ColunistaFórmula EPost

Treinos livres em Berlim: de Vries e Rowland são os mais rápidos das sessões de domingo

A briga pelo título ainda está totalmente aberta, mas de Vries mostra que estará competitivo na final

As últimas duas sessões de treinos livres da temporada foram lideradas por Nyck de Vries e Oliver Rowland. Cada uma durou 30 minutos e não teve acidentes nem interrupções. Pilotos e equipes tiveram as últimas chances para se prepararem para a decisão de um campeonato extremamente equilibrado. 

O processo de reversão da pista para que os eventos de hoje fossem realizados em sentido contrário terminou bem antes do prazo de 15 horas que a categoria tinha disponível, por volta de 01h de domingo, horário local (20h de sábado em Brasília).

TREINO LIVRE 1

Oliver Rowland liderou os primeiros minutos da sessão, ele chegou a perder a liderança para a dupla da Mercedes, com Vandoorne à frente de de Vries, mas a recuperou logo em seguida. O tempo de 1:07.143 o deixou no topo da tabela com 0.173 de vantagem para o companheiro de equipe.

Sette Câmara ficou entre os seis mais rápidos em suas duas voltas com potência máxima. Lucas di Grassi, vencedor da prova de sábado, chegou a ficar temporariamente entre os 10 primeiros, mas passou boa parte do treino nas últimas posições. 

Robin Frijns quase bateu no muro em um pequeno erro de freada, mas conseguiu evitar o acidente. 

Nos últimos cinco minutos da sessão, Nato e Félix da Costa marcaram bons tempos, mas ficaram 0.033 e 0.089, respectivamente, atrás de Rowland. Novamente a dupla da Mercedes foi quem conseguiu derrubar o tempo do piloto da Nissan. Nyck de Vries baixou a marca para 1:06.688, sendo 0.368 mais rápido que o companheiro de equipe.

Félix da Costa se colocou entre os dois com 1:06.813 e, partir daí, diversos pilotos melhoram seus tempos, inclusive Rowland que anotou 1:06.845, conquistando a terceira posição. Lucas di Grassi apareceu no 6º lugar com 1:06.968. E Sette Câmara fez o 22º tempo, 1:07.645.

TREINO LIVRE 2

O último treino livre da temporada começou sob a liderança da Mercedes. Stoffel Vandoorne fez 1:07.442 e Nyck de Vries, 1:07.535. Mitch Evans veio logo em seguida. Sam Bird foi mais rápido que Vandoorne e relembrou a disputa entre as duas equipes no início da temporada, quando Mercedes e Jaguar protagonizaram grande disputa no campeonato de construtores.

A nostalgia não durou muito, pois Max Guenther tomou a P1 de Bird e Nick Cassidy se colocou entre os dois carros da equipe liderada por Ian James, que novamente teve a companhia de Toto Wolff esta temporada.

Sette Câmara esteve dentro do top 10 na primeira metade da sessão, enquanto Lucas di Grassi fez o 6º melhor tempo quando o treino entrou nos 10 minutos finais.

A essa altura, Edoardo Mortara tinha a melhor marca, 1:06.977.

Jake Dennis passou por Félix da Costa e fez o sinal de “hangloose” para o português no momento mais descontraído da sessão. 

Oliver Rowland fez o tempo mais rápido do TL2, 1:06.372, seguido por Max Guenther e Norman Nato. Lucas di Grassi foi o 8º e Sette Câmara, o 21º. 

Na briga direta pelo título, Mortara foi o 12º e Dennis, o 5º na primeira sessão. Já no TL2, o piloto da Venturi foi apenas o 14º, enquanto o novato da BMW ficou com a 7ª posição. O líder do campeonato, Nyck de Vries, foi o 6º mais rápido. 

 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados