ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Lawrence Stroll se torna acionista na Aston Martin e Racing Point será renomeada em 2021

Nesta sexta-feira (31), Lawrence Stroll provou mais uma vez que quer ficar na Fórmula 1 após se tornar acionista dom participação de 16,7% da Aston Martin, marca que já está no grid da categoria.

O investimento feito foi de 182 milhões de libras e Stroll se tornará Presidente Executivo da Aston Martin. O canadense 18 meses após anunciar um consórcio de investimento que tiraria a equipe da administração judicial, surpreende com este novo acordo.

Lawrence já estava dentro da Fórmula 1 com suas marcas de roupas, como a Tommy Hilgiger e a Michel Kors, que tinham parcerias estabelecidas com equipes. Logo depois começou o investimento na carreira do filho Lance Stroll, onde fez a sua estreia em 2017 na Williams.

A Aston Martin por outro lado vinha lutando e entrou em conversa com principais investidores, dos quais Stroll estava interessado, e após está reunião ficou definido a participação do canadense. Como parte do acordo a Racing Point se tornará equipe para os trabalhos da Aston Martin, a partir da temporada de 2021. O acordo é de 10 anos e mostra o compromisso a longo prazo, podendo se tornar um negócio de sucesso.

Um documento da Bolsa de Londres informou ainda que a “Aston Martin Lagonda entrou em um acordo legalmente vinculativo, em que a equipe Racing Point vai se tornar a equipe de trabalho da Aston Martin na F1 a partir da temporada 2021”.

Sobre a mudança de nome

Mudar o nome de uma equipe de Fórmula 1 pode ser um problema, pois exige diversas aprovações, mas a Racing Point foi inteligente quando deixou de ser Force India, atualmente a equipe é conhecida como Sport Pesa Racing Point, onde o primeiro conjunto de nome é do patrocinador, desta forma eles podem colocar Aston Martin na frente e completar apenas com o Racing.

A montadora britânica almejava retornar para a Fórmula 1, tendo presença no esporte com oportunidade após 60 anos de lutar com outras marcas como McLaren e Ferrari. Para a Racing Point é a chance de atrair novos patrocinados com a chegada da Aston Martin.

Red Bull

Em paralelo a Red Bull confirmou que o seu contrato de patrocínio com a Aston Martin será concluído no final de 2020, embora o projeto do supercarro Aston Martin Valkyrie seja projetado por Adrian Newey. No caso da equipe austríaca é a chance de mostrar por mais uma temporada a força que tem e valer o último ano de contrato.

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Fechar