ColunistaIMSAPost

Em disputa intensa, Cadillac da JDC-Miller vence as 12 Horas de Sebring

Trio francês a bordo do Cadillac número 5 levou a melhor em Sebring

Trio francês a bordo do Cadillac número 5 levou a melhor em Sebring (Jake Galstad/IMSA)

As tradicionais 12 Horas de Sebring trouxeram grandes disputas, emoção até o final e muito equilíbrio na maioria das divisões disputadas no fim de semana na pista da Flórida em prova válida pelo IMSA Weathertech Sportcars. Na classe DPi, o Cadillac da JDC-Miller Motorsports venceu a etapa com a trinca francesa formada por Loic Duval, Tristan Vautier e Sebastien Bourdais.

A corrida foi cheia de alternativas, com estratégias variadas e disputas por todo o pelotão. O carro que parecia favorito era o Cadillac 01 da Chip Ganassi, do trio Scott Dixon, Kevin Magnussen e Renger van der Zande, mas faltando uma hora para o fim da prova, Dixon se envolveu em um acidente com um BMW da GTLM na entrada dos boxes e perdeu tempo.

Após uma bandeira amarela causada por um acidente com um Mercedes da classe GTD na última hora, cinco carros da classe principal disputaram a vitória curva a curva nos últimos minutos. No entanto, a experiência de Bourdais fez a diferença e o francês levou o seu bólido na liderança sem oferecer brecha aos rivais.

A briga mais intensa foi pelo segundo lugar, mas terminou melhor para o Mazda número 55 da trinca Olivier Jarvis, Harry Tincknell e Jonathan Bomarito. Em terceiro cruzou o Cadillac da JDC-Miller do trio Kamui Kobayashi, Jimmie Johnson e Simon Pagenaud, mas como o francês ficou mais de quatro horas no carro, o conjunto foi punido e terminou em último na divisão. Assim, o último lugar no pódio acabou com o Acura da Meyer Shank Racing pilotado por Juan Pablo Montoya, Olivier Pla e Danny Cameron.

Os brasileiros da Action Express Felipe Nasr e Pipo Derani não tiveram sorte. Correndo em conjunto com o inglês Mike Conway, o conjunto do carro 31 largou na pole e tentou manter um ritmo competitivo, mas no começo da prova Derani sofreu um toque numa disputa com o Cadillac da Ganassi e perdeu quatro voltas para arrumar. Perto de duas horas para o fim, o bólido 31 teve problemas mecânicos e abandonou.

Outras classes

Na LMP2, o ORECA da PR1 Mathaisen tripulado por Scott Huffaker, Ben Keating e Mikkel Jensen teve um duelo com o carro da ERA Motorsport do trio Ryan Dalziel, Dwight Merriman e Kyle Tylley e levou a melhor. Pela classe LMP3, a vitória foi da Ligier da Core Motorsports, com o trio Colin Brawn, Jonathan Bennett e George Kurtz.

O Porsche número 79 levou a melhor na briga dos GT Le Mans (Jake Galstad/IMSA)

No GT Le Mans, a disputa ficou entre o Corvette de Antonio Garcia, Jordan Taylor e Nicky Catsburg, a BMW de Connor de Phillippi, Phillip Eng e Bruno Spengler e a Porsche de Matt Campbell, Cooper MacNeil e Mathieu Jaminet. Faltando 10 minutos para o fim, de Phillippi tentou passar Garcia, mas ambos se enroscaram e a liderança caiu no colo da Porsche, que faturou a prova.

O BMW da trinca de Phillippi, Eng e Spengler ficou em segundo, seguido por outro carro da marca bávara, pilotada por Augusto Farfus, John Edwards e Jesse Krohn.

Assim como no GT Le Mans, a Porsche também foi vitoriosa na GT Daytona, com a trinca da Pfaff Motorsports Laurens Vanthoor, Lars Kern e Zacharie Robichon. Outro carro da montadora alemã, da Wright Motorsports, foi o segundo com Patrick Long, Trent Hindman e Jan Hayley. Completou o pódio o Aston Martin da Heart of Racing, com os pilotos Ross Gunn, Ian James e Roman de Angelis.

A trinca feminina que participou da prova, com a inglesa Katherine Legge, a dinamarquesa Christina Nielsen e a brasileira Bia Figueiredo (em seu retorno às pistas após um ano afastada entre o nascimento de seu filho e o julgamento da sua situação na justiça) teve uma participação razoável na classe GT Daytona com um Porsche 911 GT3R e brigou pelo pódio na divisão, mas uma punição perto do fim fez com que a trinca perdesse tempo e terminasse a prova na quinta colocação.

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados