ColunistaNascarPit-Stop DropsPostUS Route

NASCAR: Chase Elliott fatura o milhão no All-Star Race

O cheque do milhão acabou nas mãos de Chase Elliott

A edição 2020 do All -tar Race, prova extraoficial da NASCAR Cup Series, que paga o prêmio de US$ 1 milhão para o vencedor, ocorreu sob circunstâncias especiais na última quarta-feira (15). Pela primeira vez, o evento foi realizado no oval tido como o “Coliseu da NASCAR”, o circuito de Bristol, no Tennessee.

A corrida trouxe novidades interessantes, como uma posição diferente na numeração dos carros e luzes de neon em alguns dos bólidos. Na disputa, Chase Elliott dominou a disputa e levou a bolada para casa.

All-Star Open: Sorte para Almirola, Byron e Dibenedetto, azar para Wallace

Para participar da prova principal, os vencedores entre o último ano e a temporada atual se garantiram automaticamente para a prova principal, além de campeões da divisão principal (casos de Jimmie Johnson e Matt Kenseth, por exemplo).

Assim, os demais pilotos disputaram uma prova preliminar (o All-Star Open) em que os vencedores dos três segmentos, em conjunto com o piloto mais votado em uma enquete da NASCAR, disputariam a corrida principal.

Durante a prova preliminar, Aric Almirola, da Stewart-Haas, William Byron, da Hendrick, e Matt Dibenedetto, da Wood Brothers, foram os respectivos vencedores e confirmaram a participação na disputa principal.

As chances de Bubba Wallace acabaram cedo (Jared C. Tilton | Getty Images)

Para a votação de piloto mais popular, o grande favorito era Bubba Wallace, mas independente da votação, o piloto da Richard Petty Motorsport precisava terminar a prova (se ganhasse um dos segmentos, se classificava sem depender da votação), mas o corredor do carro 43 deu azar no começo da disputa.

Durante o primeiro estágio, Wallace disputava posição com William Byron e Michael McDowell, que acabou tocando em Wallace e este bateu forte no muro, dando adeus ao sonho de disputar o milhão.

Bubba ficou revoltado com o acidente e reclamou em entrevista, além de deixar um pedaço do seu carro destruído em frente ao motorhome da equipe Front Row Motorsports, a mesma de McDowell.

Com a ausência de Bubba Wallace, o piloto eleito pelo voto popular para disputar a prova principal foi Clint Bowyer, da Stewart-Haas, completando os 20 candidatos ao prêmio milionário.

All-Star Race: Elliott vence com autoridade
As novidades da prova foram a numeração em posição diferente e a iluminação na traseira (Jared C. Tilton | Getty Images)

A disputa principal rolou rapidamente sem grandes intervenções. A única bandeira amarela, fora a dos finais de segmento, foi provocada por Kurt Busch no começo da prova, com uma rodada. No mais, a contenda seguiu de forma limpa entre os pilotos, com poucas mudanças na liderança.

Apesar de Ryan Blaney ter vencido o primeiro estágio, quem tinha o carro dominante foi Chase Elliott, que assumiu a ponta no começo do segundo segmento e venceu as duas sessões seguintes, se credenciando ao favoritismo.

Chase Elliott não deu chance para a concorrência na parte final (Jared C. Tilton | Getty Images)

Para as últimas 15 voltas, o piloto da Hendrick optou por não parar, assim como outros pilotos.

A estratégia se mostrou certeira na parte final, pois outros cinco pilotos fizeram a mesma tática e a diferença de pneus não era tão gritante a ponto de mudar radicalmente a disputa.

Nas voltas finais, Elliott foi acompanhado por Kyle Busch, mas o piloto da Hendrick não deu chance ao adversário e cruzou a meta final na ponta, ganhando prêmio milionário.

Seja um apoiador do Boletim do Paddock através do Apoia.se

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados