ColunistaFórmula EPost

Preview – O encerramento da temporada 2020/21 chegou

Berlim recebe as duas últimas etapas da Fórmula E, marcando o encerramento de uma temporada disputada até o último minuto

Depois de um campeonato fantástico, com corridas bem disputadas e uma variação de líderes e desempenho a cada prova, estamos chegando ao final. As duas provas em Berlim vão revelar para nós o campeão da temporada 2020/21 e certamente estão todos aguardando uma disputa que corresponda o que foi a temporada.

A definição do campeão ainda está tão incerta que 18 pilotos chegando em Berlim com chances de vencê-lo, pois ainda existem 58 pontos em jogo. Lembrando que o grid é composto por 24 pilotos.

Nyck de Vries é o atual líder, contando com 95 pontos, enquanto Robin Frijns está na segunda posição com 89 pontos. O piloto da Envision Virgin está em uma temporada regular, mas ainda não conta com vitórias, no entanto ela pode vir agora, fechando assim o campeonato de forma perfeita. Sam Bird também é um forte candidato, atualmente é o terceiro colocado, com 81 pontos.

Quem se lembra do Festival de Berlim disputado na temporada passada, vai recordar a atuação forte da DS Techeetah, seis provas foram disputadas por lá, em três delas, Antonio Félix da Costa conquistou duas vitórias e um segundo lugar. O português é o atual campeão da categoria e está atualmente ocupando a quinta posição com 80 pontos.

Ainda falando sobre a DS Techeetah, não podemos descartar Jean-Éric Vergne, o único bicampeão da categoria é o décimo segundo colocado, teve uma vitória no Festival de Berlim e obteve um pódio com um terceiro lugar. Fechou a temporada passada na terceira posição. A atuação da DS Techeetah no campeonato de 2019/20 foi tão forte que eles ficaram com a primeira posição, somando 244 pontos.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por ABB Formula E (@fiaformulae)

Em Berlim não será diferente, uma vitória pode mudar tudo, alterando os líderes e pilotos de posição. A classificação é um ponto muito importante, o primeiro grupo que deixa os boxes para registrar as melhores voltas nem sempre encontra uma pista favorável. Aqueles que estão no terceiro e quarto grupo conseguem encontrar condições melhores, com mais emborrachamento. Largar no meio do pelotão é complicado, pois toques podem acontecer.

Circuito

Eles estão retornando para Tempelhof, um Circuito montado em uma Aeroporto, que conta com 2.355 km. Em 2020, quando a categoria realizou o Festival de Berlim para cumprir a temporada, a organização apostou em três layouts, que foram usando durante nove dias de evento.

Para proporcionar um final intenso, desta vez eles vão apostar em duas configurações, no sábado o sentido anti-horário será usado, enquanto no domingo os pilotos vão disputar a prova no sentido horário. Nas duas ocasiões os pilotos vão trabalhar com 10 curvas – 5 para a direita e 5 para a esquerda.

O traçado será usado nos dois sentidos para as últimas duas disputas da temporada – Foto: reprodução Fórmula E

A zona do modo ataque esta situada na curva 5 no sábado e na curva 6 no domingo. Alterações serão realizadas de um dia para o outro, para que seja possível usar o circuito nos dois sentidos.

Sobre as características da pista, os níveis de desgaste dos pneus são altos, principalmente da parte traseira; enquanto o nível de aderência está entre médio para alto. A pista acaba evoluindo de um dia para o outro, acentuando a desvantagem para o primeiro grupo da classificação.

Um ponto de atenção para todos é o gerenciamento de energia. Uma vantagem é que as equipes já conhecem o traçado e na temporada passada fizeram um ‘curso intensivo’ por lá.

Os brasileiros

Apenas Lucas di Grassi tem a chance de conquistar o campeonato, o brasileiro pode se tornar bicampeão da categoria elétrica. Atualmente ele está na décima quarta posição, contando com 62 pontos. Se não fosse a desclassificação que ocorreu em Londres, Di Grassi poderia estar em uma posição melhor.

A Audi está se despedindo da categoria, Berlim marca o encerramento da atuação da montadora na categoria elétrica. Eles vão aproveitar o momento para homenagear Lucas Di Grassi, já que ele esteve com o time em todas as temporadas que eles disputaram e onde o brasileiro conquistou o título em 2017.

“Agora que nossa jornada chega ao final, tiramos o chapéu e nos curvamos a Lucas, o campeão que sempre esteve ao nosso lado, compartilhando conosco parte de sua própria jornada épica”, diz o locutor do vídeo, enquanto cenas de vitórias e momentos de atuações memoráveis do brasileiro são mostradas em sucessão.

Marcando o encerramento Di Grassi disse: “Enquanto eu escrevo, meus olhos se enchem de lágrimas, de verdade. Esses sete anos com a Audi na Fórmula E foram incríveis e eu só tenho a agradecer a todos que trabalharam comigo. Muito obrigado do fundo do meu coração. A vida continua e nossa jornada ainda não acabou. Obrigado Audi! Sempre juntos!”

Para Sérgio Sette Câmara é a oportunidade de retornar para Berlim, o mesmo lugar que ele realizou a sua estreia na temporada passada com a Dragon. Agora depois de disputar uma temporada regular, o brasileiro poderá mostrar a sua evolução.

“Estou confiante que poderemos fechar esta temporada com chave de ouro aqui em Berlim. O nosso carro está melhorando prova a prova e tenho certeza que poderemos ser ainda mais competitivos em Tempelhof. Mais uma vez quero aproveitar para pedir a todos a ajuda na votação do Fanboost que nesta pista irá nos ajudar demais”, comentou o piloto.

Horários 

Sexta-feira (13)
12:00 – 12:45 – Treino Livre 1 (Site TV Cultura)

Sábado (14)
03:00 – 03:30 – Treino Livre 2 (Site TV Cultura)
05:00 – 06:00 – Classificação (TV Cultura + Sportv)
09:00 – 10:00 – Corrida 1 (TV Cultura + Sportv)

Domingo (15)
03:00 – 03:30 – Treino Livre 3 (Site TV Cultura)
04:30 – 05:00 – Treino Livre 4 (Site TV Cultura)
06:30 – 07:30 – Classificação (TV Cultura + Sportv)
10:30 – 11:30 – Corrida (TV Cultura + Sportv)

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados