Post

Valtteri Bottas é o pole na Turquia, com Lewis Hamilton estabelecendo o melhor tempo

Mercedes confirma bom desempenho na pista. Bottas fica com a pole se aproveitando da punição obtida por Hamilton

A classificação para o GP da Turquia foi bem disputada, a ameaça de chuva contribuiu para pressionar os pilotos e equipes, desta forma tivemos uma atividade bem agitada, pois a pista poderia piorar substancialmente se a chuva chegasse ao circuito. Neste sábado (09) os pilotos não economizaram e partiram para as voltas rápidas.

A Mercedes confirmou o bom desempenho e o favoritismo na pista, a equipe é a dona da pole-position na Turquia. Hamilton estabeleceu o melhor tempo, anotando 1m22s868, mas por conta da punição pela troca do componente do motor, o inglês largará em 11º. Desta forma, Valtteri Bottas herda a pole, pois conquistou o segundo melhor tempo depois de cravar 1m22s998.

Max Verstappen não conseguiu desafiar a dupla da Mercedes, mas o piloto ficou logo atrás da dupla da Mercedes depois de anotar 1m23s196. Charles Leclerc que apresentou um bom ritmo durante todo o fim de semana, mas encontrou dificuldade na classificação, fica com o terceiro lugar neste domingo.

Pierre Gasly também confirmou a boa performance com a AlphaTauri depois de liderar o TL3, desta forma é o quarto colocado, acompanhado por Fernando Alonso da Alpine. Sergio Pérez não conseguiu se aproximar mais uma vez do companheiro de equipe, mas obteve a sexta posição. O top-10 ainda contou com Lando Norris em sétimo, Lance Stroll em oitavo, Yuki Tsunoda em nono, enquanto Sebastian Vettel que não avançou para o Q3, ficará com o P10 neste domingo.

O GP da Turquia será disputado neste domingo às 9h (pelo horário de Brasília), com transmissão da Band.

Saiba como foi a Classificação da Fórmula 1 na Turquia

Antes do início da classificação, já existia uma expectativa quanto a chuva pois ela poderia dar as caras até o final da sessão. A pista não estava completamente seca, havia se formado um trilho, mas nas extremidades ainda era possível notar a umidade.

A temperatura na pista estava na casa dos 22°C, com 18°C no ambiente.

Q1

A área do pit-lane estava movimentada antes da liberação da pista, dado o risco de chuva. Raikkonen puxou a saída dos boxes. Desta forma rapidamente os pilotos foram deixando os boxes, todos usando os pneus macios. Havia também um alerta para tomar cuidado com os limites de pista e evitar que uma volta com esses compostos fosse deletada.  

 

Na pressa por obter uma posição melhor, Hamilton foi tentando ultrapassar os outros competidores. O inglês cometeu um erro e escapou um pouco, enquanto Carlos Sainz perdia a traseira do carro e rodava. Pouco depois foi a vez de Max Verstappen também cometer um erro. Tudo isso em decorrência da temperatura dos pneus e da baixa aderência.

Nicholas Latifi abriu a tabela de tempos, o piloto da Williams anotou 1m30s251, mas pouco depois outros pilotos foram registrando as suas voltas ele foi superado. Instantes antes das primeiras gostas de chuva Russell anotou 1m28s047, Hamilton tinha 1m27s085, enquanto Bottas anotou 1m27s173. Verstappen estabeleceu 1m26s692.

Os pilotos permaneciam na pista, completando mais e mais voltas com aquele jogo de pneus que estava instalado, tudo para tentar buscar o melhor tempo. Leclerc teve um tempo deletado por extravasar os limites de pista na curva 1.

Quando restavam pouco mais de nove minutos para o encerramento do Q1, Bottas era o líder com 1m25s913, enquanto na zona de eliminação era possível ver Ocon, Raikkonen, Schumacher, Mazepin e Sainz. Yuki Tsunoda cometeu um erro, escapou da pista e prejudicou alguns pilotos pois o segundo setor ficou com bandeira amarela.

Pierre Gasly anotou 1m25s486, depois de seis voltas com os pneus macios, assim o piloto da AlphaTauri assumiu a primeira posição. Alonso também surpreendeu anotando 1m25s695 ficando com a segunda posição. Os pilotos foram completando mais voltas com os pneus macios antes de retornar para os boxes, mesmo passando de cinco voltas com os compostos macios.

Alguns pilotos realizaram uma breve parada nos boxes para instalar um novo conjunto de pneus macios, mas Hamilton anotou 1m25s050 com um composto mais velho que já tinha oito voltas naquele momento. O inglês assumiu a liderança depois de ocupar o décimo lugar.

Nos últimos dois minutos a movimentação na pista era alta. Mazepin cometeu mais um erro. Tinhamos pilotos com pneus novos no circuito. Russell assumiu o nono lugar com 1m25s915. Hamilton cravou 1m24s585 melhorando ainda mais o seu tempo, enquanto Verstappen teve uma volta deletada, despencando no grid.

Com o encerramento Verstappen saltou para a segunda posição com 1m24s592, Schumacher levou o carro da Haas para o Q2 anotando 1m25s555, enquanto a dupla da Alfa Romeo foi eliminada. Ricciardo também ficou preso no Q1.

Eliminados

16) Daniel Ricciardo – 1m25s881
17) Nicholas Latifi – 1m26s086
18) Antonio Giovinazzi – 1m26s430
19) Kimi Raikkonen – 1m27s525
20) Nikita Mazepin – 1m28s449

Q2

Nesta fase do Q2 alguns pilotos estavam tentando completar as suas voltas com os pneus médios (faixa amarela), pensando nas estratégias para o domingo. Bottas completou uma volta muito boa, anotando 1m24s142, para assumir a liderança, enquanto Hamilton estava na oitava posição com 1m29s687.

Apenas Tsunoda, Schumacher e Russell estavam com os pneus macios instalados, mas o restante do grid apostava nos pneus médios.

Verstappen aferiu o tempo na casa de 1m24s002, mas pouco depois Hamilton registrou 1m23s595 superando o holandês por 0s407. Sainz não participou do Q2, pois independente do tempo obtido, ele vai começar a corrida da última posição, dada a punição em decorrência da troca do motor.

Depois que todos os pilotos aferiram tempo, os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Verstappen, Alonso, Gasly, Tsunoda, Norris, Pérez, Ocon e Leclerc. O monegasco foi outro piloto que rodou no Q2.

Nos últimos quatro minutos, após realizar uma breve parada nos boxes, os pilotos retornavam com outro jogo de pneus, na tentativa para avançar para o Q3.

Com o cronômetro zerado, Leclerc anotou 1m24s015. A Ferrari enviou Sainz para ajudar com o vácuo, desta forma o monegasco assumiu a sétima posição. Russell não conseguiu avançar para o Q3, pois acabou cometendo um erro na sua volta.

Apenas Tsunoda usou os pneus macios para avançar para o Q2, portanto, no domingo, apenas o japonês estará com os compostos macios no início da corrida. Enquanto os rivais vão contar com os pneus médios.

Q3

Os pilotos foram deixando os boxes usando os pneus macios na busca por obter a pole. Valtteri Bottas assumiu a liderança da tabela de tempos com 1m23s071, enquanto Hamilton tinha 1m23s093. Max Verstappen ocupava a terceira posição com 1m23s298. Pierre Gasly seguia com grande performance e ocupava o quarto lugar. Tsunoda era apenas o nono colocado, pois o piloto foi enviado com os pneus médios, o japonês anotou 1m24s978.

Depois das primeiras voltas cronometradas os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Gasly, Pérez, Alonso, Norris, Leclerc, Tsunoda e Stroll.

Nos últimos quatro minutos alguns pilotos estavam sendo liberados para a pista mais uma vez, podendo melhorar as suas voltas. Tsunoda foi liberado com os pneus macios.

Hamilton ficou com o melhor tempo, anotando 1m22s868, mas o inglês vai largar da décima primeira posição. Bottas vai herdar o primeiro lugar, acompanhado por Verstappen. Leclerc superou Gasly obtendo uma posição melhor para a Ferrari.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados