA) – Penske/Chevrolet – 148
4 – Pato O’Ward (MEX) – McLaren SP/Chevrolet – 146
5 – Graham Rahal (EUA) – Rahal-Letterman-Lanigan – 137
6 – Rinus Veekay (NED) – Ed Carpenter Racing/Chevrolet – 135
7 – Simon Pagenaud (FRA) – Penske/Chevrolet – 130
8 – Scott McLaughlin (NZL) – Penske/Chevrolet – 123
9 – Will Power (AUS) – Penske/Chevrolet – 118
10 – Colton Herta (EUA) – Andretti/Honda – 117

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados