ColunistaFórmula 1Post

Bottas lidera dobradinha da Mercedes, durante TL1 em Sochi

Se aproveitando de uma pista seca, mesmo com a previsão de chuva para o restante do fim de semana, pilotos completam suas primeiras voltas em Sochi

A sexta-feira (24) para a Fórmula 1 começou com o TL1, os pilotos usaram essa atividade para verificar principalmente a durabilidade dos compostos, mas também avaliar o comportamento dos carros. Valtteri Bottas que gosta deste circuito foi o líder da sessão, o finlandês anotou 1m34s427 em sua volta rápida com os pneus macios, acompanhado por Lewis Hamilton com 1m34s638 – mostrando mais uma vez o bom trabalho da Mercedes neste traçado.

Max Verstappen concluiu a atividade na terceira posição separado por 0s227 do líder. Diferente de outros competidores que verificaram os pneus duros ou médios, Verstappen focou na utilização dos compostos macios.

Charles Leclerc teve a oportunidade de dar algumas voltas com a nova unidade de potência da Ferrari instalada, o monegasco ficou com o quarto lugar, onde as novas especificações do motor Ferrari aparentam ser boas. Sebastian Vettel foi o quinto colocado com a Aston Martin, um resultado positivo pois, mas o grid segue ainda muito misturado e distante do que foi obtido pelos líderes da atividade.

Pierre Gasly que teve um fim de semana desastroso em Monza, ficou com a sexta posição com a AlphaTauri. Carlos Sainz com o outro carro da Ferrari, ficou à frente de Lando Norris da McLaren. Aqui vale mencionar que já com o cronômetro zerado, Norris bateu na entrada dos boxes, danificando a asa dianteira.

Sergio Pérez da Red Bull e Fernando Alonso da Alpine completaram o Top-10. Desta vez a Alfa Romeo não teve um desempenho surpreendente na pista, mas não esperam um fim de semana positivo nesta pista, dada as suas características e fica, ainda mais distante dos líderes.

A Fórmula 1 retorna às 9h (pelo horário de Brasília) para realizar o segundo treino livre.

Saiba como foi o Primeiro Treino Livre da Fórmula 1 na Rússia

Kimi Raikkonen da Alfa Romeo retornou, o finlandês tinha ficado fora por duas corridas pois testou positivo para o covid-19 durante o GP da Holanda. Portando, logo que a atividade da sexta-feira teve início o piloto foi liberado para a pista.

Quando a atividade começou a temperatura na pista estava na casa dos 29°C, com 19°C no ambiente.

O circuito começou a ficar cheio rapidamente, neste início grande parte dos competidores estava testando os pneus duros. Sergio Pérez assumiu a ponta em sua primeira passagem, anotando 1m38s601, mas foi superado pouco depois por Lewis Hamilton que anotou 1m38s373.

Charles Leclerc era o único piloto que estava trabalhando com os pneus macios, o monegasco anotou 1m38s626, ficando com a terceira posição. Neste fim de semana o piloto está com o novo motor da Ferrari instalado, o monegasco recebeu a atualização planejada pelo time que vai dar mais potência ao motor nesta reta final do campeonato. 

Com quase dez minutos de atividade e apenas Max Verstappen nos boxes, os dez primeiros eram: Leclerc, Bottas, Vettel, Gasly, Hamilton, Pérez, Alonso, Sainz, Raikkonen e Ocon.

Norris que estava na pista aproveitou para realizar uma verificação aerodinâmica em seu carro para a McLaren. Na parte inferior da asa traseira, próximo ao pneu traseiro esquerdo o flow-vis estava espalhado.

As posições foram se alternando, principalmente com os pilotos que permaneciam na pista e completavam mais voltas cronometradas. Valtteri Bottas assumiu a liderança da atividade depois de anotar 1m36s412, seguido por Lewis Hamilton que anotou 1m36s685. Na primeira passagem de Max Verstappen o piloto anotou 1m37s367 ficando com a quarta posição, o holandês estava com os pneus macios instalados.

Em quase vinte minutos de atividade Lando Norris tinha completado oito voltas com os pneus duros, enquanto Fernando Alonso tinha feito nove, assim como Ocon, Sainz, Gasly, Giovinazzi e Raikkonen que também tinham os pneus duros instalados. E foi justamente com a conclusão dos primeiros 20 minutos de sessão que Verstappen assumiu a liderança anotando 1m36s055.

Alguns pilotos escapavam na curva 1 e tinham que fazer aquele caminho determinado pela direção de prova para retornar ao circuito. No entanto, na prova de 2020 Carlos Sainz que passou reto por aquele mesmo trecho bateu forte e abandonou a corrida.

Enquanto alguns pilotos estavam nos boxes, Valtteri Bottas e Max Verstappen duelaram pela liderança na tabela de tempos; o finlandês anotou 1m34s427 depois que instalou os pneus macios, Verstappen que permanecia com os pneus usados anotou 1m35s616.

Com a conclusão da primeira meia hora de atividade os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Leclerc, Verstappen, Gasly, Norris, Alonso, Ocon, Vettel e Ricciardo. Desses apenas sete pilotos estavam com os pneus macios instalados, mas aos poucos outros competidores apareciam com os compostos macios.

O virtual Safety foi ativo depois que uma peça se soltou próximo à saída dos boxes, mas que acabou rapidamente após a remoção do objeto.

E para os últimos 16 minutos de sessão Verstappen instalou os pneus macios, deixando a quarta posição para assumir o terceiro lugar quando anotou 1m34s654.

Nos últimos instantes da atividade os pilotos passaram a dar mais atenção a durabilidade dos pneus, realizando a simulação de corrida, depois de terem feito o mesmo na sequência com as voltas rápidas. Com um fim de semana que pode ser marcado pelo clima instável nos próximos dias, os pilotos tinham que verificar ao máximo os seus carros, para avaliar os acertos, mas também saber o comportamento dos compostos.

A Red Bull estava realizando uma verificação no carro de Verstappen, que terminou a sessão com o carro desmontado.

Lando Norris rodou na entrada dos boxes, mesmo estando lento neste retornou. A asa dianteira ficou danificada. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados