ColunistaFórmula 1Post

Hamilton lidera TL1 na Turquia, mas Mercedes já confirma troca de componente do motor do inglês

Durante o primeiro treino livre na Turquia os times focaram os trabalhos nos pneus macios. A pista já mostra ter mais aderência

A Fórmula 1 desembarcou na Turquia para a realização de mais uma prova em Istambul. A sexta-feira é marcada pelos treinos livres, onde os pilotos vão verificar a pista e ter os seus carros ajustados para o restante do fim de semana. Lewis Hamilton ficou com a liderança da sessão, o piloto da Mercedes anotou 1m24s178, mas durante o TL1 ele focou apenas nos trabalhos com os pneus macios.

Com a sessão sendo realizada a FIA informou a troca do motor de combustão interna do motor de Hamilton, desta forma o piloto vai perder dez posições no grid de largada.

Max Verstappen fechou a sessão no segundo lugar separado por 0s425 do inglês e com quem disputa o título da temporada 2021. A Red Bull estava ajudando os pilotos nos ajustes do carro, pois tanto o piloto holandês, quanto Sergio Pérez estavam sentindo uma certa dificuldade com a parte frontal do carro. A Red Bull exibia a nova pintura em homenagem à Honda

Charles Leclerc ficou com a terceira posição anotando 1m24s654, acompanhado por Valtteri Bottas e Carlos Sainz. O espanhol vai começar o GP da Turquia da última posição, pois a Ferrari instalou o novo motor em seu carro. O grid está bem misto, pois as equipes estão tentando coletar o máximo de dados. Lembrando que a Pirelli mudou a configurações dos pneus para este ano, desta forma os times estão trabalhando com a gama intermediária, depois de ter usado a gama mais dura de pneus em 2020.

Embora alguns pilotos tenham extravasado os limites de pista, a aderência do circuito aparentava uma condição melhor quando comparado com o ano passado.

Ainda falando sobre os dez primeiros, Esteban Ocon da Alpine ficou com o sexto lugar, acompanhado por Lando Norris da McLaren. Pierre Gasly ficou com a oitava posição, enquanto Fernando Alonso levou o outro carro da Alpine para o nono lugar. Sergio Pérez era o décimo colocado.

A Fórmula 1 retorna às 9h (pelo horário de Brasília) para a realização do TL2 na Turquia.

Saiba como como foi o Primeiro Treino Livre na Turquia

Antes da liberação dos pilotos para a pista a temperatura estava na casa dos 28°C, com 19°C no ambiente.

Os pilotos passaram a ocupar a pista rapidamente quando o pit-lane foi aberto, os pilotos estavam usando vários tipos de pneus, aproveitando para fazer as primeiras verificações no circuito. Lando Norris aproveitou para informar para a equipe que já estava sentindo mais aderência, fazendo uma comparação com o ano passado.

Raikkonen abriu a tabela de tempos com 1m29s266, mas sua volta foi deletada por ter ultrapassado os limites de pista. Carlos Sainz foi enviado para o traçado com uma grade de aferição aerodinâmica instalada na parte traseira do seu carro, o espanhol estava com os pneus macios instalados.

Hamilton era o líder da atividade em sua primeira passagem, o inglês anotou 1m27s439 de pneus macios, enquanto Leclerc tinha 1m27s457, separado por 0s018 do piloto da Mercedes, mas também utilizava o pneu vermelho.

Com pouco mais de dez minutos de atividade, os dez primeiros eram: Hamilton, Leclerc, Norris, Verstappen, Ocon, Vettel, Pérez, Giovinazzi, Leclerc, Stroll e Gasly. Pouco depois, mesmo completando sete voltas com os pneus duros, Esteban Ocon anotou 1m25s968, assumindo a ponta, enquanto Lando Norris superou Hamilton depois de sete voltas com os pneus médios e anotou 1m26s026.

Neste primeiro momento, os pilotos já faziam stints longos, permanecendo na pista por mais tempo para verificar a durabilidade dos pneus, mas também a aderência da pista, já que no ano passado eles tiveram muita dificuldade para encaixar boas voltas pois a pista estava muito escorregadia.

Com pouco mais de vinte minutos de atividade, Sebastian Vettel apareceu na pista com uma grade de aferição aerodinâmica localizada na parte frontal do carro, prezo na asa dianteira. Vettel era o décimo terceiro colocado e estava trabalhando com os pneus macios.

LEIA MAIS: GLOSSÁRIO do Automobilismo

Depois de meia hora de atividade, os dez primeiros eram: Hamilton, Ocon, Bottas, Alonso, Verstappen, Ricciardo, Norris, Leclerc, Stroll e Russell. O inglês da Mercedes anotou 1m24s250, permanecendo na ponta, o piloto seguia os testes com os pneus macios. Durante o treino livre a FIA confirmou a troca do ICE – motor de combustão interna – do carro de Hamilton, desta forma o inglês perde dez posições no grid de largada no domingo.

A volta de Sainz foi deletada pois o piloto extravasou os limites de pista na curva 14, portanto neste fim de semana nós devemos ver algumas voltas sendo deletadas. Na AlphaTauri, Yuki Tsunoda permanecia nos boxes, a equipe estava realizando uma verificação.

Na segunda metade do treino, os times estavam focados nos trabalhos com os pneus macios. Carlos Sainz buscava focar nas voltas de simulação de corrida, já que as voltas rápidas não serão necessárias, pois ele vai largar do final do grid pela troca do motor. A Red Bull estava focada em encontrar o acerto ideal do carro, conversando com os seus pilotos para saber quais dificuldades eles estavam enfrentando em pista.

Seguindo para o encerramento da atividade as equipes estavam mantendo os seus pilotos em pista que ainda verificavam os pneus. Antonio Giovinazzi quase rodou na primeira curva, quando estava abrindo mais uma volta no circuito. Outros pilotos se encontravam em pista, pois os últimos minutos foram marcados pela pista cheia. 

Com o cronômetro zerado, os pilotos alinharam na reta dos boxes para testar a largada. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados