ColunistaFórmula EPost

Diz aí campeão: Da Costa fala sobre seu relacionamento com Vergne na Techeetah

Em coletiva apenas com jornalistas brasileiros, o português falou ainda sobre sua vontade de participar da Stock Car 

Pela primeira vez em sua curta história, a Fórmula E viu um piloto ser campeão por antecipação, a conquista surpreendeu até mesmo o dono da marca, nem Antonio Félix da Costa esperava um resultado assim.

De acordo com o piloto, o desempenho  é fruto do trabalho incansável da equipe. 

Quando foi anunciado como piloto da Techeetah, da Costa justificou sua decisão dizendo que estava indo para o time a ser batido e que agora não se surpreende mais com os resultados da equipe:

“Esses caras realmente trabalham muito. Treinamos muito no simulador, por vezes perguntei ‘tem certeza que já não é suficiente?'”

Com o troféu do campeonato de pilotos numa mão e com o de construtores na outra, da Costa hoje vê com clareza porque os colegas de equipe se dedicam tanto. 

O Boletim do Paddock questionou o português sobre seu relacionamento com o companheiro de equipe. Jean Eric Vergne foi um dos grandes incentivadores da ida de Félix da Costa para a Techeetah, mesmo sabendo que o novo teammate não facilitaria a sua vida e as diversas disputas entre os dois na pista comprovam isso. Para o piloto do carro #13:

“JEV é um ótimo piloto, ele é um ganhador, mas eu também sou. Quando você dá um pedaço de carne para dois leões, eles vão brigar um bocadinho. Quando colocamos o capacete, queremos bater um no outro, mas quando a corrida acaba temos maturidade para resolver qualquer problema que acontece na pista”

Antonio sempre se colocou com alguém que lutaria pelo seu espaço:

“JEV é um bicampeão, um dos principais responsáveis pelo sucesso da equipe. Ele é um ganhador, mas digo o mesmo de mim. Eu sou ambicioso, não quero ser só mais um”

Félix da Costa reafirmou o seu desejo de voltar a correr na Stock Car. O piloto que se declara um aficionado por pilotar, disse que vai disputar as 6 horas de Spa já neste domingo e que quer aproveitar o período pós-temporada da Fórmula E para participar do que for possível, inclusive da Stock Car:

“Gosto muito de correr no Brasil, sempre me receberam muito bem. Já falei que se tiver um lugar pra mim, pego um avião rapidinho”

Diz aí campeão: Da Costa fala sobre seu relacionamento com Vergne na Techeetah
António Félix Da Costa demonstra interesse em competir mais vezes na Stock Ca – Fonte Red Bull
Etiquetas
Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar