ColunistaDestaquesFórmula 2Post

Em grande demonstração de defesa pelo primeiro lugar, Drugovich vence em Mônaco

Após lidar com investidas de Pourchaire até o final, Drugovich recebe bandeirada ocupando a primeira posição

A corrida em Mônaco não é a mais movimentada, mas certamente é uma das mais tensas. Felipe Drugovich venceu neste domingo (29), o brasileiro conquistou a pole na sexta-feira e reverteu ela em um bom resultado. A vitória foi com emoção, principalmente após lidar com as investidas de Théo Pourchaire por quase vinte voltas.

A atuação do Safety Car deixou a corrida ainda mais tensa, principalmente por conta da aproximação do Grid e a necessidade de completar mais voltas trabalhando com os pneus supermacios. Pourchaire atacou, pois estava na mesma estratégia que o piloto da MP Motorsport e esperava um erro do adversário, mas Drugovich foi brilhante na sua defesa.

O pódio ainda contou com Jüri Vips depois de uma maré de azar, o piloto da Hitech conseguiu superar Jack Doohan nos boxes, mesmo com o Safety Car em pista e assim conquistou a terceira posição e foi para o pódio. O piloto da Virtuosi precisou se contentar com a quarta posição.

Enzo Fittipaldi se aproveitou os problemas de Liam Lawson na largada e na estratégia de Dennis Hauger, para obter o quinto lugar. Marcus Armstrong foi o sexto colocado, seguido pelo piloto da Prema que venceu a Sprint no sábado. Jehan Daruvala deu um passão ao final da prova e obteve a oitava posição. Sargeant foi o nono, com Marino Sato em décimo.

Calan Williams e Ayumu Iawasa que disputavam o Top-10, abandonaram na última volta depois de um toque.

A Fórmula 2 retorna em Baku para a disputa da sexta etapa.

Saiba como foi a Corrida Principal da Fórmula 2 em Mônaco

Neste domingo, Felipe Drugovich começou a prova da liderança. O brasileiro conquistou a pole na sexta-feira, mas contou com uma corrida conturbada no sábado, depois de um toque de Roy Nissany caiu para o final do pelotão e precisou lidar com punições, onde aproveitaram para abandonar a prova e poupar equipamento.

O outro brasileiro no grid, Enzo Fittipaldi, largou da sexta posição. No início da volta de apresentação, Liam Lawson que começaria a prova da quinta posição e Roy Nissany que era o décimo sexto colocado, ficaram parados depois que o carro morreu – os pilotos tiveram que começar a prova do pit-lane.


Ao apagar das luzes, Drugovich largou bem e conseguiu manter a primeira posição. Fittipaldi permaneceu na sexta posição, depois de Hauger tracionar melhor e mesmo largando do nono lugar, o piloto da Prema saltou para o quinto lugar. Fittipaldi começou a atacar adversário da Prema, para seguir em contato com ele. A largada não contou com incidentes.

Na segunda volta Iwasa conquistou a décima posição, ultrapassando Williams, mas os pilotos tiveram um toque. A prova seguiu com Drugovich obtendo mais de dois segundos de vantagem para Pourchaire, o piloto que desafiava o brasileiro nesta luta pelo campeonato.

O DRS foi liberado na terceira volta e como alguns pilotos ainda estavam próximos, seria possível usá-lo para tentar um ataque.

Durante a quinta volta da corrida, os dez primeiros eram: Drugovich, Pourchaire, Doohan, Vips, Hauger, Fittipaldi, Armstrong, Daruvala, Hughes e Iwasa. Na liderança o piloto da MP Motorsport estava trabalhando nas voltas rápidas, Drugovich tinha 1m24s320.

Vips estava tentando uma ultrapassagem em Pourchaire, os ataques eram incessantes, pois eles estavam separados por menos de 0s500, enquanto Hauger também estava na disputa pela última vaga do pódio.

Na oitava volta foi a vez de Iwasa e Sargeant seguirem para os boxes para realizar as suas trocas de pneus, retornando nas últimas posições do grid. Cordeel também estava nos boxes para realizar a sua troca, mas o piloto deixou o carro morrer, portanto a sua parada demorou ainda mais.

No giro seguinte foi a vez de Vesti, Caldwell e Nissany nos boxes. Houger foi chamado para substituir os pneus na décima volta, desta forma o piloto da Prema retornou na décima quinta posição, atrás de Liam Lawson. Fittipaldi passou a ocupar a quinta posição, separado por mais de três segundos de Vips.

As trocas seguiram conforme as voltas foram passando. Cordeel era o retardatário, desta forma atrapalhava um pouco os primeiros colocados. Nissany foi avisado para passar pelos boxes para cumprir um drive-through, pois tinha infringido alguns procedimentos nos boxes.

Com quinze voltas os dez primeiros eram: Drugovich, Pourchaire, Doohan, Vips, Fittipaldi, Armstrong, Williams, Novalak, Sato e Bolukbasi. Os onze primeiros colocados não tinham realizado as suas paradas ainda, contando Lawson que enfrentou aquele problema na largada.

Vários pilotos estavam sendo investigados por terem infringido os processos de pit-lane, mas pouco depois os comissários deixaram para avaliar essa questão pós-corrida. Com dezessete voltas, Drugovich ainda estava na liderança, mas a distância entre ele e Pourchaire tinha reduzido para 1s4. Hauger era o décimo segundo colocado, mas mesmo com os pneus novos estava preso atrás de Lawson, desgastando os seus compostos.

Na décima nona volta o Safety Car entrou em pista por conta da batida de Caldwell. Os seis primeiros colocados foram chamados para os boxes imediatamente para trocar os pneus. As paradas de Drugovich e Pourchaire não foram boas, mas ao menos os dois tiveram problemas juntos. Doohan foi ultrapassado por Vips durante a troca de pneus.

Antes da relargada os dez primeiros eram: Drugovich, Pourchaire, Vips, Doohan, Fittipaldi, Armstrong, Hauger, Williams, Daruvala e Iwasa. O Safety Car deixou a pista no final da volta 21; Drugovich conseguiu manter a liderança, acompanhado por Pourchaire que tentava atacar o brasileiro. Vips tinha se distanciado um pouco dos dois primeiros colocados. Lawson realizou a ultrapassagem em Sato para ocupar a décima terceira posição.

Durante a vigésima terceira volta o Safety Car foi ativado mais uma vez, Novalak, companheiro de Drugovich foi tocado por Lawson, que abandonou a prova depois da curva seis.

A segunda relargada da corrida aconteceu ao final da volta 25. Mais uma vez Pourchaire pressionava Drugovich buscando essa vitória, mas o brasileiro conseguiu controlar novamente a ponta. Vips permaneceu na terceira posição, tomando distância para Doohan.

Pourchaire estava tendo a oportunidade de usar o DRS para pressionar Drugovich, mas o brasileiro estava tentando preservar os seus pneus. Vips estava separado por mais de três segundos do segundo colocado.

Aos poucos Vips também se aproximava do piloto francês da ART Grand Prix. Pourchaire tinha se aproximado mais ainda de Drugovich, com a diferença entre eles ficando entre 0s300 e 0s400. As outras posições eram mantidas. Iwasa perseguia Daruvala brigando pela nona posição, enquanto Williams tentava andar a menos de um segundo para Hauger, buscando a sétima posição do piloto da Prema.

Lawson começou a ficar lento na pista e estava se arrastando para os boxes. Enquanto Daruvula atacou Williams, colocando o carro de lado para ficar com a oitava posição. Sargeant era o nono, com o Williams sendo empurrado para a décima posição. Iwasa era o décimo primeiro colocado.

Drugovich guardou os pneus para o final da prova e quando restavam cerca de duas voltas para o encerramento, o piloto da MP Motorsport abriu mais de um segundo para o piloto francês. Verschoor tinha a volta mais rápida da prova, anotada durante a volta 35, depois de anotar 1m22s862, mas sem a oportunidade de ficar com o ponto, pois estava abaixo dos dez primeiros colocados.

No último giro da prova Iwasa e Williams se encontraram na curva seis e bateram no muro de contenção. Drugovich recebeu a bandeira quadriculada na primeira posição, com Pourchaire que pressionou o piloto brasileiro até o final. Vips foi o terceiro colocado. Doohan foi o quarto colocado, enquanto Fittipaldi fechou o Top-5.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Um Comentário

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

%d blogueiros gostam disto: