ColunistaFórmula 1Post

Pierre Gasly aproveita evolução da pista para liderar o TL3 na Turquia

A chuva marcou a atividade e com a pista molhada Gasly aproveitou a evolução constante para encaixar a melhor volta e liderar a atividade

A chuva marcou o TL3, a sessão foi realizada com a pista molhada, portanto os pilotos usaram a atividade para verificar os pneus de chuva, mas também a aderência da pista, principalmente pela dificuldade enfrentada no ano passado. Pierre Gasly foi o destaque da sessão, o piloto da AlphaTauri terminou a atividade na liderança, após anotar 1m30s447.

Por conta da evolução da pista, as posições foram se alterando rapidamente e aqueles que permaneceram mais tempo no circuito tiveram a oportunidade de melhorar as suas voltas. O top-3 foi marcado apenas por carros que tem o motor Honda equipado, Max Verstappen ficou com o segundo lugar, separado por 0s164 de Gasly, enquanto Sergio Pérez anotou 1m30s684.

Carlos Sainz fechou a atividade na quarta posição, seguido por Charles Leclerc, o desempenho da Ferrari segue chamando muita atenção, portanto é natural Sainz estar se sentindo um pouco incomodado por precisar começar a corrida do final do pelotão, pois trocou o motor.

Fernando Alonso ficou com a sexta posição, seguido por Kimi Raikkonen e Yuki Tsunoda. Valtteri Bottas foi o nono colocado, enquanto Esteban Ocon ocupou a décima posição.

Lewis Hamilton fechou a atividade na décima oitava posição, mas completou apenas cinco voltas, dando preferência para conservar o equipamento, não se arriscando sem necessidade.

Ainda existe uma incerteza com relação a chuva, por conta das constantes mudanças. A Fórmula 1 retorna às 9h (pelo horário de Brasília) para a realização da classificação. 

Saiba como foi o TL3 para o GP da Turquia

Quando a atividade começou, a temperatura na pista estava na casa dos 21°C, com 17°C no ambiente. A chuva chegou à Turquia, portanto o TL3 já foi marcado pela chuva, como as previsões para o fim de semana apontavam.

O cronômetro entrou em regressiva, mas os times esperavam que a chuva diminuísse um pouco nos próximos minutos, por isso aguardaram um pouco para entrar em pista e começar as suas verificações. O TL3 nesta condição era bem importante, principalmente para os times preparem o carro para a classificação, pois tudo indica que ela também será realizada com chuva.

Yuki Tsunoda e Pierre Gasly foram os primeiros pilotos a ocupar o circuito. Já havia passado cerca de dez minutos de atividade quando a AlphaTauri liberou a sua dupla de pilotos. Pouco depois foi a vez de Lando Norris e Daniel Ricciardo deixar o pit-lane. Neste primeiro momento, ainda com a pista bem molhada, os carros estavam equipados com os pneus para chuva extrema (faixa azul). Gasly anotou 1m39s988, seguido por Tsunoda que anotou 1m41s872.

O spray levantado pelos carros era intenso, mas o traçado estava evoluindo, pois mais pilotos foram liberados. Norris assumiu a ponta com 1m38s395, enquanto Sainz anotava 1m38s551. Leclerc escorregava um pouco na sua primeira volta cronometrada, com o piloto extravasando os limites de pista. O monegasco anotou 1m38s885, mas pouco depois melhorou para 1m38s218.

Restando cerca de 43 minutos para o encerramento da atividade, Norris instalou os pneus intermediários (faixa verde), pois o circuito tinha melhorado bastante. Desta forma Ricciardo acompanhou a decisão do companheiro de equipe e também instalou os intermediários.

Com 20 minutos de atividade os dez primeiros eram: Sainz, Norris, Leclerc, Raikkonen, Ricciardo, Tsunoda, Gasly, Mazepin, Giovinazzi e Schumacher. Aos poucos os pilotos abandonavam os pneus de chuva extrema para usar os intermediários, mas mesmo com a evolução da pista foi possível ver Pierre Gasly perdendo a traseira do carro na curva 11. Além disso os pilotos precisaram tomar um pouco mais de cuidado, principalmente no terceiro setor.

Outros erros aconteceram, como Russell que rodou na curva 2 e ficou atolado na brita, provocando uma bandeira vermelha quando ainda restavam cerca de 37 minutos para o encerramento. Nikita Mazepin também havia rodado, mas conseguiu permanecer na pista.

A liberação da pista ocorreu pouco tempo depois, portanto os tempos começaram a evoluir rapidamente e vários pilotos entraram na pista. Verstappen assumiu a liderança da sessão anotando 1m32s464, para rodar pouco depois. Bottas era o terceiro colocado com 1m33s115, seguido por Vettel que anotou 1m33s279.

Restando 25 minutos para o encerramento, os dez primeiros eram: Verstappen, Bottas, Gasly, Vettel, Alonso, Hamilton, Pérez, Ocon, Giovinazzi e Raikkonen. Neste momento todos estavam com os pneus intermediários instalados. Apenas Stroll, Latifi e Russell não tinham tempo registrado ainda.

A evolução era constante, portanto, os tempos melhoravam rapidamente. Verstappen anotou 1m31s043, superando Bottas por 0s953. O limite entre uma boa volta, mas também cometer um erro, andava super próximo. Qualquer piloto que extravasava um pouco o trilho seco, acabava rodando, pois não era ideal para os pneus intermediários.

Os pilotos permaneciam completando voltas com os intermediários, fazendo mais de cinco giros com os compostos. Pérez que estava na nona posição saltou para a ponta com 1m30s684, com oito voltas no pneu, mas pouco depois Gasly registrou 1m30s447, com nove voltas com os intermediários.

O limite entre uma boa volta, mas também cometer um erro, andava super próximo. Qualquer piloto que extravasava um pouco o trilho seco, acabava rodando, pois não era ideal para os pneus intermediários.

Os pilotos permaneciam completando voltas com os intermediários, fazendo mais de cinco giros com os compostos. Pérez que estava na nona posição saltou para a ponta com 1m30s684, com oito voltas no pneu, mas pouco depois Gasly registrou 1m30s447, com nove voltas com os intermediários.

Nos últimos dez minutos de atividade outro dilema começou. O trilho seco já estava fazendo os pneus intermediários sofrerem, portanto, os pilotos ficavam divididos entre permanecer com os pneus intermediários ou instalar os compostos slick.

No final nenhum piloto arriscou a instalação dos pneus para pista seca, todos completaram a sessão ainda com os pneus intermediários. Verstappen ficou com o segundo lugar, mas anotou 1m30s611, ficando separado por apenas 0s164 de Gasly.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados