ColunistaFórmula EPost

Wehrlein supera Mortara e crava a pole para o ePrix do México

No duelo mata-mata, Wehrlein mostrou mais uma vez a força da Porsche no México. Alemão crava a pole, superando o atual líder do campeonato

Pascal Wehrlein conseguiu a pole para o ePrix do México, a prova será disputada neste sábado (12) no Autódromo Hermanos Rodríguez. No duelo mata-mata, o piloto da Porsche superou Eduardo Mortara.

A Venturi e a Porsche mostraram um grande desempenho no circuito mexicano, Mortara foi superando os seus adversários até chegar no duelo da pole, enquanto o alemão fez o mesmo contra os pilotos da sua chave. Wehrlein anotou 1m07s100, pouco depois de Mortara anotar 1m07s373.

Wehrlein está com a vitória no México engasgada, o piloto sempre teve problemas neste circuito, mesmo apresentando um bom desempenho nas classificações. Neste sábado o alemão conquistou a sua terceira pole na categoria elétrica.

Saiba como foi a Classificação para o ePrix do México

Grupo A: Mortara – Vandoorne – Di Grassi – Lotterer – Vergne – Rowland – Askew – Günther – Buemi – Sette Câmara – Turvey

Os pilotos do lado ímpar do campeonato foram os primeiros a seguir para a pista, desta forma foi possível ver dois pilotos da Venturi e dois da Nissan no mesmo grupo. Quando a atividade começou a temperatura da pista estava na casa dos 30°C com 19°c no ambiente.

Câmara não perdeu tempo e logo foi para a pista, o brasileiro anotou 1m08s595, contra 1m08s375 estabelecido por Vandoorne. Os pilotos disputavam os quatro primeiros lugares para poder participar das quartas de final.

Lotterer tentava imprimir aquele mesmo ritmo apresentado durante os treinos livres, o piloto da Porsche cravou 1m07s954, seguido por Mortara que tinha 1m07s995. A pista ainda estava evoluindo e os melhores tempos costumam aparecer próximo ao final da atividade. Vandoorne perdeu a traseira do carro, mas conseguiu se manter na pista, mas seguiu para os boxes pouco depois.

Nos últimos dois minutos Lotterer, Mortara, Vergne e Güenther estavam perto de avançar para a próxima fase. Com o cronômetro zerado, Lotterer cravou 1m07s675, superando mais uma vez o tempo de 1m07s784 de Mortara. Vergne e Vandoorne também conseguiram avançar. Os demais pilotos aguardavam a decisão do pole para saber a sua posição de largada, incluindo o brasileiro Lucas Di Grassi.

Grupo B: De Vries – Dennis – Frijns – Bird – Cassidy – Wehrlein – Evans – Da Costa – Sims – Ticktum – Giovinazzi

Dennis, Cassidy, Evans e Giovinazzi foram os primeiros a ir para os boxes. Cassidy abriu a tabela de tempos, o piloto da Envision tinha 1m08s176. Entretanto, De Vries que não havia mostrado muito durante os treinos livres, logo estabeleceu 1m08s050 tomando a ponta.

Quando todos os pilotos do grupo par conseguiram registrar ao menos uma volta rápida, os quatro melhores eram: Da Costa, Frijns, Wehrlein e Sims. O português liderou o TL2, enquanto o alemão da Porsche também estava conseguindo imprimir um ritmo tão forte como o companheiro de equipe.

Os pilotos retornaram aos boxes, fizeram mais alguns ajustes no carro, antes de voltar para a pista e aproveitar os últimos dois minutos de sessão. Com o cronômetro zerado, Wehrlein anotou 1m07s780, Da Costa ficou com a segunda posição, acompanhado por Frijns e De Vries. O holandês da Mercedes mesmo ameaçado conseguiu o tempo necessário para avançar na classificação.

Quartas de Final

De Vries X Lotterer

A primeira batalha foi formada por um piloto da Mercedes e outro da Porsche. De Vries foi liberado primeiro dos boxes para a sua volta lançada, o holandês anotou 1m07s367, mas Lotterer cravou 1m07s103, conseguindo derrotar o adversário.

Frijns X Mortara

O atual líder do campeonato enfrentou o piloto da Envision. Frinjs cometeu um erro no seu giro, desta forma anotou 1m07s672. Mortara que era o favorito da chave conseguiu estabelecer 1m07s263, sendo o melhor tempo da segunda batalha.

Vergne x Da Costa

Dois pilotos com título na Fórmula E, além companheiros de equipe estavam duelaram nesta fase. Com este formato novo de classificação é possível ver pilotos da mesma equipe se enfrentando na pista. Vergne anotou 1m07s347, mas Da Costa que tinha os melhores setores, só obteve 1m07s358, desta forma, viu Vergne seguir para a próxima fase.

Wehrlein X Vandoorne

Novamente os pilotos da Porsche e da Mercedes se enfrentaram na pista em uma chave das quartas de final. Vandoorne passou primeiro estabelecendo 1m07s719, entretanto, novamente um piloto da Porsche foi melhor, o Wehrlein anotou 1m07s299.

Semifinal 

Semifinal

A batalha da semifinal teve início entre Mortara e Lotterer. O atual líder do campeonato foi o primeiro a ser liberado para fazer a sua volta rápida, conseguindo anotar 1m07s228, contra 1m07s295. O piloto da Venturi ganhou a oportunidade de brigar pela pole.

Vergne pegou Wehrlein em sua chave, o piloto da DS Techeetah anotou 1m07s366, mas foi o alemão da Porsche que cravou o melhor tempo, depois de anotar 1m07s035.

Disputa pela Pole

O duelo final foi entre Mortara e Wehrlein. O piloto da Venturi buscava a sua primeira pole na categoria. Mortara anotou 1m07s373, a diferença entre eles era bem pequena durante a volta, mas foi Wehrlein que ficou com a pole, anotando 1m07s100. Na última curva o piloto da Venturi perdeu a traseira do carro, rodando na pista, desta forma teve o seu tempo comprometido.

Como Wehrlein é do grupo 2, os pilotos que não conseguiram avançar para as quartas de final vão começar a corrida do lado ímpar, enquanto os pilotos do grupo de Mortara, ficam com o lado par.

Grid para o ePrix do México – Foto: reprodução

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados