ColunistaFórmula EPost

De Vries garante a pole e coloca Mercedes mais uma vez na liderança em Diriyah

Mercedes não deixa espaço para os adversários com De Vries conquistando a pole. Mortara começa prova da 2ª posição

Aos poucos a Mercedes vai confirmando o seu grande desempenho, Nyck De Vries conquistou a pole neste sábado anotando 1m07s154, não deixando margem para os adversários. O holandês está mostrando um bom ritmo, fez isso durante todas as fases da classificação.

Edoardo Mortara portanto ficou com a segunda posição, o seu tempo foi apenas 0s005 mais lento. No ano passado Mortara duelou pelo título com De Vries, o início desta temporada parece uma continuação do que aconteceu no último campeonato.

Robin Frijns se estabeleceu na terceira posição, depois de duelar com Lucas di Grassi. O brasileiro, piloto da Venturi está ajudando a confirmar o bom desempenho da equipe. Sérgio Sette Câmara começara a próxima corrida da décima terceira posição.

LEIA MAIS: Mercedes começa 8ª temporada da Fórmula E na liderança

Infelizmente Vandoorne não teve a mesma sorte que o companheiro de equipe, desta forma começara o ePrix do 12º lugar. 

A classificação não foi muito generosa para os estreantes, Askew vai largar da 15ª posição, enquanto Ticktum é o 18º e Giovinazzi o 20º.

Saiba como foi a classificação para o 2º ePrix em Diriyah

Antes do início da atividade, a temperatura na pista estava na casa dos 15°C, com 18°C no ambiente. 

Grupo A e Grupo B

O primeiro grupo que foi liberado para a pista era composto por: De Vries, Dennis, Di Grassi, Cassidy, Askew, Wehrlein, Lotterer, Sette Câmara, Buemi, Turvey e Rowland – pilotos que estão em posições ímpares do campeonato.

Cassidy não participou da sessão, infelizmente o piloto da Envision bateu durante o TL3, como o seu carro ficou bem danificado estava desmontado nos boxes e passava por reparos.

A sessão tinha duração de 12 minutos, portanto quando a pista foi liberada Askew puxou a saída dos boxes. Lotterer começou na liderança, anotando 1m09s887, mas Dennis mostrava muita força e depois de anotar 1m09s801, superou o piloto da Porsche. Sette Câmara repetiu a dose da sexta-feira, andando mais uma vez entre os quatro primeiros.

Neste momento os times já trabalhavam as suas estratégias, principalmente estabelecendo qual o momento de retornar para os boxes, fazer novos ajustes e devolver o piloto para a pista. Lucas Di Grassi levou um pouco mais de tempo para ser liberado para a pista, mas em sua primeira volta cronometrada anotou 1m08s781. A Porsche tinha que negociar com Lotterer para deixar Wehrlein fazer a sua volta rápida.

Nos últimos segundos de atividade tivemos muita emoção, Sette Câmara cravou 1m08s482, retornando para as primeiras posições deixando a sua melhor volta para o final. Jack Dennis superou o brasileiro, ficando com a primeira posição, depois de anotar 1m08s419. Com o cronômetro zerado, Rowland e Lotterer conseguiram avançar para a segunda parte da sessão tirando Dennis do top-4. De Vries fora ‘eliminado momentaneamente, mas se recuperou depois de cravar 1m07s939, com Di Grassi obtendo a segunda posição com 1m08s083. Detalhe: Dennis disputou a pole com Vandoorne na sexta-feira.

Sette Câmara passou a ser investigado por ter atrapalhado Wehrlein durante a classificação, o piloto da Porsche não ficou nada satisfeito. Entretanto, os comissários optaram por não punir os pilotos, pois também ocorreu um bloqueio provocado pelo piloto alemão.

O segundo grupo era formado por: Vandoorne, Bird, Mortara, Vergne, Evans, Günther, Sims, Frijns, Ticktum, Giovinazzi e Da Costa – pilotos que fazem parte do lado par da tabela.

Os primeiros tempos eram altos, mas logo Vandoorne assumiu a liderança com 1m08s257, mas as posições seguiam em constante mudança, assim como as outras sessões que ocorreram ao longo do ano.

Nos últimos três minutos de sessão, Mortara, Da Costa, Vergne e Vandoorne ocupavam as quatro primeiras posições. Brid estava fora da sessão pois bateu no muro de contenção e danificou a suspensão traseira do seu carro.

Mortara tinha o melhor tempo com 1m07s724, Frijns reagiu, conseguindo a segunda posição, Da Costa era o terceiro, seguido por Vergne, companheiro de equipe do português. Vandoorne foi eliminado, desta forma fará a prova do meio do pelotão.

Nenhum dos estreantes conseguiu avançar para as quartas de final. 

Quartas de final

Vergne x De Vries

Neste duelo conseguimos ver o experiente bicampeão da categoria, contra De Vries que conquistou o seu primeiro título no ano passado. O holandês da Mercedes cravou 1m06s871, levando a Mercedes para a segunda parte da sessão.

Da Costa x Di Grassi

Os dois pilotos deveriam se enfrentar na pista, mas o brasileiro teve um problema em sua liberação do pit-lane. Da Costa anotou 1m08s681, mas passou a ser investigado por ter bloqueado a volta do brasileiro, o português foi para a pista na liberação que deveria ser do piloto da Venturi. Di Grassi foi liberado instantes depois apenas para fazer a sua volta, conseguindo ser mais rápido que o rival, desta forma o brasileiro pode avançar para a próxima fase.

Os comissários estavam analisando a situação que ocorreu, além da investigação contra Da Costa.

Rowland x Frijns

Os pilotos se enfrentaram na pista um dia depois de um toque entre eles no 1º ePrix provocar o abandono do piloto da Mahindra. Rowland cometeu um erro no final da sua volta, portanto o rival anotou 1m07s207.

Lotterer x Mortara

Neste duelo entre um piloto da Venturi e da Porsche, foi Mortara que se saiu melhor e conseguiu derrotar o adversário anotando 1m07s014. Os dois carros da Venturi conseguiram avançar para a próxima fase.

Semifinal

O primeiro duelo desta fase ocorreu entre Di Grassi e De Vries, o piloto da Mercedes anotou 1m06s835, conseguindo colocar o carro do time alemão na disputa da pole. Pouco depois foi a vez de Frijns e Mortara definirem as suas posições, o piloto da Venturi mostrou a grande velocidade da sua equipe e anotou 1m06s987 para brigar pela pole com o piloto holandês.

Disputa da Pole

No limite da disputa, De Vries cravou a primeira pole da temporada com 1m07s154, a segunda da Mercedes na temporada 2021/22, enquanto Mortara virou 1m07s159, onde apenas cinco milésimos separavam os pilotos.

Grid da 2ª corrida em Diriyah – Foto: reprodução
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados