ColunistaGirls On TrackPost

Maya Weug e Doriane Pin ganharam a oportunidade de participar dos testes da F3

As pilotas que fazem parte do programa da Iron Dames também foram convidadas para participar dos testes da Fórmula 3

A Fórmula 3 testará no circuito de Magny-Cours, na França no próximo mês. As pilotas Maya Weug e Doriane Pin foram convidadas para participar dos testes no dia 10 de novembro. As duas pilotas fazem parte do programa da Iron Dames.

Maya Weug foi a primeira mulher a fazer parte da Academia de pilotos da Ferrari, a pilota surpreendeu o time italiano ao fazer os testes do FIA Girls On Track – Rising Stars. Pin também esteve entre as quatro finalistas do programa e ao final foi convidada para fazer parte da Iron Dames.

As jovens têm a ambição de trilhar os caminhos das categorias de base que dão o direcionamento para a Fórmula 1. E para dar mais oportunidade, surgiu essa ponte entre o campeonato da Fórmula 3 e programas que estão apoiando as mulheres no automobilismo. Neste início, a categoria vai oferecer testes para as pilotas, contribuindo para a sua participação no esporte.

A Fórmula 3 espera ter mulheres competindo nos próximos anos, portanto está sessão é uma oportunidade de a categoria entender as demandas futuras.

Irina Sidorkova e Nerea Martí que são pilotas da W Series, também ganharam a oportunidade de participar dos testes da F3.

Doriane Pin e Maya Weug estiveram na final do FIA Girls On Track, juntas com as brasileiras Julia Ayoub e Antonella Bassani – Foto: reprodução

“Este teste de F3 faz parte de um plano de diversidade maior, com o objetivo de permitir que mais mulheres participem do nosso campeonato em um futuro próximo. Hoje, ainda não é fácil para as mulheres acessarem a base. Queremos ajudar a mudar isso”, informou Bruno Michel, CEO da Fórmula 2 e Fórmula 3.

“E para que isso aconteça é necessário criar ligações entre nossos campeonatos e programas que promovam as mulheres no automobilismo. Como tal, decidimos oferecer um teste de F3 a duas pilotas do programa Iron Dames, que é apoiado pela FIA e pela Academia da Ferrari. É liderado por Deborah Mayer, que é parceira ativa da F2 e F3. Ela e eu conversamos sobre esse teste e ela expressou grande interesse nele”, seguiu.

“Maya e Doriane as duas são muito jovens e, enquanto elas aumentam a curva de aprendizado no automobilismo, é importante para nós dar a elas esta oportunidade e ajudá-las a construir o futuro de suas carreiras, o que pode levar ao nosso campeonato. Elas terão a primeira experiência do carro em Magny-Cours e descobrirão a categoria. Esperançosamente, será um primeiro passo na direção certa”, concluiu.

A Iron Dames é um projeto liderado por Deborah Mayer, com o objetivo de apoiar as mulheres no automobilismo. Desde 2019 ele é oficialmente apoiado pela FIA através da Comissão de Mulheres no Automobilismo. A equipe Iron Lynx formada por mulheres disputou às 24 Horas de Le Mans.

LEIA MAIS: Sidorkova e Martí, as pilotas da Academia da W Series vão participar dos testes da F3

“Somos mulheres movidas por sonhos, sonhos de trabalhar automobilismo a todos os níveis e é importante que projetos como este continuem a proporcionar oportunidades como estas, incentivando mais jovens talentos na prática do esporte”, disse Deborah Mayer.

“Esta experiência será importante para demonstrar a Maya e Doriane o que está envolvido no próximo nível, e eu gostaria de agradecer à FIA F3 por oferecer esta oportunidade incrível para ambas as pilotas. Esses serão os carros mais rápidos que elas já dirigiram até agora e as ajudará na preparação para o próximo estágio das suas carreiras.”

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados