ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Comentários Pós-Corrida: Lando Norris, Ferrari e limites de pista

Lando Norris conquistou a terceira posição, a Ferrari se deu bem em Ímola e os problemas com os limites de pista

O GP da Emilia-Romagna foi super agitado, diferente do que eu imaginava horas antes da largada, principalmente pela prova ser realizada em um circuito onde as ultrapassagens são bem difíceis. A chuva acabou adicionando uma emoção já que com o asfalto molhado o desempenho e atuação dos pilotos se torna bem variada. Antes do texto fazendo o Raio-X sobre o fim de semana de cada time, gostaria de falar sobre alguns pontos da prova.

Lando Norris vai ao pódio

O inglês da McLaren ganhou a votação de piloto do dia com 32.3% dos votos. Norris se mostrou muito aguerrido em Ímola trabalhando para melhorar as suas voltas e o desempenho desde os treinos livres.

Na classificação ele esteve perto de conquistar a segunda posição para a largada, pois tinha uma boa performance e sem dúvidas era muito veloz, mas os limites de pista acabaram interferindo no resultado e por conta da volta deletada no Q3, Norris começou a corrida pela sétima posição; enquanto Daniel Ricciardo era o sexto colocado.

Foi uma intensa disputa no início da corrida, principalmente após travar um duelo com Pierre Gasly, Lance Stroll e Daniel Ricciardo. Ao assistir a onboard de Norris deu para perceber o domínio do piloto, aguardando a melhor oportunidade para realizar as ultrapassagens, já que a pista úmida não tolera algumas investidas mais duras.

Aquele papo que Norris está amadurecendo é real, durante a prova pelos rádios dele e a comunicação que é mantida com o engenheiro, provam que o piloto está buscando extrair o melhor resultado. No momento que ele pediu a inversão de posição com Daniel Ricciardo, foi um pedido plausível, Norris realmente rendeu depois de ultrapassar o australiano e naquele momento abriu chances para buscar o pódio.

LEIA MAIS: O amadurecimento de Lando Norris na McLaren

No entanto, ainda é importante ressaltar que ao final da prova Norris ficou um pouco mais preocupado – a embreagem começou a falhar, ele apontava problemas no carro e a comunicação com os boxes ficou mais intensa. Depois da bandeira quadriculada Norris admitiu que a ‘joelheira’ usada estava atrapalhando e nas falhas que o carro apresentou.

Lando Norris conquista a terceira posição no GP da Emilia-Romagna – Foto: McLaren

Ele fez o possível para evitar a ultrapassagem de Lewis Hamilton, segurou o heptacampeão mundial até a onde deu, mas conseguiu cruzar a linha de chegada na terceira posição. Aproveitou os problemas de Pérez para obter o primeiro pódio da McLaren no ano e ajudar o time na disputa dos construtores.

Com mais corridas, Norris é capaz de evoluir cada vez mais. A disputa interna no time também deve intensificar as coisas, pois o piloto encara Ricciardo como um adversário a ser batido, para também mostrar o seu valor.

Votação do piloto do dia: 

Lando Norris – 32.3%

Max Verstappen – 15.5%

Lewis Hamilton – 13.9%

Charles Leclerc – 7.2%

Carlos Sainz – 4.9%

Ferrari aparece

Desde o Bahrein a Ferrari está mostrando aos adversários que é bom manter os olhos neles; em Ímola os italianos se provaram mais uma vez: o resultado é um 4º lugar para Charles Leclerc, com Carlos Sainz na 5ª posição.

O monegasco até brigou pelo pódio no começo, após atacar Sergio Pérez que teve uma largada complicada. Resumindo o dia como um mix de sentimentos, Leclerc disse:

“Estou feliz com a corrida, mas ao mesmo tempo um pouco frustrado,” disse Leclerc. “Na primeira parte da corrida estávamos muito competitivos e estava tudo bem. Então, com a bandeira vermelha, todos os carros foram realinhados e todos passaram por alterações. Então começamos a ficar um pouco vulneráveis ​​nas retas.”

Charles Leclerc e Carlos Sainz – Foto: Ferrari

A Ferrari mudou a configuração do carro, se preparando para uma corrida com chuva.

“Nós arriscamos um pouco ontem com o downforce, para ter um desempenho melhor se estivesse chovendo e era o caso, mas infelizmente com a bandeira vermelha nós lutamos para nos defender dos adversários que estavam atrás.”

Max Verstappen x Lewis Hamilton

Max Verstappen e Lewis Hamilton se enfrentam em Ímola – Foto: Red Bull Racing

A corrida em Ímola foi apenas a segunda prova do campeonato, mas as expectativas da rivalidade Hamilton e Verstappen na conquista pelo título seguem acirradas. O holandês deu o troco e venceu a prova, após Hamilton obter o melhor resultado no Bahrein. A diferença na pista que passou dos 20 segundos na corrida italiana, é de apenas um ponto no campeonato: 44 pontos para o piloto da Mercedes, contra 43 daquele que guia pela Red Bull.

LEIA MAIS: Em dia de glória, Verstappen vence GP da Emilia-Romagna e acirra disputa com Hamilton

Os dois pilotos foram fantásticos e demonstraram muito domínio. Verstappen teve maturidade para ultrapassar Hamilton, garantir a ponta e ditar o ritmo da prova. Enquanto o inglês mostrou calma mesmo no momento que acabou batendo no muro de contenção; ele fez o possível para retornar para a pista e permanecer na corrida, realizou uma ótima prova de recuperação e ainda conquistou o segundo lugar.

Maturidade dos dois lados que foi adquirida corrida depois de corrida, com erros que foram cometidos durante a carreira, justamente pela falta de experiência.

Correr na chuva é um desafio, mas os dois se saíram muito bem.

Os limites de pista

Um questionamento que vem sendo pautado desde o ano passado e em alguns momentos até rouba a cena: são os limites de pista que proporcionam várias voltas deletadas e causam dúvidas sobre as regras.

Na classificação Norris perdeu o tempo de um giro melhor com a volta deletada; na corrida Yuki Tsunoda foi punido por extravasar os limites de pista algumas vezes.

Quando eles são estipulados para as pistas entende-se que os pilotos podem ter ganhos em alguns trechos do circuito. Em Ímola as regras foram ainda mais rígidas e cobradas por Michel Masi, diretor de provas da F1. É algo que não vem agradando, principalmente por provocar algumas mudanças bruscas de posição durante treinos livres e classificação – na corrida a punição pode gerar a perda de algumas posições.

Nos últimos tempos parece ser a coisa mais boba que colocaram na categoria.

LEIA MAIS: Stroll e Raikkonen são punidos; Alonso entra na zona de pontuação
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados