ColunistaFórmula 1Post

Hamilton fecha sexta-feira na ponta, enquanto Red Bull enfrenta problemas com o equilíbrio do carro

A Mercedes segue imprimindo um ritmo forte. Os times estão enfrentando dificuldade para lidar com equilíbrio dos carros

Lewis Hamilton fechou a sexta-feira (08) com uma boa performance, o inglês que liderou o TL1, também garantiu a ponta no TL2 realizado no Istambul Park. O heptacampeão mundial já sabe que vai perder dez posições no grid de largada deste domingo, pois a Mercedes realizou a troca de um componente do seu motor. No entanto, ele ainda deve ter uma boa corrida, contribuindo para a conquista por pontos, nesta disputa intensa pelo campeonato.

Charles Leclerc foi um destaque na atividade, o piloto ficou com a segunda posição, separado por apenas 0s166 do líder, mas foi o ritmo empregado com este novo motor que acaba dando esperanças para a Ferrari de ter um resultado bom neste fim de semana. Carlos Sainz trabalhou com outro foco nesta sessão, pois já sabe que vai começar a prova do final do grid e sua corrida será voltada para realizar ultrapassagens e escalar o grid.

Valtteri Bottas ficou com o terceiro lugar, depois de anotar 1m24s214. Nos boxes da Red Bull, a equipe está na luta para encontrar o equilíbrio ideal para o carro. Sergio Pérez foi o quarto colocado com 1m24s373, enquanto Max Verstappen ficou com o quinto lugar. O time austríaco tentou algumas configurações para o carro do holandês, mesmo assim ele seguia tendo problemas com as saídas de frente.

Lando Norris ficou com a sexta posição, encaixando uma boa volta rápida com a McLaren, acompanhado por Fernando Alonso e Esteban Ocon da Alpine. Pierre Gasly completou o top-10 com a nona posição, enquanto Antonio Giovinazzi fechou no décimo lugar.

A Fórmula 1 retorna neste sábado às 6h (pelo horário de Brasília) para a realização do TL3. As chances de chuva para o restante do fim de semana aumentaram.

Saiba como foi o TL2 da Fórmula 1 na Turquia

Quando a segunda atividade começou, a temperatura na pista estava na casa dos 31°C, com 20°C no ambiente. As rajadas de vento eram esperadas e aumentaram substancialmente no TL2.

As equipes foram ocupando a pista com os seus pilotos e os primeiros tempos eram registrados. Leclerc anotou 1m25s880, acompanhado por Giovinazzi que tinha 1m26s950. A atividade seguiu e com quase dez minutos de sessão todos os pilotos estavam em pista. Leclerc permanecia na liderança, mas tinha melhorado o seu tempo para 1m25s021. O monegasco estava testando os pneus médios.

Nicholas Latifi perdeu a traseira do carro da Williams na curva 9, o piloto também estava testando os pneus médios, mas pouco depois retornou para os boxes. Como a pista estava muito cheia, o trânsito se formava.

As equipes estavam fazendo a verificação principalmente dos pneus médios e duros, mas Sainz, Alonso e Ocon completaram alguns giros com os pneus macios. Carlos Sainz extravasou os limites de pista na curva 1, danificando um pouco o seu composto após travar as rodas.

Lando Norris encaixou o carro da McLaren com os pneus duros na terceira posição depois de anotar 1m24s788. Leclerc ainda tinha o melhor tempo da sessão, com 1m24s102, enquanto Hamilton superou o piloto da McLaren depois de anotar 1m24s201.

Aos poucos a pista foi esvaziando, pois alguns pilotos estavam retornando para os boxes, precisando preparar o carro para uma próxima saída.

Com 20 minutos de atividade, os dez primeiros eram: Leclerc, Hamilton, Bottas, Norris, Pérez, Sainz, Alonso, Vestappen, Gasly e Ricciardo.

Neste retorno à pista, Sebastian Vettel reclamou sobre o carro estar saindo muito de frente, está era uma reclamação constante dos pilotos que estavam em pista. Grande parte do grid instalou os pneus macios para trabalhar nesta segunda passagem. Apenas Carlos Sainz deixou os pneus macios, para usar os médios.

E com os compostos mais macios do fim de semana, Tsunoda melhorou o seu tempo para 1m24s900, ficando entre os dez primeiros colocados. Verstappen assumiu a quinta posição com 1m24s736, seguido por Norris que tinha anotado 1m24s742.

Hamilton que já tinha liderado a primeira atividade, melhorou ainda mais o seu tempo com os pneus macios, anotando 1m23s804. Os pilotos permaneceram cerca de cinco voltas com os compostos macios, retornando para os boxes pouco depois para se preparar para mais voltas de simulação de corrida.

Leclerc permaneceu na segunda posição anotando 1m23s970, separado por apenas 0s166. Enquanto Alonso superou Norris para colocar o carro da Alpine na sexta posição com 1m24s660. O grid estava bem misturado e nesta sequência de voltas rápidas foi possível ver Antonio Giovinazzi na nona posição com 1m24s796.

Adentrando nos últimos vinte minutos de atividade, os dez primeiros eram: Hamilton, Leclerc, Bottas, Pérez, Verstappen, Alonso, Norris, Gasly, Giovinazzi e Tsunoda.

Alguns pilotos ainda deram uma volta rápida, como Esteban Ocon que passou a ser o oitavo colocado com 1m24s660. As equipes passaram a alternar os compostos que tinham utilizado no início da sessão para cumprir a simulação de corrida.

Verstappen seguia informando sobre o equilíbrio do carro, além de problemas com o dianteiro esquerdo.

O direcionamento do vento também era uma questão para os pilotos. Os times estavam enfrentando muita dificuldade para encontrar o equilíbrio ideal para os carros.

Nos últimos minutos de atividade Mazepin rodou na curva 8, Nicholas Latifi também rodou, mas o piloto da Williams escapou na curva 9. Enquanto Pierre Gasly teve um tempo deletado por extravasar os limites na curva 1.

Os pilotos se posicionaram mais uma vez na reta principal para treinar a largada, no entanto o carro de Esteban Ocon entrou no ‘neutro’ e ficou parado na pista.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

2 Comentários

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

%d blogueiros gostam disto: