ColunistaFórmula 1Post

Lewis Hamilton lidera último treino livre em Abu Dhabi

Hamilton registrou a melhor volta do TL3, o piloto da Mercedes superou a marca estabelecida por Verstappen com os pneus macios

O TL3 da em Abu Dhabi foi encerrado com Lewis Hamilton na liderança, mas Max Verstappen também apresentou um ritmo muito forte trabalhando com os pneus macios neste sábado (11), portanto a última classificação do ano promete ser bem disputada.

Nesta atividade grande parte do grid focou os seus trabalhos na utilização dos pneus macios e duros, mas alguns times também analisaram os compostos médios. A realidade é que quem quiser avançar para o Q3, deve tentar trabalhar com os pneus médios para contar com um composto mais durável na largada. O desgaste dos compostos é mais acentuado quando a pista ainda está quente – justamente o que será encontrado no primeiro trecho da prova.

Valtteri Bottas ficou com a terceira posição, mas também figurou na liderança da atividade. Sergio Pérez foi o quarto colocado, seguido por Lando Norris que conseguiu encaixar uma boa volta próximo do encerramento da atividade. A AlphaTauri volta a apresentar um desempenho satisfatório, desta forma Yuki Tsunoda foi o sexto colocado, seguido por Pierre Gasly.

A dupla da Ferrari esteve durante toda a sessão entre os dez primeiros, Carlos Sainz ocupou a oitava posição, enquanto Charles Leclerc foi o décimo. Daniel Ricciardo colocou o segundo carro da McLaren em nono lugar.

A última classificação da temporada 2021 da Fórmula 1 será disputada às 10h (do horário de Brasília).

Saiba como foi o TL2 da Fórmula 1

Quando a atividade começou a temperatura na pista estava na casa dos 39°C, com 27°C no ambiente. Com a pista liberada, Ocon, Schumacher, Bottas, Mazepin, Verstappen e Hamilton passaram a ocupar o traçado, mas alguns pilotos ficaram apenas na volta de verificação, retornando para os boxes na sequência.

Verstappen completou a sua volta, anotando 1m24s997, com os pneus médios instalados em seu carro, Raikkonen ocupava a segunda posição com 1m25s826, seguido por Ocon que tinha 1m26s645.

Algumas zebras do circuito passaram por alterações, pois a Pirelli acreditava que estouros como os do Catar poderiam ocorrer em Abu Dhabi se elas continuassem a ter aqueles formatos tão pontiagudos. Com a exposição da parte interna dos pneus, a sua estrutura fica mais vulnerável.

Com dez minutos de atividade, apenas cinco pilotos tinham tempo aferido na pista. Verstappen cravou 1m24s828, combinando voltas rápidas, com a passagem pelos boxes.

De pneus macios instalados, Hamilton assumiu a ponta com 1m24s241, enquanto Bottas era o terceiro colocado depois de anotar 1m25s290. O inglês tinha superado o tempo registrado por Verstappen em 0s587.

Com 20 minutos de atividade, os dez primeiros eram: Hamilton, Verstappen, Bottas, Pérez, Giovinazzi, Alonso, Raikkonen, Leclerc, Norris e Sainz. Os pilotos da Mercedes estavam treinando a troca de vácuo. Hamilton completou mais uma volta rápida e anotou 1m24s055, conseguindo os três melhores setores na pista.

O desempenho da Alfa Romeo com os pneus macios chamava a atenção, pois a dupla estava no Top-10, Giovinazzi era o sexto colocado com 1m25s710, misturado com a dupla da Ferrari. Instantes depois, Bottas encaixou uma volta rápida superando o tempo de Hamilton para anotar 1m24s025. A dupla da Red Bull ocupada o terceiro lugar com Pérez que anotou 1m24s723, enquanto Verstappen era o quarto colocado.

Alguns pilotos treinavam as voltas rápidas com os pneus macios, mas alguns pilotos também estavam fazendo testes com os compostos duros. Com a conclusão da primeira meia hora de atividade, os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Pérez, Verstappen, Tsunoda, Gasly, Sainz, Norris, Giovinazzi e Leclerc.

A Red Bull passou a fazer a troca da asa traseira do carro de Max Verstappen, novamente os problemas surgiam no carro da equipe austríaca, portanto a mudança era necessária. Enquanto a dupla da Red Bull seguia nos boxes, Hamilton e Bottas foram mais uma vez liberados para a pista usando pneus macios novos, o circuito estava mais vazio nestes últimos 20 minutos de pista liberada.

Russell que estava na décima nona posição, subiu para o nono lugar anotando 1m25s353 com os pneus macios. Latifi tinha saltado para o oitavo lugar com 1m25s322, também fazendo uso dos pneus mais macios da gama. A Alfa Romeo também estava trabalhando com voltas rápidas, Raikkonen retornou para o top-10 na sétima posição cravando 1m25s037.

Próximo dos últimos dez minutos, a Red Bull conseguiu devolver os carros para a pista. Hamilton tentou melhorar a sua marca de 1m23s274, mas cometeu alguns erros. Verstappen reassumiu a segunda posição anotando 1m23s488, separado por 0s214 do líder da sessão.

Após figurar abaixo dos dez primeiros, Norris passou a ocupar a quarta posição com 1m24s106, o piloto da McLaren estava com os pneus macios. Ricciardo assumiu o P8.

Os últimos instantes davam margem para mais uma sequência de voltas rápidas. A temperaturas elevadas nos pneus traseiros da Mercedes eram identificados – uma questão que é preocupante com temperaturas elevadas, mas a situação do time deve melhorar no momento que a classificação tiver início. 

Alguns erros foram observados durante a fase final da sessão, os pilotos extravasavam os limites de pista, principalmente quando estavam buscando encaixar a volta perfeita e compreender o traçado. 

A sessão foi encerrada e os pilotos ainda tiveram a oportunidade de treinar a largada na reta principal. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados