AutomobilismoColunistaDestaquesFórmula EPost

Stoffel Vandoorne é o grande campeão do desafio virtual da Fórmula E 

O Race At Home Challenge chegou ao fim neste sábado (07/06). O campeonato virtual promovido pela ABB FIA Formula E que nas últimas semanas proporcionou uma grande disputa com os pilotos oficiais da categoria, profissionais de simuladores, além de entusiastas e amadores do automobilismo virtual. 

A final foi disputada em Berlim, em circuito montado no histórico aeroporto de Tempelhof. Pascal Wehrlein chegou como o líder do campeonato após vencer a corrida de sábado. Além dele, apenas Stoffel Vandoorne e Max Guenther tinham chances matemáticas de serem campeões. Wehrlein estava numa situação confortável, seus 130 pontos lhe davam uma boa vantagem em relação aos 116 de Vandoorne e aos 88 de Guenther. O pole position, Oliver Rowland, teve uma reação tardia na competição e não disputou o título, mas seria uma ótima adição à disputa. No fim Rowland venceu a corrida, mas foi Vandoorne quem ficou com o grande título de campeão.

lll DESAFIANTES

Além do campeonato oficial, o título de Desafiante Campeão também estava em jogo. O prêmio? Pilotar um Gen2 real quando o campeonato da Fórmula E voltar a ser disputado. Prêmio que foi conquistado por Kevin Siggy, o esloveno de 22 anos que correu pela BMW durante todo o campeonato. Siggy largou da pole logo à frente de Lucas Mueller (Mahindra), seu grande rival na competição. Mueller bem que tentou, mas Siggy administrou bem a liderança e terminou com o campeão entre os Desafiantes.

lll FÓRMULA E

Na última prova do campeonato, algumas equipes trouxeram pilotos substitutos para a grid: Alice Powell, piloto da W Series, entrou no lugar de Robin Frijns na Virgin. Sam Dejongue e Joel Eriksson pilotaram os carros de Jerome D’Ambrosio (Mahindra) e Nico Mueller (Dragon), respectivamente. E a Audi trouxe Kelvin van der Linde como substituto de Daniel Abt.

Antes das luzes se apagarem, a expectativa era de uma corrida tranquila dentro do possível para Pascal Wehrlein, que largaria do segundo lugar. Os outros dois postulantes ao título vinham logo atrás, Vandoorne em segundo e Guenther em terceiro. 

Logo na largada, Wehrlein viu sua sorte mudar completamente, após ser tocado por Vandoorne, que por sua vez foi tocado por Buemi, o alemão da Mahindra ficou com o carro em sentido contrário à pista e caiu para o 21º lugar. Um completo desastre. Pascal tinha agora que iniciar sua corrida de recuperação. E assim ele fez.

Wehrlein escalou o grid aos poucos, mas perdeu tempo atrás de alguns competidores. A curta duração da corrida não permitia que demorasse tanto, mas a falta de voltas extras custou o campeonato ao piloto da Mahindra.

Na frente, Rowland seguia firme na liderança. Vandoorne, em segundo lugar, sabia que precisava apenas terminar a prova para ser campeão, atacar Rowland era correr um risco desnecessário. Por isso Vandoorne apenas administrou sua posição e se manteve longe de confusões. Durante as 15 voltas da prova, o belga esteve cerca de 2 segundos à frente de Guenther. 

Enquanto isso, o formato Battle Royale fazia suas primeiras vítimas. Evans foi a primeiras delas, Lucas di Grassi chegou apenas ao 19º lugar. Lotterer foi o último a completar a prova, uma posição atrás de Wehrlein que ficou a um segundo da zona de pontuação. Felipe Massa largou em 15º e terminou em 9º, conquistando pontos pela terceira vez. 

Mais à frente, Mortara e Buemi travaram boas disputas e terminaram em quarto e quinto. 

A vitória ficou mesmo com Oliver Rowland. Vandoorne chegou em segundo e ainda fez a volta mais rápida (1:09.064). Max Guenther completou o pódio e firmou o terceiro lugar geral no campeonato.

Entre as equipes, a Mercedes também ficou com o título de campeã, seguida pela Nissan e pela Mahindra.

lll TÍTULO MERECIDO

Os números de Vandoorne no Race At Home são louváveis. O piloto conseguiu quatro pole positions e terminou todas as 8 provas da competição dentro do top 5. Apesar de ter conquistado apenas uma vitória, Stoffel terminou o campeonato com 24 pontos de vantagem para o segundo colocado. 

O vice-campeão, Wehrlein, venceu 3 corridas do Race At Home. Foi ele quem interrompeu a sequência de vitórias de Max Guenther no início da competição. O alemão da Mahindra pode não ter tido a melhor sorte na etapa final, mas certamente virá com muito mais gás quando o campeonato real recomeçar.

Você pode assistir à última prova do Race At Home no canal oficial da Fórmula E no Youtube. 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo