ColunistaFórmula EPost

Preview Fórmula E – Rodada dupla em Berlim

A Fórmula E parte para mais uma rodada dupla no calendário, agora a categoria enfrenta o circuito de Berlim nos dois sentidos

Depois de Mônaco, a Fórmula E segue para Berlim, na Alemanha para realizar mais uma rodada dupla no calendário. O Circuito montado no Aeroporto de Tempelhof, viu grandes disputas no último ano e colaborou muito com a categoria elétrica durante a pandemia.

As 11 equipes do grid partem para a 7ª e 8ª batalha da temporada, em um campeonato que segue bem disputado e agora tem Stoffel Vandoorne na liderança, depois de vencer em Mônaco e obter 81 pontos, contra os 75 de Jean-Éric Vergne, 72 de Mitch Evans e 71 de Robin Frijns. Os quatro melhores colocados do campeonato estão separados por menos de dez pontos do atual líder, mas ainda muita coisa pode acontecer, pois após Berlim, ainda temos oito etapas pela frente.

Evans que venceu as duas rodadas em Roma e conquistou a pole no ePrix de Mônaco, não conseguiu reverter essa pole em vitória para a Jaguar. Vandoorne assumiu a liderança da corrida, assim como ficou com ficou com a ponta do campeonato. No pódio de Mônaco Evans ficou com o segundo lugar, acompanhado por Vergne em terceiro.

Vandoorne venceu em Mônaco, acompanhado por Evans e Vegne – Foto: reprodução Fórmula E

Vandoorne é um piloto que devemos ficar de olho nesta etapa, pois ele já venceu em Tempelhof e por ser o líder do campeonato, deseja realizar a manutenção desta liderança, angariando mais pontos.

Dos atuais líderes, é necessário destacar a consistência dos quatro primeiros colocados, mas principalmente de Vergne que pontuou em todas as seis etapas disputadas até aqui.

O Circuito

 

O traçado será usado nos dois sentido para a disputa da rodada dupla que acontecerá em Berlim – Foto: reprodução

 

O Circuito é montado dentro do Aeroporto de Tempelhof, com cerca de 2.355 km, ele conta com 10 curvas – 5 para a direita e 5 para a esquerda. No Festival de Berlim realizado em 2020, a categoria apostou em três layouts diferentes, usados durante nove dias de evento. Na temporada passada a categoria realizou duas provas em Berlim, mas inverteu o sentido do circuito para fornecer uma dinâmica diferente.

A categoria optou por usar duas configurações diferentes deste circuito no fim de semana. A prova disputada no sábado acontece no sentido anti-horário e a do domingo será disputada no sentido horário. É um desafio para as equipes e pilotos que vão ter que somar essa inversão, aos dados para realizar o gerenciamento da energia, afetada pela alta aderência dos circuitos, assim como os altos níveis de degradação dos pneus.

A zona do modo ataque está situada na curva 5 no sábado e na curva 6 no domingo. Alterações serão realizadas de um dia para o outro, para que seja possível usar o circuito nos dois sentidos.

Os Brasileiros

Lucas di Grassi está atualmente na nona posição, enquanto Sérgio Sette Câmara é o atual 21º colocado. A Venturi está buscando a sua recuperação depois de algumas provas difíceis. Di Grassi venceu neste circuito em 2019, além disso o piloto conta com outros cinco pódios e duas poles, desta forma ele está partido para a etapa com uma grande expectativa.

“Estamos de volta a Berlim para mais uma rodada dupla, e o nosso objetivo é o de brigar pelas primeiras posições mais uma vez. A Alemanha é onde a Fórmula E mais correu em sua história, por conta das etapas de final de temporada de 2020, e é um lugar onde eu gosto muito de correr”, disse Di Grassi.

“Embora o circuito de Berlim permita ultrapassagens, uma boa posição de largada é importante para termos mais tranquilidade para brigar mais na frente. Nosso carro é bom e conseguir uma classificação entre os melhores será um passo importante para o final de semana”, encerrou Lucas.

Câmara está animado para a etapa pois é uma pista que conhece bem, ajudando o piloto que busca os seus primeiros pontos na temporada 2021/22. O desempenho da Dragon não é tão forte quanto o dos outros carros, mas Câmara pode se concentrar em realizar uma boa classificação, para brigar pelos pontos nesta rodada dupla.

Sette Câmara busca os seus primeiros pontos da temporada em Berlim – Foto: reprodução

“Berlim é uma pista que eu conheço bem. É uma rodada que corremos em duas direções diferentes e isso mistura bastante as coisas. Apesar de aparentemente ser igual em virtude do tipo de asfalto, temperatura e ambiente externo, mudam os acertos do carro bastante de um dia para o outro. Acredito que a pista de Berlim é OK para o nosso carro. No Qualify imagino que podemos buscar uma classificação um pouco melhor, porém, ano passado, nas corridas, sofremos bastante com o nosso consumo de energia. A pista é bem larga, tem muitos pontos de ultrapassagem e se você tem de poupar energia, torna-se um algo muito fácil para os adversários. Estamos em uma evolução constante nas últimas etapas e vamos com tudo em busca de um resultado melhor”, disse Câmara.

As equipes estão analisando os contratos para a próxima temporada, tanto o nome de Di Grassi quanto o de Câmara são contados para disputar o próximo ano, com novas equipes. O nível de experiência desses pilotos é algo bem analisado e pode ser o ideal para o início de um novo projeto, como o da era Gen3.

Programação da Fórmula E em Berlim – Foto: Ale Ranieri / BP
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados