ColunistaFórmula 1Post

Tsunoda busca outra abordagem para o GP de Portugal

Yuki Tsunoda busca a recuperação no GP de Portugal, mesmo sabendo que a pista será desafiadora por conta das elevações

Yuki Tsunoda quer se recuperar neste GP de Portugal, fazer uma corrida sem erros depois do fim de semana complicado em Ímola. O piloto vai realizar a terceira prova com a AlphaTauri e ainda está em aprendendo.

No GP do Bahrein o piloto japonês que estava realizando a sua estreia na Fórmula 1, conquistou os seus primeiros pontos ao terminar na nona posição. Em Ímola ele não conseguiu impressionar da mesma forma, no Q1 ele bateu, largou do fim de grid e por conta de alguns erros – além da punição por extravasar os limites de pista, ficou fora da zona de pontuação, fechando na décima segunda posição.

“Imola para mim foi um grande fim de semana, especialmente para aprender. Cometi dois grandes erros durante o fim de semana e para a equipe também não foi uma semana fácil. Esperava obter uma posição mais alta e também foi uma grande chance de marcar pontos, então foi uma pena, e senti muita pena da equipe. Mas como piloto, estamos aprendendo, aprendi muito com Ímola e o Bahrein e eu considero isso muito positivo para o futuro, então é um sentimento bastante confuso.”

LEIA MAIS: Yuki Tsunoda segue determinado, mesmo após todos os problemas enfrentados em Ímola

Tsunoda sabe que pode contar com o desempenho da AlphaTauri, ele só precisa juntar o seu trabalho e o potencial da equipe para mostrar um bom resultado.

Nesta quinta-feira (29) os pilotos tiveram a oportunidade de realizar o track walk com a equipe, verificar as várias mudanças de elevação do circuito que é bem complicado. Na primeira vez que a Fórmula 1 correu no Algarve, os pilotos utilizaram os treinos livres para conhecer o traçado.

“Fiz algumas sessões de simulação que normalmente faço antes da semana de corrida, e caminhei na pista esta manhã. São muitas elevações que eu não esperava, uma grande diferença. Estou realmente ansioso para guiar amanhã.”

E Tsunoda antecipa que não será um fim de semana fácil pois não conhece a pista, como já tinha uma noção sobre os circuitos de Ímola e do Bahrein: “Vai ser um fim de semana difícil, em comparação com Ímola e Bahrein, onde já tinha guiado. Vou apenas pegar o ritmo volta a volta e ver o que vai acontecer.”

LEIA MAIS: As lições aprendidas por Yuki Tsunoda após o GP do Bahrein

O piloto japonês vai utilizar o TL1 para reconhecer a pista e adquirir ritmo; para a classificação pensa em mudar o tipo de abordagem em Ímola, controlar o ritmo, e buscar o Q2, já que o carro da AlphaTauri apresenta um bom desempenho para a classificação.

“A expectativa para mim para esta semana é, para ser honesto é apenas tentando pegar o ritmo no TL1, volta por volta e para a classificação direi que tenho que mudar a abordagem, especialmente de Imola.”

A AlphaTauri é a quinta colocada do campeonato de construtores e conta com 8 pontos após duas etapas.

LEIA MAIS: F1 Fantasy: apostas para o GP de Portugal

+ Preview do GP de Portugal – Características de Portimão

+GP de Portugal – A seleção de pneus e nova zona de DRS no Algarve

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados