ColunistaFórmula 1Post

GP da Áustria – Mesmo com domínio da Mercedes e vitória de Bottas, Leclerc e Norris vão ao pódio

A prova foi marcada por acidentes, abandonos e punições, dando um agito no início de campeonato

Antes do início da prova austríaca a mensagem que fica é a do “Fim do Racismo”, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel, Lando Norris, Romain Grosjean entre outros pilotos se ajoelharam. Todos estavam com uma camiseta onde podia se ler “End Racism”, a categoria vai trabalhar nesta campanha, principalmente por ter um alcance grande.

E a corrida?

Difícil resumir uma corrida tão intensa, o pódio mesmo não traduz toda a magnitude da prova, mas vou tentar explicar da melhor forma a corrida. Valtteri Bottas venceu, o piloto não perdeu a primeira posição em nenhum momento, mas sofreu ataques de Lewis Hamilton no final da prova por conta das entradas do Safety Car – foram três.

Hamilton foi punido antes do início da prova, pelo protesto da Red Bull, o inglês largou da quinta posição e foi pressionando os pilotos que estavam a sua frente, chegou em segundo e começou a caça ao Bottas. Na relargada da volta 61, quando Albon pressionou Hamilton, os dois se tocaram e sobrou uma punição para o inglês de cinco segundos. Com a bandeira quadriculada agitada, Hamilton caiu para a quarta posição.

E Norris? Bom, o piloto da McLaren acelerou, para ganhar a posição de Pérez, mas não tinha ideia da punição do inglês e do mexicano, só foi atrás de fazer o seu trabalho. Conseguiu a ultrapassagem e terminou a prova na terceira posição. Esse pódio da McLaren ocorreu após o pódio de Carlos Sainz no Brasil em 2019, bem significativo para o time que luta por uma melhor posição no campeonato. 

Pérez excedeu os limites de velocidade no pit-lane, com os cinco segundos aplicados ele fechou em sexto. Desta forma a quinta posição ficou com Carlos Sainz, após largar de P8.

Pierre Gasly, Esteban Ocon, Antonio Givonazzi e Sebastian Vettel completaram o grid dos dez primeiros, conquistando os primeiros pontos da temporada. No entanto só tivemos mais um piloto que completou a prova e não esteve na zona de pontuação, Nicholas Latifi. Isso se deu pelo número de abandonos da prova.

A vida de Vettel não foi nada fácil, o piloto não se classificou entre os dez, mas conseguiu conquistar posições com o começo da prova, mas na volta 31 quando optou por atacar Carlos Sainz da McLaren, tocou no espanhol e caiu para o final do pelotão, após rodar na pista. O alemão teve baixo rendimento e se beneficiou dos abandonos que ocorrem para chegar ao décimo lugar.

Verstappen, Ricciardo, Stroll, Magnussen, Grosjean, Russell, Raikkonen, Albon e Kvyat não completaram a corrida. Os abandonos estiveram ligados a problemas com o motor, escapadas de pista e até pneu que se soltou e estourou. O pneu do carro de Raikkonen acabou se soltando quando ele atacou uma zebra, enquanto o de Kvyat ficou em farelos, ocasionando o estouro do composto traseiro esquerdo.

A Fórmula 1 retorna na próxima sexta-feira para a realização do primeiro treino livre da Estíria, na mesma pista que tivemos a primeira prova da temporada. 

Saiba como foi a Corrida Volta-a-Volta 

Antes do início da prova a Red Bull entrou com um protesto, sobre a não punição de Hamilton durante pós-classificação – durante a sessão Bottas perdeu o controle do carro e extravasou os limites de pista, provocando uma bandeira amarela no setor e alguns pilotos foram prejudicados – os comissários optaram por não punir o piloto. Mas após a contestação da equipe austríaca ele perdeu três posições no grid de largada.

Portanto as posições ficaram desta forma:

Volta 1: Na largada Bottas manteve a ponta e Norris e Verstappen se enfrentavam, com o piloto holandês se defendendo dos ataques do piloto da McLaren. Enquanto isso Pérez e Leclerc também travavam uma disputa e o piloto da Racing Point era o sexto colocado.

Volta 2: Durante a segunda volta era a vez de Sainz colocar pressão em Leclerc, o piloto da Ferrari era o sétimo colocado.

Volta 3: Com a asa aberta Albon conseguiu a ultrapassagem em Albon. Bottas na liderança já conseguia abrir mais de dois segundos de vantagem para o segundo colocado. Entre os dez apenas Verstappen e Vettel utilizavam os pneus médios. Vettel largou da décima primeira posição e pode escolher o composto para a largada.

Volta 7: Lando Norris passava para a quinta posição, após Lewis Hamilton realizar a ultrapassagem.

Volta 8: Hamilton se aproximava de Albon e começava a caçada para obter a terceira posição.

Volta 9: O inglês passou o piloto tailandês se valendo da reta do circuito para realizar a ultrapassagem.

Volta 10, as posições eram: Bottas, Verstappen, Hamilton, Albon, Norris, Pérez, Leclerc, Sainz, Stroll e Vettel.

Volta 11: O carro de Max Verstappen apagou após a reta principal do circuito, o piloto completou a volta andando lentamente, investiu em um pit-stop, mas o carro não voltou a funcionar, desta forma o holandês abandonou a prova.

Volta 16: Stroll enfrentava problemas com o motor, enquanto isso Vettel se aproximava do canadense, mas precisava se defender de Ricciardo que ocupava a décima posição e pressionava o alemão.

Volta 18: Pouco depois Ricciardo passou a perder posições no circuito ao enfrentar um problema com o carro. Vettel conseguia a ultrapassagem em Stroll e abandonava o canadense.

Raikkonen assumia a décima quarta posição, após uma disputa com o companheiro de equipe.

Volta 19: Ricciardo abandonou a prova, após se encaminhar para os boxes.

Volta 21: Rapidamente uma bandeira amarela era acionada no circuito pois Grosjean extravasava os limites de pista.

Volta 23: Grosjean se encaminhou para os boxes, trocou os pneus para os compostos e Stroll abandonava a prova.

A Ferrari tentava blefar ao chamar Leclerc para os boxes e abortar a parada, poderia ser uma tentativa de Pérez responder a parada, com o time italiano permanecendo na pista.

Volta 26: Kevin Magnussen passou reto e provocou a entrada do Safety Car para a remoção do carro.

Volta 27: Bottas e Hamilton entraram nos boxes e realizaram a parada, rapidamente Albon, Norris, Pérez, Leclerc e Sainz acompanharam a troca nos boxes. O mexicano foi liberado em cima de Norris, mas o piloto da McLaren não deixou espaço para ser ultrapassando no pit-lane. Apenas Pérez utilizava os pneus médios, todos os outros pilotos do grid realizaram as paradas para utilizar os compostos duros.

Volta 30: Antes da relargada as dez posições eram: Bottas, Hamilton, Albon, Norris, Pérez, Leclerc, Sainz, Vettel, Gasly e Kvyat.

Volta 31: Por conta da aproximação da largada, Sainz atacava Leclerc, mas Vettel que estava atrás pensou em ultrapassar o piloto da McLaren. O toque ocorreu e o piloto da Ferrari rodou, ficando ao contrário na pista, e por consequência caiu para a décima quinta posição.

Volta 33: Pérez que atacava Norris conseguiu a ultrapassagem e obteve a quarta posição.

Volta 36: Hamilton passou a pedir mais potência no motor, mas a equipe não podia entregar para nada a ele. Na volta seguinte ele registrou 1:08.164, ficando com a melhor volta da prova.

Volta 39: A disputa da vez era pela nona e décima, posições, Ocon tentava ultrapassar Kvyat, enquanto Giovinazzi aproveitava para se aproximar do francês. A diferença entre eles era de menos de um segundo.

Volta 43: Hamilton se aproximou do companheiro de equipe, eles estavam separados por menos de um segundo e o inglês podia utilizar a asa móvel para tentar a ultrapassagem, mas Bottas não tinha nenhum retardatário para se defender dos ataques.

Volta 47: Bottas era informado que a Mercedes estava com um problema de câmbio e ele deveria evitar o ataque as zebras por conta do equipamento. Ele e Hamilton haviam se deslocado do restante do pelotão, pois Albon em segundo estava separado por mais de 9 segundos.

Volta 50: Ocon quase conseguiu a ultrapassagem em Kvyat. Enquanto isso Grosjean era visto extravasando os limites de pista, para logo depois se encaminhar para os boxes e abandonar.

Russell também sofria problemas com o carro, perdendo a potência do motor. Desta forma o Safety Car retornou para a pista, pois o piloto abandonou a prova ainda na pista.

Volta 51: O Safety Car era acionado, e Albon, Norris, Leclerc, Kvyat, Raikkonen e Vettel partiram para os boxes instalando compostos mais macios.

Albon, Kvyat e Vettel apostaram nos pneus macios, enquanto Norris, Leclerc e Sainz utilizavam os pneus médios. Bottas e Hamilton seguiam na ponta sem realizar uma parada.

Volta 54: Antes da relargada as posições eram: Bottas, Hamilton, Pérez, Albon, Norris, Leclerc, Gasly, Ocon, Sainz e Giovinazzi.

Volta 55: Bottas se manteve na ponta, acompanhado por Hamilton, Albon foi ultrapassado por Pérez. Um novo Safety Car era provocado pois a roda de Raikkonen saiu no momento que o piloto da Alfa Romeo atacou a zebra. O finlandês havia realizado uma parada no segundo Safety Car.

 

Volta 56: Giovinazzi se encaminhava para os boxes e a equipe instalou compostos macios em seu carro.

Volta 57: Os pilotos passavam pelos boxes, pois o carro de Raikkonen estava sendo removido na reta principal.

Volta 59: Antes da terceira relargada as posições eram: Bottas, Hamilton, Albon, Pérez, Norris, Leclerc, Gasly, Sainz, Ocon e Kvyat. Pérez devolveu a posição para Albon, retornando à quarta posição.

Volta 61: Ocorreu a relargada, Bottas se manteve na liderança, com Hamilton sendo pressionado por Albon, os dois se tocaram e o tailandês acabou rodando, desta forma caiu para a última posição.

Volta 63: Giovinazzi chegou a décima posição após ultrapassar Vettel. Logo depois Giovinazzi atacava Kvyat e mesmo realizando a ultrapassagem o russo conseguiu retomar a posição.

Volta 65: Leclerc realizou a ultrapassagem em Norris e obteve a quarta posição, mas os pilotos da McLaren continuavam próximos do monegasco.

Volta 66: Lewis Hamilton foi punido com cinco segundos e por conta da aproximação do final da prova o inglês perderiam algumas posições.

Volta 68: Pérez era punido por exceder a velocidade a velocidade no pitstop.

Volta 69: Alexander Albon abandonou a prova. Norris retomou a quarta posição, após um toque roda com roda com Pérez.

Volta 70: Kvyat abandonou a prova após o pneu traseiro esquerdo estourar.

Volta 71: Bottas venceu a prova, após a punição de Hamilton, Leclerc assumiu a segunda posição, com Norris em terceiro. O piloto da McLaren ainda obteve o ponto de melhor volta. 

Hamilton foi o quarto, acompanhado por Sainz, Pérez, Gasly, Ocon, Giovinazzi e Vettel.

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar