ColaboradorColunistaNascarPost

Bowman e a temporada sem perspectiva

Na nona prova da Nascar, o piloto do carro #48 quebrou a sina e foi o oitavo vencedor em nove provas da Cup Series

A prova de Richmond da Nascar, no último domingo (18), parecia evidenciar a disputa entre Martin Truex Jr e Denny Hamlin, que parece se desenhar como o grande duelo da temporada regular, como foi o duelo do Carteiro contra Kevin Harvick no ano passado. Só que, como a temporada vai se desenhando totalmente imprevisível e, Alex Bowman, foi quem nos recordou disso no último final de semana.

Uma das velhas máximas da Nascar é que, no fim das contas, o que importa é quem lidera a última volta. Bowman fez valer isso, quando superou Hamlin nas últimas dez voltas. O piloto do carro 11, junto com Truex e Logano, ficou se alternando na ponta da prova e no fim saiu chutando o asfalto. O Carteiro ainda não venceu na temporada, apesar de ser o líder do campeonato.

E é nesse ponto que a vitória de Bowman se torna ainda mais importante. O carro 48, que voltou a vencer após quase quatro anos, e se tornou o oitavo triunfante em nove provas, ou seja, a metade das vagas dos playoffs. Cabe destacar que na temporada passada, a essa altura, eram apenas seis vencedores e a marca de 2021 atingida na 17ª etapa, com nove para o fim.

Truex vs Hamlin devem travar bons duelos ao longo da temporada regular – Foto: reprodução/Nascar

Com apenas oito vagas em 16 provas restantes, a emoção promete tomar conta. As chances de vermos a barreira de vencedores se romper e não termos classificados por pontos. Dentre os que ainda postulam os playoffs, ainda temos cincos campeões (Brad Keselowski, Kyle Busch, Kurt Busch, Chase Elliott e Kevin Harvick), além do próprio Denny Hamlin e também de pilotos que tentam buscar seu lugar ao sol, como Tyler Reddick, Austin Dillon e Matt Dibenedetto, além de possíveis zebras.

Dentre os campeões, todos estão na zona por pontos, mas nunca é bom se garantir. Ainda mais quem não vive bons momentos na temporada, como Kevin Harvick, que tenta tirar leite de pedra da Haas. Quem conseguiu crescer foi Brad, que era uma figura pouco presente no pelotão da frente. Falando na turma da frente, quem, além de Hamlin, figurou bastante por lá e ainda não conseguiu triunfar é o atual campeão Chase Elliott. Os irmãos Busch também nem chegaram a brigar por triunfos, com a sina de Kyle se prolongando e Kurt mostrando como é cada vez mais inesperado.

Por fim, temos mais 17 provas para sabermos se novos nomes figurarão essa disputa, se Michael McDowell terá que torcer para a turma não vencer mais, se campeões vão ter que ir para Daytona com tudo e se Haas vai entrar nos eixos. O que podemos dizer com certeza é que a próxima prova é em Talladega e por lá tudo pode acontecer!

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados