Post

ÁUSTRIA – JOGOS VORAZES NICO ROSBERG VS. LEWIS HAMILTON

| Débora Santos Almeida – publicado em 05/07/2016 às 03:40

Fórmula 1 é isso ai, você acha que vai ver uma coisa e no final pode ter uma reviravolta fenomenal, tanto para o expectador, quanto para o próprio campeonato. Fico feliz em ver duas pessoas da mesma equipe brigando na pista e não tendo um piloto favorito que acaba sendo favorecido, Hamilton e Rosberg que estão sim disputando o titulo e as vezes parece que eles não fazem parte da mesma equipe, com escolhas diferentes para cada um muda tudo o que acontece na pista, isso torna a Fórmula 1 brilhante mesmo sabendo que ainda há uma equipe dominando a primeira fila e se essa inibisse os seus pilotos de brigar entre si não veríamos disputas como a que aconteceu durante esse final de semana e o que faz desses pilotos bons adversários. May the odds be ever in your favor.

Nico que largou em sexto fez uma boa corrida, conquistando posições e chegando a liderar a corrida, quando fez a ultrapassagem em Verstappen deixando o carro no meio dele e de seu colega de equipe para dificultar a ultrapassagem, eu vejo a colisão deles como incidente de corrida, que ele estava apenas tentando defender a posição e na hora não teve consciência se isso prejudicaria ele ou o seu companheiro de equipe a manobra mesmo poderia ter um efeito pior e tirado os dois carros da corrida, a FIA acabou punindo ele, mais pra mim a maior punição é perder os pontos que até o começo da ultima volta eram garantidos. Hamilton foi o maior beneficiado, mais não tiro o mérito dele, ele soube guiar o carro e mostrar a sua força de vontade, para ambos é importante chegar na ponta.

Max Verstappen é aquele piloto que as vezes passa confiança e as vezes faz a gente se acabar em raiva, mas nessa corrida ele demonstrou experiência, largando do oitavo lugar, soube conservar os seus pneus fazendo 42 voltas com eles, também conseguiu atrapalhar Nico e não deixar de graça a posição porém o carro da RBR não é o melhor concorrente na pista para deter uma Mercedes e por fim ainda segurou Kimi Raikkonen. Ricciardo sofreu com o desgaste do pneu e não soube administrar tão bem quanto o seu companheiro de equipe e acabou a corrida na mesma posição de largada quinto lugar

Destaque também para Jenson Button que largou em terceiro lugar e soube conduzir o seu carro muito bem nas primeiras voltas do circuito da Áustriasabíamos que o seu carro não era tão potente para vencer uma corrida ou se quer chegar ao pódio, mais conseguiu terminar a corrida em sexto e marcar pontos para a equipe. Alonso acabou abandonado a corrida devido um problema no sistema de recuperação de energia.

Massa ao longo desse ano teve vários finais de semana para se esquecer, conseguiu se classificar apenas em 10 lugar no sábado e após uma rachadura na asa teve que largar dos boxes, estava fazendo uma prova de recuperação e já estava na zona de pontuação, mas teve que fazer  mais uma parada devido um furo no pneu quando faltava oito voltas para o final da corrida e acabou abandonando. Bottas também sofreu para alcançar a temperatura ideal dos pneus e terminou em nono.

Pascal Werhlein conseguiu marcar os primeiros pontos da Manor, desbancando pilotos mais experientes e com carros melhores que o da equipe, também mostrou que tem talento fazendo 42 voltas com o pneus.

Nasr que largou em último com a sua Sauber conseguiu aparecer na zona de pontuação durante o meio da prova, fez 43 voltas com o pneus mas acabou sendo prejudicado com a entrada do Safety Car que juntou o pelotão e no segundo pit caiu para 13°. 

Até mais e o obrigada pela leitura do texto.

Mostrar mais

Debora Almeida

Jornalista, escrevo sobre automobilismo desde 2012. Como fotógrafa gosto de fazer fotos de corridas e explorar os detalhes deste mundo, dando uma outra abordagem nas minhas fotografias. Livros são a minha grande paixão, sempre estou com uma leitura em andamento. Devoro séries seja relacionada a velocidade ou ficção cientifica.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d