ColunistaFórmula 1Post

Volta por Volta – A conquista do 7º título de Hamilton e sua vitória na Turquia

Hamilton contou com Sergio Pérez e Sebastian Vettel no pódio, um grande momento da temporada 2020 da Fórmula 1

Se alguém te disse que Lewis Hamilton conquistaria a vitória do GP da Turquia, você acreditaria? Acho que não, mas é fato que ao logo de toda a temporada Hamilton foi mostrando o seu domínio, controle e perseverança. Aliás, tudo isso perdurou por todos os seus sete títulos, o amadurecimento fez parte da sua que ainda se sente como eu seu primeiro ano na Fórmula 1 e não parece que vai parar tão cedo.

Hamilton largou da sexta posição, estava guiando de uma forma mais cautelosa já que a pista estava extremamente escorregadia. O inglês que havia passado o fim de semana todo reclamando das condições de pista, teve uma boa corrida, mesmo com a dificuldade para guiar na turquia. Sebastian Vettel teve o seu papel nesta disputa e segurou o inglês evitando a ultrapassagem, mas o alemão estava em uma grande performance, teve uma boa largada e disputou espaço com os líderes, brigando pelo pódio e buscando um melhor resultado em uma temporada caótica para ele.

 

A Racing Point quase teve uma vitória fácil, mas apostaram na realização de mais uma parada para Lance Stroll, líder da prova e o dono da pole do domingo. Não deu muito certo, mas a segunda parada nos boxes provocou uma loteria na corrida. Os carros rosas equipados com o motor Mercedes perderam a vitória, mas desta vez Sergio Pérez que já estava engasgado nesta temporada com a busca pelo pódio terminou a prova na segunda posição.

Confira: Lewis Hamilton conquista 7º título com vitória na Turquia, Pérez e Vettel completaram o pódio

Ainda teve Max Verstappen rodando, Alexander Albon realizando ultrapassagens e Charles Leclerc perdendo o pódio, Bottas tomando volta do líder e companheiro de equipe. A corrida foi difícil para todos os pilotos, mas alguns sentiram mais por conta do asfalto escorregadio e da pista úmida.

O GP da Turquia, mais uma pista que retornou ao calendário de 2020, forneceu uma prova interessante.

Saiba Como foi a Corrida

Após a caótica classificação e as punições aplicadas para Carlos Sainz, Lando Norris e até mesmo George Russell que já havia perdido posições no grid por conta das trocas de componentes realizadas pela a Williams, o grid de largada ficou definido desta forma:

Antes do início da corrida, a chuva voltou ao Istanbul Park, nestes últimos dias vimos a pista muito escorregadia, por conta do óleo formado pelo recapeamento da pista. A chuva contribuiu para os problemas. Na volta de saída dos boxes, Antonio Giovinazzi e George Russell bateram.

A Alfa Romeo Conseguiu devolver Antonio Giovinazzi para a pista e o italiano alinhou no grid de largada. Pierre Gasly que havia ficado com a décima terceira posição, largou do 20 lugar pois realização alterações em seus carros. A Williams optou por largar dos boxes

O Safety Car não foi colocado para largar junto aos carros, então tivemos a largada tradicional acontecendo.

Volta 1: Stroll ficou com a primeira posição, enquanto Verstappen não tracionou bem e caiu para o sexto lugar, Alexander Albon também teve problemas na largada. Bottas acabou rodando junto a Ocon, o finlandês caiu para a décima oitava posição, enquanto o francês era o décimo quarto, após ser tocado por Daniel Ricciardo. Vettel subiu para a quarta posição enquanto Lando Norris era visto despencando para a décima oitava posição.

Hamilton tinha dificuldades com o carro e era o sexto colocado, enquanto Vettel assumia a terceira posição e deixava o inglês brigar com Verstappen e Albon;

Volta 2: Ocon foi para os boxes realizando o seu primeiro pit.

Apenas os carros da Williams largaram com os pneus intermediários. Os dez primeiros eram: Stroll, Pérez, Vettel, Verstappen, Albon, Hamilton, Ricciardo, Raikkonen, Sainz e Magnussen. Giovinazzi que largou em décimo caiu para a décima primeira posição;

Volta 3: Verstappen estava escorrerando muito pelo circuito, precisando ir além com o carro, mas conseguiu se manter na quarta posição. Bottas já era o décimo sétimo;

Volta 5: Lance Stroll falava que em alguns pontos da pista, o circuito já estava melhorando. O pole da corrida havia registrado 1:54.170 anotando a melhor volta da prova até o momento.

Carlos Sainz conseguiu realizar a ultrapassagem em Raikkonen para assumir a oitava posição, mas o finlandês acabou espalhando muito, abrindo caminho para o espanhol. Enquanto Verstappen não conseguia se aproximar de Vettel, já que o seu carro estava escorregando muito, enquanto Vettel conseguia tracionar melhor;

Volta 7: Charles Leclerc que era o décimo quarto colocado foi para os boxes e retornou com os pneus intermediários na décima nona posição;

Volta 8: foi a vez de Valtteri Bottas instalar os pneus intermediários e retornar em décimo nono; Latifi já havia levado uma volta do líder;

Volta 9: neste momento, Vettel e Hamilton, Raikkonen, Magnussen, Giovinazzi, Kvyat foram para os boxes, retornando com os pneus intermediários para a pista.

Volta 10: a Racing Point chamou Lance Stroll para a troca, ele acabou retornando na quarta posição, perdendo a liderança da prova para Sergio Pérez momentaneamente. Enquanto Lando Norris também foi chamado pela McLaren e retornou em décimo sexto;

Volta 11: a parada do Pérez não foi tão boa, mas o mexicano retornou em quarto. Ricciardo, Sainz, Gasly e Ocon foram chamados para os boxes realizando as suas paradas. Verstappen e Albon estavam na ponta;

Volta 12: Verstappen instalou os pneus intermediários, neste momento apenas Albon que era o líder e Russell que ocupava a décima segunda posição, não haviam parado nos boxes ainda.

Hamilton estava caçando Vettel, enquanto o alemão estava atrás do holandês que conseguiu garantir a posição a frente do alemão da Ferrari;

Volta 13: Stroll retomou a liderança, já que Albon partiu para a utilização dos pneus intermediários. O virtual Safety Car foi ativo, já que Antonio Giovinazzi acabou abandonando a prova. A equipe pediu lá dos boxes para o italiano reduzir a velocidade e encostar o carro, pois estavam com problemas;

Volta 15: o Virtual Safety Car acabou e os dez primeiros eram: Stroll, Pérez, Verstappen, Vettel, Hamilton, Albon, Ricciardo, Sainz, Leclerc e Magnussen;

Volta 16: Hamilton começava a ter dificuldades para realizar as freadas, Albon já havia ultrapassado o inglês da Mercedes e Sebastian Vettel, desta forma o tailandês assumiu a quarta posição;

Volta 18: Verstappen acabou rodando enquanto estava disputando com Pérez, o holandês conseguiu voltar para a prova, retornou atrás de Hamilton, mas como os pneus ficaram comprometidos, Verstappen foi para os boxes e retornou na oitava posição com os compostos intermediários;

Volta 22: Albon já estava ultrapassando os retardatários e disputada a terceira posição, o tailandês já havia estabelecido mais de 11 segundos de vantagem para Sebastian Vettel;

Volta 22: Verstappen seguia balançando pela pista, com dificuldades para controlar o carro;

Volta 26: os dez primeiros eram: Stroll, Pérez, Albon, Vettel, Hamilton, Ricciardo, Sainz, Verstappen, Leclerc e Magnussen;

Volta 28: Norris chegou a décima posição, após realizar a ultrapassagem em Kevin Magnussen;

Volta 30: o DRS foi liberado para as ultrapassagens, já que a pista havia evoluído bastante. Sebastian Vettel estava se aproximado de Alexander Albon, andando a menos de um segundo para o tailandês;

Volta 31: Charles Leclerc parou mais uma vez, o monegasco estava na nona posição e retornou com outro jogo de pneus intermediários, não era possível utilizar outro tipo de composto;

Volta 33: Carlos Sainz realizou a ultrapassagem em Daniel Ricciardo, ocupando assim a sexta posição. O australiano realizou uma segunda parada, retornando na nona posição;

Volta 34: Vettel fora para os boxes, mas a sua parada não era tão boa, o alemão retornou em sexto. Enquanto isso na pista, Albon era visto rodando na pista e caindo para a quarta posição, após ser ultrapassado por Lewis Hamilton;

Volta 35: a segunda rodada de paradas foram acontecendo, mas quem estava com os pneus mais desgastados ainda estavam rodando melhor;

Volta 36: Magnussen que poderia conquistar alguns pontos, acabou abandonando na saída dos boxes, após realizar a sua parada;

Volta 37: a Racing Point apostou em uma segunda parada, Stroll retornou na quarta posição, atrás de Pérez, Hamilton e Verstappen. O mexicano havia chegado no canadense e a equipe achou que os pneus melhores poderiam dar alguma diferença nos boxes;

Hamilton conseguiu realizar a ultrapassagem em Pérez e depois de um início ruim o inglês era o líder da prova;

Volta 38: Vettel estava brigando com Stroll para conquistar a quarta posição, o alemão realizou a ultrapassagem e Leclerc veio logo depois e assim o canadense ficou com Albon para brigar pela sexta posição;

Volta 41: Vettel foi ultrapassado por Leclerc;

Albon realizou a ultrapassagem em Stroll. Magnussen e Latifi se tocaram e rodaram. O canadense passou a ser um alvo fácil na pista e também foi ultrapassado por Sainz;

Volta 44: Leclerc ultrapassou Verstappen e o holandês foi logo depois para os boxes, instalando outros pneus intermediários;

Volta 46: Bottas foi ultrapassado por Lewis Hamilton, tomando uma volta do líder da prova;

As posições eram: Hamilton, Pérez, Leclerc, Vettel, Sainz, Albon, Verstappen, Stroll, Ricciardo e Norris;

Volta 48: Bottas precisou de mais uma parada e utilizou mais uma vez os pneus intermediários;

Volta 49: Ricciardo não segurou, acabou rodando e perdeu a posição para Norris, que assumiu a nona posição;

Volta 51: Raikkonen que estava para ser ultrapassado pela dupla da Red Bull acabou rodando e pouco depois Verstappen que partiria para a briga com o companheiro de equipe, também rodou;

Volta 53: Verstappen se recuperou e realizou a ultrapassagem em Albon;

Volta 56: Stroll foi ultrapassado por Norris e caiu para a nona posição. Hamilton tinha mais de 25 segundos de vantagem para Pérez;

Volta 58: Lewis Hamilton venceu a corrida e conquistou o sétimo título, após um início complicado o inglês foi ganhando posições e terminou a corrida na primeira posição. Com um pneu super desgastado, mas que aguentou até o final. Leclerc tentou realizar a ultrapassagem em Pérez no final, mas perdeu a terceira posição, Vettel aproveitou o momento para ultrapassar o monegasco e conseguir o pódio.

Sebastian Vettel foi considerado o piloto do dia, o alemão esteve disputando as primeiras posições, teve uma ótima reação na largada e conseguiu o pódio ao final da prova.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados