AutomobilismoColunistaDestaquesFórmula EPost

EPrix de Nova York: vitória maiúscula de Sam Bird; Di Grassi punido e Sette Câmara com pneu furado 

Em dia inspirado, inglês mostrou superioridade, enquanto brasileiros tiveram dificuldades mais uma vez 

A segunda corrida da rodada dupla de Nova York corou o bom domingo de Sam Bird. O inglês que fez um Quali excepcional, quase não teve dificuldades para vencer a corrida de ponta a ponta. Seu companheiro de equipe passou quase toda a corrida na 2ª posição, mas um toque no muro no fim da corrida fez que com ele terminasse a prova fora da zona de pontuação.

Quem também terminou fora dos pontos foi Sérgio Sette Câmara que fez uma ótima corrida, se defendeu de Alexander Sim como pôde, mas terminou em 11º por causa de um pneu furado. 

Lucas di Grassi também marcaria pontos, mas foi punido com 10 segundos por colidir em Buemi. 

SAIBA COMO FOI A CORRIDA 

Sam Bird largou bem, abrindo vantagem para Evans que foi atacado por Cassidy, mas manteve a 2ª posição. Sette Câmara ganhou o 4º lugar de Wehrlein na segunda curva. Lucas di Grassi também subiu uma posição ao ultrapassar Alex Lynn e conquistar o 11º posto. 

Jean-Eric Vergne nem largou, o carro do francês ficou parado no grid e teve que ser retirado pelos fiscais. O problema do Techeetah #25 fez com que o Safety Car fosse ativado, causando uma redução de 3 kW de potência das baterias. 

Na relargada, Sette Câmara ameaçou ultrapassar Wehrlein, mas não conseguiu completar a manobra. Tom Blomqvist recebeu um Drive Through por excesso de uso de potência, ele era o 16º colocado.

Antonio Félix da Costa forçou a ultrapassagem para cima de Andre Lotterer na curva 10 e ganhou a 6ª posição. 

Mortara tentou passar por Dennis na curva 11, os dois tentaram contornar a chicane das curvas seguinte lado a lado e Mortara acabou atingindo o muro de frente. A batida foi leve e o suíço voltou à corrida, mas caiu de 15º  para 21º. 

Na frente, os líderes ativaram o Modo Ataque ao mesmo tempo e mantiveram suas posições. Evans ainda perdeu o 2º lugar para Cassidy, mas recuperou logo em seguida. 

Sette Câmara caiu de 5º para 8º ao passar pela zona de ativação, mas ele rapidamente ultrapassou Sims e subiu para 7º. Enquanto isso, seu companheiro de equipe, Joel Eriksson, foi punido com um Drive Through por excesso de potência durante o regen. 

Os vencedores do Fanboost foram da Costa, Bird, Vandoorne, di Grassi e de Vries.

Nick Cassidy usou o Modo Ataque para ultrapassar Mitch Evans, o piloto da Virgin abriu mais de dois segundos depois da manobra. Evans recuperou a posição duas voltas depois.

Na metade da corrida, Félix da Costa ultrapassou os dois carros da Porsche de uma só vez e subiu para a 4ª posição e Sims partiu para o ataque em cima de Sette Câmara. O carro do brasileiro tinha 3% a menos de bateria em relação aos outros carros. A ultrapassagem aconteceu na volta 21.

Os 10 primeiros eram Bird, Evans, Cassidy, da Costa, Wehrlein, Lotterer, Sims, Sette Câmara, di Grassi, Nato e Lynn. 

Buemi estava à frente de di Grassi, mas o brasileiro acabou tocando o Nissan de Buemi no fim da reta, fazendo o suíço rodar e cair para 12º. Di Grassi foi punido com o acréscimo de 10 segundos ao seu tempo. 

Mitch Evans perdeu um pouco de performance na parte final da corrida, mas as investidas de Félix de Costa em cima de Cassidy deram um breve respiro ao piloto da Jaguar.

Nos últimos dois minutos, Cassidy e da Costa conseguiram ultrapassar Evans que bateu o pneu traseiro esquerdo no muro e também perdeu posições para a dupla da Porsche, caindo para 6º. Ele ainda perdeu a posição para Sims nas últimas curvas. O problema do carro fez com que Evans se arrastasse na pista nos últimos metros e terminasse apenas em 13º. 

Ciente da punição de Lucas di Grassi e precisando gerenciar melhor sua energia, Sette Câmara não ofereceu resistência para perder a 7ª posição. Pouco tempo depois, ele avisou pelo rádio da Dragon que estava com um pneu furado. Sette Câmara conseguiu terminar a corrida na 11ª posição e não marcou pontos. 

Di Grassi cruzou a linha de chegada em 7º, mas caiu para 14º por causa da punição. 

Vitória maiúscula de Sam Bird que agora lidera o campeonato com 81 pontos. Nick Cassidy chegou em 2º com Félix da Costa, vice-líder do campeonato, em 3º. O português ainda fez a volta mais rápida da prova, 1:10.180.

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados