Post

Ricardo Zonta sobra na liderança e vence Corrida 1 da Stock Car no Velocittà

Zonta largou bem, conservou a liderança e não foi ameaçado em nenhum momento. Barrichello e Lapenna completaram o pódio

Ricardo Zonta venceu a primeira corrida disputada no Velocittà neste domingo (15), o piloto da RCM largou da pole e conseguiu administrar a liderança da prova durante toda a prova. Zonta não foi incomodando pelos adversários em nenhum momento e com a aproximação da bandeira quadriculada, Rubens Barrichello desistiu de tentar reduzir a distância para o adversário, pois estava poupando o equipamento para a Corrida 2. Ainda vale dizer que Zonta soube trabalhar muito bem o uso do fanboost para manter a liderança.

Rubens Barrichello ficou com a segunda posição, o piloto da Full Time apresentou um grande desempenho e assim ganhou o segundo lugar que era de Felipe Lapenna, principalmente depois de largar do sexto lugar. Desta forma o piloto da Hot Car teve que se contentar com a terceira posição, mas foi uma grande recompensa pelo seu trabalho, pois Lapenna está se esforçando para andar entre os primeiros colocados.

Saiba como foi a Corrida 1 da Stock Car no Velocittà

Antes do início da prova, as nuvens começavam a ficar cada vez mais pesadas no Autódromo do Velocittà, mas a pista ainda estava quente com cerca de 42°C. Durante a madrugada, a chuva tomou conta da região, lavando a pista para a prova do domingo, mas não dava sinal de incomodar a corrida.

Marcos Gomes enfrentou um problema com o pneu e precisou largar dos boxes.

Ricardo Zonta conquistou a pole para a Corrida 1 da Stock Car, desta forma dividiu a primeira fila com Cesar Ramos. Felipe Lapenna que conquistou a terceira posição estava com Guilherme Salas na segunda fila.

A largada ocorreu com Zonta mantendo a primeira posição, mas Ramos provocou uma batida na largada ao tocar com Lapenna e depois em Felipe Baptista. Ramos ficou com o carro danificado e foi se arrastando para os boxes. Lapenna saltou para a primeira posição, com Salas no terceiro lugar, seguido por Casagrande. Massa tentava fugir de batidas na primeira volta, por conta da proximidade do grid. Quando a primeira volta foi completada, os dez primeiros eram: Zonta, Lapenna, Salas, Casagrande, Barrichello, Khodair, Piquet Jr, Serra, Baptista e Rossi. Serra ganhou oito posições apenas com a primeira volta.

Thiago Camilo e tentava recuperar posições e buscava escalar o grid depois de uma classificação que não rendeu uma boa posição para a largada. Lucas Foresti estava com o carro todo danificado, a porta aberta, além da carenagem traseira que estava tocando nos pneus. Massa seguia sua disputa com Gaetano de Mauro, buscando a décima quinta posição e na quarta volta o dono do carro #19 realizou a ultrapassagem.

Na quarta volta foi a vez de Foresti seguir aos boxes. Digo Batista também tinha abandonado a prova.

Com a liberação do uso do push, os pilotos começaram a contar com a potência extra para travar as suas disputas. Barrichello ultrapassou Casagrande para ficar com o quinto lugar. Na sequência o piloto da Full Time começou a atacar Salas, buscando a terceira posição. Zonta permaneceu na liderança com mais de 1 segundo de vantagem para Lapenna.

Com o uso do botão de ultrapassagem, Barrichello ultrapassou Salas na sétima volta. Os dez primeiros eram: Zonta, Barrichello. Salas, Casagrande, Lapenna, Serra, Rossi, Khodair, Baptista e Abreu. Muitos pilotos foram aos boxes assim que ele foi liberado para realizar a sua troca de pneus. Lapenna e Khodair pararam logo, mas o dono do carro 18 teve um problema na sua parada, pois seu carro apagou.

Alguns pilotos permaneceram por um pouco mais de tempo na pista, pois tentavam realizar o uso do push para se afastar dos adversários. Como foi o caso de Frigotto que levou um pouco mais de tempo antes de fazer a sua parada obrigatória. Casagrande foi devolvido para a pista à frente de Salas.

Zonta fez uma parada voltada apenas para a Corrida 1. O dono do carro #10 conservou a liderança, acompanhado por Lapenna que se enfiou na segunda posição, enquanto Barrichello foi devolvido na terceira posição. Depois que todas as paradas foram concluídas, os dez primeiros eram: Zonta, Lapenna, Barrichello, Casagrande, Salas, Serra, Rossi, Piquet Jr, Nunes e B. Baptista.

Serra seguiu perseguindo Salas, buscando a quinta posição, enquanto Casagrande começava a tomar distância desta disputa.

Na volta quinze Barrichello retomou a segunda posição, ultrapassando Lapenna na pista com o uso do botão de ultrapassagem.

Antes do encerramento da prova, Camilo seguiu para os boxes, abandonando a prova. Zonta era o líder com 3,5 segundos de vantagem para Barrichello. Nos últimos instantes da prova, Jimenez que brigava pelas últimas posições, assim como Maurício, também seguiram aos boxes, enquanto o carro de Rossi estava soltando muita fumaça nos boxes.

A ação nos boxes fora ainda mais movimentada, Osman, Frigotto e Kanaan fizeram o mesmo, foram aos boxes para preparar os seus carros para a próxima prova.

Nunes seguiu as suas investidas em Piquet Jr, buscando a sétima posição.

Zonta recebeu o aviso de última volta quando abriu o giro 19, o piloto da RCM recebeu a bandeira quadriculada na liderança, seguido por Barrichello e Lapenna.

Resultado da Corrida 1 da Stock Car no Velocittà – Foto: reprodução
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados