ColunistaFórmula 1Post

Leclerc repete bom desempenho no TL2 e lidera a dobradinha da Ferrari em Mônaco

Imprimindo um ritmo forte em Mônaco, Leclerc lidera mais uma atividade nesta sexta-feira, acompanhado por Carlos Sainz

Nesta sexta-feira (27) o dia foi encerrado com Charles Leclerc na liderança, o monegasco conseguiu liderar mais uma sessão de treinos livres em casa. A Ferrari segue andando forte neste circuito, aumentando ainda mais o otimismo para o sábado quando a classificação será realizada. Também existe a expectativa para que Leclerc termine uma prova em Mônaco.

O atual vice-líder do campeonato de pilotos anotou 1m12s656, enquanto Carlos Sainz obteve 1m12s700, separado por 0s044 do companheiro de equipe. A dupla da Red Bull também está se esforçando para mostrar a sua força no circuito. Sergio Pérez foi melhor que Max Verstappen, o mexicano anotou 1ms13s035, enquanto o holandês era o quarto colocado estabelecendo 1m13s103. Lando Norris fechou a atividade no quinto lugar com 1m13s294, depois de mais uma sessão forte do britânico da McLaren.

Os times tiveram mais uma atividade para avaliar os pneus. A Ferrari que não tinha andado com os pneus duros no TL1, conseguiu verificar esses compostos na segunda atividade. Os outros times trabalharam com os pneus médios e macios em suas voltas rápidas.

George Russell ficou com a sexta posição, seguido por Pierre Gasly. Fernando Alonso liderou a sessão momentaneamente, fechando o dia na oitava posição. Sebastian Vettel ficou mais uma vez na nona posição, com Yuki Tsunoda completando o top-10. Lewis Hamilton foi apenas o décimo segundo colocado nesta sessão.

A Fórmula 1 retorna às 08h (pelo horário de Brasília), neste sábado para a realização do TL3, antes da classificação ser disputada às 11h.

Saiba como foi o TL2 em Mônaco

O fim de semana começou preocupante para os motores da Ferrari, após Charles Leclerc ter o problema com o MGU-K na Espanha e abandonar a prova, em Mônaco a Alfa Romeo de Valtteri Bottas e a Haas de Mick Schumacher precisaram passar pela mesma troca, pois esse componente do motor apresentou uma falha.

Quando o segundo treino livre começou, a temperatura na pista estava na casa dos 52°C, com 31°C no ambiente. A pista seguia muito quente. Os pilotos foram liberados com os pneus médios (C4) principalmente, enquanto a Ferrari estava avaliando os pneus duros (C3), pois a dupla da Ferrari não trabalhou com eles durante o TL1.

Alexander Albon abriu a tabela de tempos com 1m18s066, mas com dez minutos de atividade Sergio Pérez já era o líder depois de anotar 1m14s001, separado de Max Verstappen por 0s254. Lando Norris era o terceiro colocado, em mais uma boa volta da McLaren que ficou com o terceiro lugar registrando 1m14s623. Daniel Ricciardo ainda estava nos boxes, assim como Guanyu Zhou.

Charles Leclerc que usava os pneus duros, registrou 1m14s255 com os compostos duros, o mesmo tempo foi aferido por Verstappen com os pneus médios.

Após 15 minutos de atividade, o regime de bandeira vermelha foi instaurado. Daniel Ricciardo perdeu o controle da traseira do carro e bateu na curva 16. O australiano deixou o carro bem e rapidamente foi falar com a equipe para analisarem a sua batida. A remoção do carro e a limpeza da pista não demoraram para terminar. Antes da liberação da pista, os dez primeiros eram: Pérez, Verstappen, Leclerc, Sainz, Russell, Gasly, Norris, Hamilton, Alonso e Magnussen.

Nesta segunda saída para a pista e com um pouco de tempo levado pela bandeira vermelha, os pilotos foram liberados com os pneus macios para realizar voltas em simulação de classificação. Alonso saltou para a ponta com 1m13s912, mas na sequência foi a vez de Pérez registrar 1m13s324, com Verstappen fechando o seu tempo separado por 0s031 do mexicano. Apenas Gasly, Bottas e Zhou ainda estavam andando com os pneus médios.

Aos instalar os compostos macios, Leclerc conseguiu superar Pérez com 1m13s125. Russell ocupava a quarta posição com 1m13s884. O trânsito voltou a se formar na pista pois 18 dos 20 carros estavam completando as suas voltas. Hamilton e Russell estavam trabalhando juntos na pista, com Russell pegando o vácuo do carro do seu companheiro de equipe.

Com 25 minutos de atividade e o trabalho com os pneus macios, os dez primeiros eram: Leclerc, Sainz, Verstappen, Pérez, Russell, Alonso, Norris, Vettel, Magnussen e Hamilton. Os pilotos estavam passando mais próximo do muro. Leclerc conseguiu registrar mais uma volta rápida durante o sexto giro dos pneus macios, o monegasco tinha 1m12s656.

Os pilotos faziam o possível para não atrapalhar os outros competidores durante as suas voltas rápidas. Hamilton escapou na curva 10, assim como Bottas. Na sequência o piloto inglês retornou aos boxes.

Os últimos 20 minutos foram marcados pelos ajustes para a simulação de corrida. Vettel e Ocon retornaram para a pista com os pneus médios. Pérez tinha completado dez giros com os pneus macios. Antes de Sainz começar a sua simulação o o espanhol melhorou a sua marca para 1m12s700, separado por 0s044 de Leclerc.

Durante as voltas em simulação de corrida, Norris escapou na curva 1, assim como Stroll.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados