ColunistaFórmula 1Post

Preview – O lado descontraído do GP de Mônaco

Alguns dos momentos que marcaram o GP de Mônaco, o lado descontraído do circuito que esbanja vários protocolos

Chegou o GP de Mônaco! Quinta corrida da temporada 2021, esta prova marca o retorno do circuito de Mônaco, já que a corrida não pode ser realizada em 2020 por conta da pandemia.

Quando a prova que é disputada no Principado chega, acaba dividindo opiniões: para muitos Mônaco entra na lista de GPs chatos que já poderia ter abandonado o calendário da categoria. Para outros é o retorno à boas lembranças, afinal, já foram disputadas 66 GPs neste circuito.

Alguns vão recordar das seis vitórias de Ayrton Senna, com uma riqueza de detalhes, além de saber explicar minuciosamente como o brasileiro se tornou o rei de Mônaco e cada uma das suas seis vitórias.

Para aquelas memórias mais recentes, a vitória de Daniel Ricciardo em 2018 basta, principalmente para aqueles que estão dando um salto para 2021 – certamente esperando o piloto australiano repetir o feito – mas agora guiando uma McLaren, modelo MCL35M, com motor Mercedes.

Eu faço parte do time que gosta desta corrida, mas no meu caso, as ‘lembranças’ são mais nerds. Em 2005, com o lançamento de ‘’Star Wars Episódio III: A vingança dos Sith’’, a Red Bull desfilou pelas ruas do Principado com uma pintura nova, uma ação de marketing muito bem elaborada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

LEIA MAIS: Star Wars: RBR & Star Wars III – A Vingança dos Sith

O RB1 guiado por David Coulthard e o Vitantonio Liuzzi, recebeu uma pintura totalmente dedicada ao filme. Ainda foi possível ver personagens como Darth Vader, Chewbacca, C3P0 e outros, por Mônaco. Claro que George Lucas, criador da série não perdeu a oportunidade de estar nas ruas do Principado.

2017 e mais Star Wars

Foi na temporada de 2017 que Star Wars invadiu mais uma vez as ruas de Mônaco, de uma forma mais discreta, mas marcou presença. A Renault estava completando 40 anos de envolvimento com a Fórmula 1 e a franquia Star Wars, também estava completando 40 anos naquele ano – desde que o primeiro filme foi lançado em 25 de maio de 1977.

Advinha? A data caiu na quinta-feira, justamente no dia em que as atividades em Mônaco têm início. Mais uma vez Darth Vader e Stormtroopers foram vistos no circuito. Na ocasião, o alemão Nico Hulkenberg e o britânico Jolyon Palmer ganharam um macacão diferente. O R.S.17 ganhou um adesivo dos 40 anos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No entanto, as comemorações especiais, tanto para a Red Bull em 2005, quanto para a Renault em 2017, não trouxeram um bom resultado para a corrida.

Outra vez a Red Bull

Mônaco cobra uma pitada de exibição!

Em 2006 a Red Bull participou de mais uma ação para promover um filme, desta vez “Superman – O Retorno”. David Coulthard e Christian Klien exibiram o macacão de Super-Homem, usaram até capas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na ocasião eles também estrelaram uma HQ distribuída no local, onde Clark Kent vence o GP de Monaco com a Red Bull.

Foto: reprodução

Coulthard conseguiu terminar a prova de Mônaco no pódio, ao conquistar o terceiro lugar. Voltou a exibir uma capa, mas não correu com o macacão estilizado de Super-Homem.

Detalhe, o chefe de equipe da Red Bull – Christian Horner já havia prometido que se o time conseguisse um pódio, ele nadaria pelado. Como Coulthard conseguiu o pódio, ele precisou cumprir a promessa e enrolado na capa de Super-Homem, pulou na piscina…

Foto: reprodução

Um ponto de atenção

Ainda falando sobre pinturas, a McLaren revelou no último domingo a pintura especial que vai envolver o MCL35M. Com as cores da Gulf, a equipe de Woking invade as ruas de Mônaco com uma pintura icônica.

McLaren e Gulf – Foto: reprodução McLaren

É difícil dizer logo de cara como está história vai acabar, vamos ter que acompanhar os treinos e todas as outras sessões, até a bandeira quadriculada ser agitada no domingo, mas certamente a McLaren terá um desafio pela frente.

A Ferrari é a sua principal rival no campeonato, o time de Maranello parece ter uma vantagem em curvas mais lentas (algo que faz parte do traçado de Mônaco), enquanto a McLaren tem uma vantagem em curvas de alta velocidade. Com estes dados, o circuito de rua deste fim de semana deve favorecer os italianos.

LEIA MAIS: McLaren disputará GP de Mônaco com pintura icônica carregando as cores da Gulf

No entanto, Mônaco é uma pista bem diferenciada no calendário e as equipes acabam levando pacotes de atualização, para encontrar uma boa performance. O novo assoalho da McLaren pode ajudar o time, assim como algumas modificações que já foram testadas em Barcelona.

Niki Lauda, uma homenagem…

A Fórmula 1 ficou bem triste em 2019, quando Niki Lauda acabou falecendo. Em Mônaco foi possível ver várias pessoas usando bonés vermelhos para homenagear uma grande lenda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

LEIA MAIS: Crônicas de Mônaco – Adeus Niki Lauda

A Mercedes em especial prestou um tributo, o W10 correu com o halo vermelho, a tampa do motor ganhou uma estrela vermelha simbolizando Niki Lauda e o bico do carro tinha “Danke Niki”. Lewis Hamilton venceu a corrida no Principado.

Daniel Ricciardo pula na piscina…

É claro que a vitória de Daniel Ricciardo em Mônaco 2018 será sempre muito lembrada, mas também ficou eternizada pelo registro dos fotógrafos que estiveram naquela etapa.

Após perder a vitória de 2016, o australiano queria muito vencer a prova de 2018. Ele conquistou a pole, assim como fez em 2016, e obteve a tão sonhada vitória que estava engasgada, não foi fácil pois o piloto passou a enfrentar problemas e a equipe não tinha como ajudar dos boxes.

Em Mônaco o pódio geralmente é realizado com vários protocolos bem rígidos, principalmente por conta das autoridades presentes. O australiano realizou o ‘’shoey’’ no pódio, ele também convidou Adrian Newey para fazer o mesmo e a princesa Charlene bebeu champanhe da garrafa de Ricciardo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O seu salto na piscina foi quase um voo, a foto icônica correu o mundo.

Grande comemoração e grande click de um fotógrafo brasileiro – Foto: Luca Bassani

Banho de Champanhe

Na temporada de 1987, Senna venceu pela primeira vez em Mônaco, com a Lotus amarela que chamava a atenção por conta do novo patrocinador da temporada. O brasileiro largou da segunda posição, atrás de Nigel Mansell (considerado o piloto favorito por ter o melhor carro da temporada).

Mansell tinha ampliado a vantagem para Senna, mas um problema no motor Honda da sua Williams, provocou o seu abandono na volta 29. Senna assumiu a liderança e conseguiu segurar a ponta pelas voltas restantes. O brasileiro cruzou a linha de chegada com 33 segundos de vantagem para Nelson Piquet.

Pódio de Mônaco em 1987, a primeira vitória de Ayrton Senna na pista – Foto: reprodução

No pódio, Ayrton Senna quebrou o protocolo, estourou o champanhe e foi para cima da família real monegasca.

Kimi Raikkonen e os 300 GPs

No último GP que foi disputado em 2019 – em Mônaco – Kimi Raikkonen atingiu a marcar histórica de 300 GPs. A Alfa Romeo, que adora um bom meme fez uma montagem de Raikkonen no cartaz no filme 300.

Foto: reprodução Alfa Romeo

Fala 300!

Durante o GP de Mônaco de 2006, no meio da prova, uma falha mecânica fez Raikkonen abandonar a prova. O piloto deixou o carro na curva Portier. Como ele estava próximo ao seu iate, obviamente, Raikkonen foi para ele. Voltar para o paddock e conversar com o Ron Dennis pra que né?

Este slideshow necessita de JavaScript.

E estes são só alguns momentos icônicos de Mônaco, o circuito tem muita história para contar! 

Alguns dados sobre Mônaco

Valtteri Bottas – Foto: reprodução Daimler/Mercedes

Já foram disputados 66 GPs em Mônaco. Neste fim de semana os pilotos vão completar 78 voltas, em um traçado que conta com 3.337 km de extensão – o menor traçado dentro de todos os GPs que são disputados no calendário da Fórmula 1 e onde não é necessário atingir a quilometragem mínima (305 quilômetros). Mônaco conta com apenas uma zona de ativação do DRS, a aferição é realizada entre as curvas 16 e 17, enquanto ele pode ser ativado na saída da curva 19 – St. Devote.

Disputar uma prova neste traçado é extremamente desafiador, são várias mudanças de elevação, cantos estreitos. A aerodinâmica dos carros conta muito mais que a sua velocidade, as equipes precisam ter um bom preparo para obter um bom resultado na pista. As estratégias também são importantes, principalmente por ser complicado realizar ultrapassagens em Mônaco, mas também pela característica dos carros que não ajuda muito nas mudanças de posição.

LEIA MAIS: SÉRIE CIRCUITOS DA F1: Mônaco

Diferente dos outros circuitos, os dois treinos livres que tradicionalmente são realizados às sextas-feiras nos outros GPs, em Mônaco, as sessões são realizadas às quintas-feiras. Na sexta o tráfego é liberado para permitir que as pessoas possam retornar para suas casas e as atividades de fim de semana. Mas também é uma manobra encontrada para que as equipes e pilotos possam participar de eventos com os patrocinadores e as figuras mais importantes que estão em Mônaco.

INFORMAÇÕES SOBRE OS PNEUS: Pirelli aposta em gama mais macia de pneus para o circuito de rua

No entanto, neste ano a Fórmula 1 vive uma realidade diferente, os times estão isolados em suas bolhas por conta do covid-19. Disputar uma corrida de rua, com público será uma manobra bem ambiciosa. Vários testes de PCR serão realizados durante está etapa, além de regras mais rígidas para evitar a circulação de pessoas.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados