ColunistaFórmula EPost

Fórmula E: A reestruturação da NIO 333

Equipe chinesa aposta alto nas mudanças da equipe na preparação para a próxima temporada

Após mais uma temporada amarga, a NIO 333 busca sua reestruturação desde o fim do Festival de Berlim. O foco das mudanças são as áreas operacionais e técnicas tanto na China como na Europa, além de um novo powertrain feito sob medida. 

A ideia é chegar forte na próxima temporada que se inicia em janeiro de 2021 no Chile. A NIO 333 foi a equipe em Nelsinho Piquet corria quando conquistou o título de primeiro campeão da Fórmula E, quando ainda se chamava NexTEv (e antes ainda, China Racing). A busca pela própria reinvenção tem como objetivo mostrar a NIO 333 mais competitiva até o momento.

A parte operacional agora está sob total controle da Shangai Lisheng Racing Co. Ltd, a mesma empresa que licencia a marca “333 racing” que dá nome à equipe. Na Europa, as mudanças começaram no início da 6ª temporada com a nomeação de Christian Silk como Chefe de Equipe. 

Foto: (Divulgação NIO 333)

“Depois de Berlim sabíamos que tínhamos várias áreas para nos concentrar e o trabalho árduo que a equipe está empregando para resolver essas questões está realmente valendo a pena em termos de comentários de pilotos e os dados coletados do carro”, afirmou o Chefe da NIO 333.

Entre as atribuições de Silk estão supervisionar e construir os departamentos técnicos, de pesquisa e desenvolvimento, comerciais e de marketing na Europa que permanecem baseados no ‘Centre for Innovation & Enterprise’ perto de Oxford, no Reino Unido. A NIO possui uma segunda base europeia em Donington Park, próximo ao QG operacional da Fórmula E, onde ficam os carros e a equipe de eventos.

Para os novos proprietários da NIO 333, a temporada 2019/20 foi um ano de transição e nos bastidores da equipe todas as áreas estão passando uma revisão completa para garantir uma operação mais eficiente que para 2021/22.

“Nossos planos para a 7ª temporada são ambiciosos, somos uma equipe orgulhosa com uma vasta profundidade de experiência e sei que posso falar por todos quando digo que faremos tudo ao nosso alcance para alcançar esses objetivos”, relatou Silk.

O novo trem de força da NIO 333 foi construída pelo departamento de P&D da própria equipe no Reino Unido e representa o maior investimento que os proprietários fizeram até o momento. As especificações do novo equipamento incluem:

  • 27 kg de peso
  • 95ºC de temperatura máxima do ciclo de corrida (podendo operar até os 200ºC)
  • >98,5% de eficiência de potência na temperatura de corrida
  • 20 krpm (rotação do motor) 
  • +50 horas de vida útil estimada entre os serviços
  • 250 kW de potência (limitada pelo regulamento)

O novo carro se mostrou bastante confiável já nos primeiros testes ao completar cerca de 290 km por dia de rodagem. 

Christian também falou sobre os primeiros resultados: “Obviamente, durante os testes iniciais há sempre bugs para resolver, mas a maneira como o carro foi construído é realmente impressionante e um verdadeiro crédito para o trabalho árduo colocado por todos na equipe”.

Foto: Oliver Turvey, NIO 333 – Foto: Fórmula E

“Essa confiabilidade liberou recursos de engenharia para se concentrar no desempenho puro do carro. O feedback inicial do piloto [Oliver Turvey] tem sido positivo tanto em termos de equilíbrio do carro, consistência e ritmo”, encerrou o chefe da equipe.

O próximo passo da equipe será anunciar o companheiro de Oliver Turvey. Rumores dão conta de que a disputa está entre Daniel Abt e Ma Qing Hua, com Tom Blomqvist correndo por fora.

 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo