Fórmula EPost

As baterias com carregamento mais rápido podem mudar o futuro da Fórmula E

A Williams se junta com a Nyobolt, para fornecer baterias com carregamento mais rápido para o Gen 3

Com a entrada do Gen 2 e uma melhora da autonomia da bateria, a Fórmula E abandonou a troca dos carros durante a prova. Para muitos, aquele pit-stop era muito charmoso e certamente marcou o início da competição elétrica, mas a categoria sempre buscou uma performance melhor da bateria, principalmente porque os seus interesses não estão apenas nas pistas, a Fórmula E está olhando para as ruas, assim como as equipes que participam da categoria.

A Fórmula E não tem mais a necessidade de um pit-stop como o realizado na Fórmula 1, pois os seus pneus são bem diferentes e tem uma duração melhor. No entanto, para o nível da competição, seria interessante trabalhar com um recarregamento rápido das baterias. Uma mudança que pode até alterar o tempo de duração da competição, ou mudar a mecânica das disputas.

Para a Era do Gen 3, a Williams retorna como fornecedora da Fórmula E, o seu departamento de Engenharia Avançada será a responsável pelas novas baterias que serão utilizadas.

A Williams e a empresa Nyobolt assinaram uma colaboração estratégica projetada para apoiar a próxima geração de baterias. A bateria de íon-lítio será alimentada por nióbio, oferecendo uma mudança radical na densidade de energia, assim como o ciclo de vida e a capacidade de um carregamento rápido.

A utilização da tecnologia pode mudar os rumos da Fórmula E, quando o Gen 3 for introduzido em 2022/23, permitindo o pit-stop para o recarregamento rápido da bateria, algo que não é possível ser realizado atualmente, além disso, as baterias atualmente são fabricadas pelas McLaren Applied.

A Nyobolt, fundada pela Professora Clare Gray e pelo Dr. Sai Shivareddy, com raízes na Universidade de Cambridge, focados no carregamento ultrarrápido de baterias, estudando o mercado e os materiais estão podendo fornecer uma tecnologia com está. A nova classe desta tecnologia de baterias – diferente da bateria EV, muito utilizada atualmente no mercado – de acordo com a fornecedora, elas são ideais para o automobilismo.

As baterias com carregamento mais rápido podem mudar os rumos da Fórmula E – Foto: reprodução

A Williams atualmente fornece baterias para a Extreme E, projetadas para aguentar temperaturas extremas, além de operar bem em vários tipos de terreno. No comunicado a Williams informa: ‘’Eles também são relevantes para os powertrain de serviços pesados, como aqueles usados na mineração e outras aplicações comerciais onde o ciclo de vida e o tempo de atividade são características críticas”.

“Com um ciclo de vida significativamente maior do que as baterias de íon de lítio padrão, a tecnologia é perfeitamente adequada para aplicações de próxima geração que requerem alta potência, longa vida ou alto ciclo”, informa.

O CEO da Nyobolt, Dr. Sai Shivareddy disse: “A Nyobolt tem a missão melhorar a revolução elétrica com nossos sistemas de bateria de carregamento ultrarrápido. Nossa tecnologia é perfeitamente adequada para os ambientes nos quais a Williams Advanced Engineering opera, incluindo motores elétricos e outras aplicações que demandam muita energia, que vão desde esportes a motor até aplicações industriais pesadas e estamos muito satisfeitos por fazer parte desta empolgante colaboração com eles ”

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados