ColunistaFórmula 1Post

TL1 Áustria – Restaurando normalidade Lewis Hamilton lidera a sessão

Em treino movimentado até a Racing Point teve vez na primeira posição

Foto: Mercedes / Twitter

Os carros voltaram para a pista nesta sexta-feira (03), em uma sessão bem atípica pois vimos Sergio Pérez e Lance Stroll liderando em alguns momentos. Enquanto a Mercedes ficava “apagada”, outras equipes ganharam destaque, disputando boas posições utilizando diferentes compostos.

No entanto, como era esperado, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas voltaram a estabelecer a normalidade e fecharam o primeiro treino livre na Áustria na primeira posição, o inglês com 1:04.816, separado por 0s356 do companheiro de equipe.

A Red Bull não revelou muito do seu potencial e só entrou nos dez primeiros nos minutos finais, com Max Verstappen passando para a primeira posição, enquanto Albon fechou em sétimo. Carlos Sainz levou a McLaren para a quarta posição, acompanhado por Pérez e Lando Norris.

Daniel Ricciardo foi empurrado para oitavo, após aparecer ocupando o primeiro lugar momentaneamente, com Kevin Magnussen em nono e Charles Leclerc sendo a única Ferrari entre os dez primeiros.

Grosjean enfrentou problemas com os freios e ficou parado nos boxes para reparos, mas retornou a pista antes do encerramento da sessão para realizar uma verificação no VF20.

A Fórmula 1 retorna às 10h para a realização do segundo treino livre na Áustria.

Saiba como foi a Primeira Sessão de Treinos Livres

Diante da nova realidade, as equipes utilizavam máscaras para se proteger do covid19. A redução de pessoas era nítida quando olhávamos para o paddock, que além da redução de pessoas não estava tão enfeitado como de costume.

Os primeiros pilotos a ir para a pista foram Carlos Sainz, Lando Norris, Alexander Albon, Kevin Magnussen, todos realizando a volta de instalação. Sainz e Kvyat eram os únicos pilotos com pneus médios, a preferência da maioria era pelos pneus duros.

Na pista a temperatura estava em 23°C, com 18°C no ambiente.

Com quinze minutos de sessão já realizada, Lando Norris foi o primeiro a aferir tempo no circuito, anotando 1:10.251 com os pneus duros, mas logo depois Bottas superou o piloto da McLaren com 1:08.949 também de compostos duros.

O tempo começava a cair rapidamente e Bottas marcou 1:07.578. Carlos Sainz que havia retornado para a pista dava preferência para os pneus médios, mas tinha registrado apenas 1:08.380.

 

A chuva dava as caras logo na primeira sessão, assim a pista voltava a ficar vazia e mesmo com a Ferrari enviando os pilotos com os pneus de chuva intermediária para fazer um reconhecimento da pista, ela ainda não estava muito molhada para a utilização do composto.

A atividade se aproximava da conclusão da primeira meia hora e Romain Grosjean informava estar sem freios, precisando retornar aos boxes com cautela para não causar uma interrupção da sessão. A equipe informou que foi um vazamento do fluido do freio e Grosjean não retornava a pista.

Com a conclusão da primeira meia hora, apenas Bottas, Norris e Sainz tinham tempo aferido. Mas Hamilton abandonava os pneus intermediários para utilizar os compostos duros e após um primeiro tempo registrado que deram a ele a quarta posição, Hamilton anotou 1:07.601 e subiu para o segundo lugar, para pouco depois começar a reduzir cada vez mais para assumir a primeira posição.

Restando 50 minutos para o término da sessão, Stroll surpreendia com 1:06.692 de pneus macios, ocupando rapidamente a primeira posição, até a volta ser deletada pois o piloto extravasou os limites de pista.

As posições eram rapidamente alternadas, mas McLaren e Renault ocupavam boas posições, ficando entre os seis primeiros.

Restando 40 minutos para o término da sessão, a Racing Point invadia as primeiras posições, Stroll era o primeiro colocado com 1:06.190 e Pérez era o quarto com 1:06.352, Ricciardo entrava para a briga anotando 1:06.075.

Perto da conclusão da primeira meia hora, Bottas voltou a assumir a primeira posição com 1:05.486, utilizando os pneus macios, contra o 1:05.773 de Pérez, também com os pneus macios que já passavam das 11 voltas.

Depois da movimentação constante nas posições, a Mercedes voltava a dominar a sessão, com Hamilton superando Bottas por 0s204. A equipe alemã utilizava o sistema DAS, após a FIA liberar a utilização para a temporada 2020.

Os pilotos começaram a reclamar do óleo na pista que fora derramado por um dos carros da Racing Point, desta forma a atenção dos pilotos era redobrada.

Restando 20 minutos para o encerramento da primeira sessão, as posições eram: Hamilton, Bottas, Sainz, Pérez, Norris, Leclerc, Stroll, Ricciardo, Vettel e Ocon. Não havia uma preferência de compostos para os dez primeiros, que seguiam alternando a utilização ente os duros, macios e médios.

Do carro de Ocon escapou um pedaço, o virtual Safety Car foi acionado rapidamente para a limpeza da pista.

A Red Bull levou mais tempo para se revelar na sessão, optando por andar abaixo dos dez primeiros, utilizando os pneus duros e médios. Foi apenas no final da sessão que a dupla instalou os pneus macios e Albon passou a ser o sexto colocado. Max Verstappen era visto perdendo a traseira do carro na primeira curva, se recuperando logo depois para assumir a terceira posição com 1:05.418.

Restando dez minutos para o final, Russell foi surpreendido com Kvyat que rodava na sua frente, mas o piloto da Williams teve um ótimo controle do carro e conseguiu frear antes.

Grosjean retornou rapidamente para a pista, apenas para verificar o carro que a equipe passou toda a sessão realizando o reparo dos freios.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar