AutomobilismoColunistaStock Car

Max Wilson, fica gigante em prova disputadíssima em Cascavel pela quarta etapa da Stock Car 2017

Max Wilson teve um final de semana espetacular, ao vencer a etapa de Cascavel neste domingo (11/06), o piloto da Eurofarma RC conquistou a pole no sábado e se manteve na primeira colocação, sem dar chances ao companheiro de equipe Daniel Serra segundo colocado e Átila Abreu da Shell Racing que completou o pódio da primeira prova da etapa de Cascavel.

“O carro estava muito bom e felizmente deu tudo certo para gente durante a corrida. Tenho que parabenizar o trabalho da equipe, sem eles não teríamos vencido hoje. Colocamos pouco combustível para a segunda corrida, mas vamos tentar sair daqui com o maior número de pontos possível”.

Já na largada Max Wilson demonstrou que o seu carro estava bem equilibrado ao ponto de imprimir um ritmo constante e sem erros mantendo-se assim na primeira posição, seu companheiro de equipe Daniel Serra que largou em terceiro fez uma bela ultrapassagem sobre Átila Abreu na curva do Bacião, mas Átila ainda iria perder a sua posição para o líder do campeonato Thiago Camilo da Ipiranga Racing que apertou o ritmo na ponta da prova forçando uma aproximação entre os líderes até a janela de abastecimento.

Os três primeiros comandaram a corrida em um ritmo constante e sem erros, mantendo uma distância segura do resto do grid, assim tiveram folego para a parada obrigatória nos pits, faltando 19 minutos para o fim da prova o primeiro dos três a parar foi Daniel Serra depois de duas voltas e quase fechando a janela de reabastecimento foi a vez de Max Wilson seguido de Thiago Camilo, cada com uma estratégia diferente, Max por já liderar a prova fez uma parada rápida optando por pouco combustível, já Thiago Camilo optou por uma parada mais longa e abasteceu com mais combustível que os dois concorrentes da Eurofarma Racing, mostrando que estava focando a segunda prova do dia.

Bem que tentou, porém Daniel Serra viria a confirmar que não conseguiu impor o mesmo ritmo de corrida que Max Wilson e assim não teve chance de tentar uma ultrapassagem, outro piloto que merece um destaque especial é o Ricardo Mauricio companheiro de Daniel e Max, com problemas na direção hidráulica Ricardo, manteve-se firme e segurou um veloz Rubens Barrichello da equipe Full Time ambos disputando a quarta posição.

Com mais combustível para queimar, Thiago Camilo parte para cima de Átila Abreu já na vigésima sexta volta na busca do terceiro posto do pódio, mesma sorte não tinha Sérgio Jimenez que abandonou a prova por problemas na suspensão dianteira, quem também vivia momentos tensão na pista era Ricardo Mauricio que no início da prova apresentava um bom rendimento largando em sexto só não contava com uma quebra na direção hidráulica o que não o tirou da corrida, contudo o privou da disputa ao pódio, outro que provou do azar foi Denis Navarro que na vigésima nona volta rodou porém se manteve na corrida, na ponta da corrida seguida o líderes sem ameaças.

Essas brigas mantiveram-se por um bom tempo, até que Antônio Pizzonia roda sozinho, bate na entrada da reta dos boxes e causa a entrada do Safety Car mais bonito do automobilismo, com isso alguns pilotos retornaram apenas para completar voltas e melhorar a posição no grid da segunda prova e outros optaram por um pit também já visando a segunda prova, com o Safety Car recolhido faltando uma volta, as posições não se alteraram entre os que permaneceram na pista, mesmo com Thiago Camilo usando o push to pass em uma última tentativa de ultrapassar Átila Abreu, porém Max Wilson, Daniel Serra e Átila Abreu cruzaram a linha de chegada nas três primeiras posições, com Thiago Camilo em quarto, Ricardo Maurício em quinto, Rubens Barrichello da Mobil Super – Full Time chegou em sexto, seguido por Felipe Fraga, da Cimed Racing, Galid Osman, na Ipiranga Racing, foi o oitavo, Valdeno Brito, da Eisenbahn Racing, foi nono e na décima posição ficou com Marcos Gomes, da Cimed Racing, que lhe garantiu a primeira posição na segunda prova da etapa de Cascavel.

Foto de capa: Fernanda Freixosa | Vicar

Confira como ficou a classificação final da primeira corrida, em Cascavel:

  1. #65 Max Wilson – 37 voltas em 41min12s000;
  2. #29 Daniel Serra – a 0.527;
  3. #51 Átila Abreu – a 1.191;
  4. #21 Thiago Camilo – a 3.101;
  5. #90 Ricardo Maurício – a 4.115;
  6. #111 Rubens Barrichello – a 4.771;
  7. #88 Felipe Fraga – a 5.460;
  8. #28 Galid Osman – a 5.726;
  9. #77 Valdeno Brito – a 6.477;
  10. #80 Marcos Gomes – a 6.743;
  11. #4 Julio Campos – a 7.103;
  12. #0 Cacá Bueno – a 7.452;
  13. #30 Cesar ramos – a 7.968;
  14. #8 Rafael Suzuki – a 8.833;
  15. #70 Diego Nunes – a 9.802;
  16. #110 Felipe Lapenna – a 9.999;
  17. #5 Denis Navarro – a 10.894;
  18. #10 Ricardo Zonta – a 13.561;
  19. #18 Allam Khodair – a 41.472;
  20. #83 Gabriel Casagrande – a 1 volta;
  21. #117 Guilherme Salas – a 2 voltas;
  22. #1 Antonio Pizzonia – a 4 voltas;
  23. #12 Lucas Foresti – a 10 voltas;

Não completaram 75% da prova:

  1. #46 Vitor Genz;
  2. #25 Tuka Rocha;
  3. #3 Bia Figueiredo;
  4. #73 Sergio Jimenez;
  5. #44 Betinho Valério;
  6. #31 Marcio Campos;
  7. #9 Guga Lima;
Etiquetas
Mostrar mais

Rubens Gomes Passos Netto

Editor-chefe do BP, host do BPCast e colunista.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar