ColunistaFórmula EPost

Diante de ousadia da Audi para obter vitória, FIA deve mudar as regras para evitar novas tentativas

A Audi tentou uma manobra durante o Safety Car, onde Lucas di Grassi quase conquistou a vitória do ePrix de Londres disputado no domingo

Durante a 13ª etapa da Fórmula E, disputada em Londres, Lucas di Grassi quase conseguiu uma vitória – marcada pela manobra polêmica que fez ele assumir a liderança da corrida durante a entrada de um Safety Car.

Como muitos que acompanham a categoria sabem, na Fórmula E os carros não realizam pit-stop, não existe a necessidade da troca dos pneus e eles ainda não trabalham com um recarregamento rápido da energia.

Lucas di Grassi está tentando conquistar o campeonato de 2021, como a temporada segue muito disputada, uma vitória ou chegar ao pódio muda muito a sua posição no grid. Jake Dennis da BMW i Andretti estava empatado com o brasileiro até a primeira prova do ePrix de Londres, quando venceu a 12ª etapa e disparou no campeonato, ficando entre os líderes.

No domingo, Di Grassi não teve uma boa classificação, mas conseguiu ganhar algumas posições. Em um período de Safety Car, o brasileiro passou pelo pit-lane, enquanto todos os competidores permaneceram no circuito. Di Grassi fez uma breve parada nos boxes da sua equipe, antes de retornar para o circuito e assumir a primeira posição.

A vitória não foi confirmada, pois identificaram uma pequena quantidade de velocidade quando ele parou nos boxes. Desta forma o carro não chegou ao zero absoluto e avaliaram que ele tinha ganhado uma vantagem de sete posições pela escolha que fez. Di Grassi recebeu um Drive Through como punição e como permaneceu na pista sem cumpri-la, os comissários optaram por uma bandeira preta, desclassificando o brasileiro da prova.

Depois da prova, Di Grassi explicou no seu twitter o que ocorreu: “Tudo o que fizemos hoje foi claramente permitido pelas regras do campeonato. Só poderíamos fazer isso se o safety car estivesse em uma velocidade menor do que o limite de velocidade [permitido] no pit-lane, caso contrário, eu perderia posições. Foi uma jogada ousada e arriscada, mas estava totalmente com a minha equipe quando a decisão foi tomada. A punição foi aplicada corretamente porque o carro (as rodas alcançaram 0) não atingiram o 0 km / h completos. Depois que os dados foram analisados detalhadamente, pois estava muito próximo. Só fui informado da penalidade após a bandeira quadriculada, pelo rádio.”

Allan McNisch, chefe da Audi tentou de todas as formas negociar, para evitar a punição de Di Grassi, mas não surtiu efeito.

Ao site The Race, Frederic Bertrand da FIA, informou que ao artigo 38.11 do regulamento da Fórmula E será adicionado uma emenda para o final da temporada, já valendo para etapa de Berlim. O regulamento atual afirma “a entrada e a saída do pit-lane permanecem abertas e os carros estão livres para ir ao pit, desde que parem na frente dos seus boxes”.

“Teremos que modificar novamente, para que possamos nos adaptar e evitar a lacuna que poderia ter acontecido aqui, mas que não aconteceu na realidade, porque eles não fizeram corretamente. Mas de qualquer forma, teremos que reagir e mudar isso”, disse Bertrand ao The Race.

Punições estão ocorrendo em todas as categorias, um assunto que acaba ganhando força a cada etapa que é disputada, seja em uma Fórmula 1, Fórmula E ou em qualquer outra categoria. Os pilotos e equipes acabam criticando os regulamentos constantemente, principalmente pelas atitudes que são tomadas.

No entanto, Bertand informa que deseja manter a flexibilidade do regulamento da Fórmula E: “É um equilíbrio entre flexibilidade e adaptabilidade, precisamos disso no formato.”

A escolha da Audi se deu justamente por ter essa flexibilidade no regulamento. “Em muitos casos o que vemos é que o resultado que temos hoje é fruto de muitas coisas discutidas, analisadas e, em muitos casos, ajustadas para deixar as pessoas felizes”, disse ele.

A parte ruim é que brechas acabam gerando interpretações e comparações com outros momentos da história. Se a vitória fosse válida, certamente as polêmicas seguiriam, se tonando mais um ponto de críticas sobre a Fórmula E.

Escute o nosso podcast! 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados