ColunistaFórmula 1Post

Diretor técnico de motores, Remi Taffin deixa a Renault

Em um acordo mútuo Remi Taffin deixa a Renault depois de 20 anos trabalhando com os franceses

A Renault anunciou nesta semana que Rami Taffin, diretor técnico de motores está deixando a empresa depois de 20 anos. Ele estava com a Renault desde 1999, mas no início da sua carreira foi engenheiro de motores de Fernando Alonso – quando o piloto espanhol conquistou os dois títulos – mas também teve a oportunidade de trabalhar com Jenson Button.

Em meio as suas funções, em 2009 Taffin controlava as operações da Renault em pista, antes da mudança em 2011 ocorrer, onde ele assumiu os cuidados com motores dos clientes da Renault, incluindo a Red Bull.

Na temporada de 2016, quando a Renault retornou à Fórmula 1 como construtores, Taffin passou a ser diretor técnico de motores, trabalhando com o desenvolvimento da unidade de potência. A Renault conseguiu ver vitórias com os seus motores equipando a Red Bull – passando por pódio conquistados pelos franceses até este momento em que Esteban Ocon cruzou a linha de chegada no GP da Hungria na primeira posição.

A equipe atualmente é conhecida como Alpine depois de ser rebatizada, mas os motores ainda têm o emblema da Renault.

Remi Taffin esteve presente quando Fernando conquistou os seus títulos pela Renault – Foto: reprodução
LEIA MAIS: Metade da Temporada – Duelar pela 5ª posição do Campeonato de Construtores

Com um acordo mútuo, Taffin deixou a Renault em julho, confirmado por um porta-voz do time. A Alpine ainda tenta fazer a sua unidade de potência ser atrativa e competitiva, ficando mais próxima da utilizada pela Mercedes e a da Red Bull que ainda é da Honda.

Marcin Budkowski falou sobre os motores da Renault, em 2021 a equipe está usando pelo terceiro ano consecutivo o mesmo motor, com pequenas atualizações que foram feitas em 2020 e 2021. Mas é um motor de 2019, a ideia era introduzir um novo motor em 2021, mas com o adiamento do novo regulamento para 2022, o foco agora é na próxima temporada. Mais um motivo para a Alpine ter perdido terreno para os rivais.

Atualmente a Alpine ocupa a quinta posição do Campeonato de Construtores, após a vitória de Ocon na Hungria e o quarto lugar de Fernando Alonso.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados