ColunistaFórmula 1Post

Chadwick vence pela segunda vez em Miami, liderando prova de ponta a ponta

Em corrida consistente, Chadwick administra liderança e vence pela segunda vez em Miami. A britânica dividiu o pódio com Martí e Powell

Jamie Chadwick começou o campeonato da melhor forma possível, a pilota garantiu a sua segunda vitória em Miami neste domingo (08), a pilota da Jenner Racing ganhou o direito de começar a corrida da primeira posição e sua largada sólida garantiu um bom resultado.

A britânica liderou todas as voltas da prova e se aproveitou das disputas que ocorreram no segundo lugar, para não ser ameaçada. Nerea Martí conquistou a segunda posição, mas travou uma disputa intensa com Emma Kimilainen. A pilota espanhola conseguiu reverter a boa posição de largada em um resultado satisfatório e desta vez ela não enfrentou nenhum problema na largada.

Kimilainen mais uma vez cometeu um erro, custando o pódio, a finlandesa foi tocada por Alice Powell nos últimos metros da prova, mas isso aconteceu após Emma perder o controle da traseira do seu carro e espalhar um pouco.

A W Series retorna em Barcelona.

Saiba como foi a Corrida 2 da W Series em Miami

A pista traiçoeira de Miami foi lavada após uma chuva que caiu na noite passada, portanto a baixa aderência era esperada. Jamie Chadwick venceu a primeira prova disputada no circuito e ao ficar com a pole deste domingo, tinha chances de fazer uma prova mais tranquila e obter uma vitória ao final.

A W Series alinhou nesta manhã de domingo no grid para disputar a segunda corrida. Jamie Chadwick alinhou na primeira colocação com o carro da Jenner Racing, com Nerea Martí ao seu lado, o grid foi definido com o segundo melhor tempo obtido durante a classificação de sexta-feira.

Chadwick largou muito bem conseguindo conservar a primeira posição sem problemas. Martí se defendia de Kimilainen, mas as posições não foram alteradas. Bruna Tomaselli fez uma ultrapassagem na largada, para conquistar o décimo segundo lugar. Antes do final da primeira volta, Kimilainen alinhou lado a lado e passou Martí, mas a pilota da Quantfury deu um x’s na adversária, assim a finlandesa foi novamente ultrapasada. Powell largou bem, conservando o quarto lugar.

A largada aconteceu sem incidentes, mesmo com algumas tendo uma reação melhor na largada quando as luzes se apagaram.

No segundo giro Kimilainen conseguiu atacar Martí, em uma disputa que tinha se intensificado e assim a finlandesa obteve o segundo lugar, em uma bela manobra com o seu carro da Puma.

Tomaselli começou a enfrentar problemas e rapidamente perdeu posições. Na segunda volta ela ocupava a última posição do grid e sua distância para as outras pilotas do grid só aumentava. A brasileira seguiu para os boxes, realizando a troca dos pneus dianteiros que estavam furados, mesmo com a prova comprometida, foi devolvida para a pista.

Kimilainen se aproximava de Jamie Chadwick, tentando reduzir a distância que tinha para a líder da prova. Enquanto Powell era atacada por Bélen Garcia, outra pilota que também guia pela Quantfury.

Martí estava usando o vácuo ao seu favor, a pilotada espanhola andava colada na finlandesa e no quinto giro retomou a segunda posição – essa era a disputa na pista que mais tinha alterações. Como as adversárias estavam em uma disputa particular Chadwick conseguiu abrir quase dois segundos de vantagem para a segunda colocada.

Moore estava muito veloz no traçado, desta forma atacava Visser constantemente.

Quando restavam cerca de quinze minutos para o encerramento da prova, García colocou o carro de lado, acompanhando a adversária desta forma, mesmo em um traçado tão apertado. A pilota espanhola tentou contar com um erro de Powell ou até mesmo que a pilota recuasse, mas novamente Powell conservou o quarto lugar. No instante seguinte foi a vez de Moore atacar Visser e concluir a ultrapassagem para ficar com a sexta posição. Moore também já tinha se aproximado de Belén Garcia e Powell, buscando um resultado melhor nesta segunda prova em Miami.

Chloe Chambers aproveitou para ultrapassar Hawkins na décima volta, para conseguir a décima primeira posição. Martí seguia reduzindo a distância para Chadwick, tentando disputar a liderança da prova nas últimas voltas da corrida. Belén Garcia, estava a cerca de 0s600 atrás de Powell e também era outra pilota que buscava a ultrapassagem.

Motivada pelo seu engenheiro, Pulling que apresentava um desempenho melhor, atacou Visser e ficou com o sétimo lugar, rapidamente ela também se aproximou de Moore, buscando o sexto lugar.

Na décima segunda volta, as dez primeiras eram: Chadwick, Martí, Kimilainen, Powell, B. García, Moore, Pulling, Visser, M. Garcia e Chambers. Babickova foi alertada pela direção de prova que deveria entrar nos boxes para reparar a asa dianteira que estava quebrada, a pilota era a décima quarta colocada mas caiu para o final do pelotão.

Moore que tinha se distanciado de Belén Garcia lidava com os ataques de Pulling, portanto, na volta catorze, a pilota da Racing X ganhou o sexto lugar. As pilotas mostravam muita garra e por ser uma corrida sem incidentes, elas conseguiam travar boas disputas.

Nos últimos segundos Visser retomou a sétima posição, aproveitando que o desempenho de Moore tinha reduzido um pouco nestas últimas voltas. Pulling partiu para buscar García, enquanto Powell atacava Kimilainen.

Após os 30 minutos de prova, as pilotas tinham mais uma volta para encerrar a prova. Kimilainen rodou enquanto se defendia de Powell, a finlandesa, deixou o carro escorregar um pouco mais, depois de perder a traseira, a pilota britânica ficou com a asa dianteira quebrada, mas foi instruída ao engenheiro para terminar a prova e não passar pelos boxes. O incidente entre elas seria investigado após o encerramento da prova.

Chadwick recebeu a bandeira quadriculada na primeira posição, seguida por Martí e Powell. Hawkins abandonou a prova na última volta.

Resultado da Corrida 2 da W Series – Foto: reprodução W Series

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados