ColunistaNascarPost

Em disputa acirrada, Brad Keselowski leva a melhor em Talladega

Mesmo sem Big One, prova foi marcada por voo de Joey Logano no final do primeiro estágio. Já seu companheiro de Penske teve melhor sorte e venceu pela sexta vez na pista do Alabama

Bad Brad assumiu a ponta na volta final e venceu pela sexta vez em Talladega (James Gilbert/Getty Images)

A etapa de Talladega da NASCAR Cup Series teve uma disputa bastante acirrada, mas comportada pela vitória, essencial para os planos dos pilotos que buscam a vaga nos playoffs no fim do ano. A contenda não teve o tradicional Big One, mas teve seus momentos de tensão e uma chegada embolada, aonde valeu a experiência de Brad Keselowski, que venceu pela sexta vez no maior circuito oval da categoria e se tornou o nono vencedor em dez etapas.

A corrida de Keselowski não foi das mais tranquilas, pois acabou envolvido indiretamente nos dois acidentes mais chamativos da prova. A confusão mais impactante foi na última volta do primeiro estágio, em que Joey Logano foi tocado por Denny Hamlin e seu carro alçou voo, caindo em cima de Bubba Wallace antes capotar mais uma vez e cair em pé.

Logano saiu bem do carro, sem nenhum ferimento, mas o piloto da Penske pontuou que a NASCAR precisa rever alguns pontos no aspecto de segurança, como a aerodinâmica em pistas de superspeedway e o reforço no teto do carro, para não haver risco aos pilotos.

Outro acidente aconteceu no fim do segundo segmento, quando Hamlin se enroscou com Martin Truex Jr e acertou o muro, e causando a rodada de três carros da Hendrick (William Byron, Alex Bowman e Chase Elliott). Pior para o piloto do 48, que acabou abandonando.

Já o terceiro estágio foi mais tranquilo, com poucas intercorrências, mas com muita estratégia envolvida e a prova sendo decidida nos detalhes. Matt DiBenendetto liderava o pelotão e se defendia como podia para conquistar sua primeira vitória na divisão principal da NASCAR e vinha mantendo a ponta até a última bandeira amarela, causada por um pneu furado de Truex.

Na relargada, o piloto da Wood Brothers manteve a dianteira e seguiu na ponta até a abertura da última volta. No entanto, DiBenedetto escolheu a linha errada e perdeu terreno. Keselowski assumiu a ponta e se defendeu das investidas finais de William Byron e Michael McDowell até a bandeirada final.

Ainda na linha de chegada, houve toques entre pilotos mais atrás com as batidas de Erik Jones e de Ross Chastain, mas nada para interferir na festa de Bad Brad, que é o nono vencedor diferente em 10 corridas e mais um nome garantido nos playoffs no fim do ano. A próxima corrida será no próximo domingo, no Kansas.

Top-10 da etapa de Talladega da NASCAR Cup Series:

1 – Brad Keselowski (Penske/Ford)
2 – William Byron (Hendrick/Chevrolet)
3 – Michael McDowell (Front Row/Ford)
4 – Kevin Harvick (Stewart-Haas/Ford)
5 – Matt DiBenedetto (Wood Brothers/Ford)
6 – Kaz Grala (Kaulig/Chevrolet)
7 – Tyler Reddick (Richard Childress/Chevrolet)
8 – Austin Dillon (Richard Childress/Chevrolet)
9 – Ryan Blaney (Penske/Ford)
10 – Cole Custer (Stewart-Haas/Ford)

Classificação para os playoffs da NASCAR Cup Series após 10 de 26 etapas:

Classificados por vitórias: Martin Truex Jr (2), Joey Logano, William Byron, Ryan Blaney, Brad Keselowski, Kyle Larson, Christopher Bell, Michael McDowell e Alex Bowman

Classificação por pontos (Diferença em relação à zona de corte):

Denny Hamlin +229
Kevin Harvick +91
Chase Elliott +89
Kyle Busch +54
Austin Dillon +51
Ricky Stenhouse Jr +12
Chris Buescher +12

Matt DiBenedetto -12
Kurt Busch -13
Ryan Newman -31
Bubba Wallace -33

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados