ColunistaFórmula 2Post

Lawson fica com a pole provisória em Mônaco, após batida de Drugovich

O resultado da pole ainda está em análise, pois foi definida após Felipe Drugovich tocar o muro de contenção. Lawson é o pole provisório

A Fórmula 2 está em Mônaco para a próxima batalha do calendário. Os pilotos foram divididos em dois grupos para aferir as suas voltas rápidas, tentando evitar os problemas com o tráfego em um circuito tão apertado. Liam Lawson da Carlin anotou o melhor tempo do grupo A, estabelecendo a pole de forma provisória, pois a sua volta ainda está em análise pelos comissários.

O tempo obtido pelo piloto ocorreu pouco depois de Felipe Drugovich bater. Existiam bandeiras amarelas no primeiro e no segundo setor. A volta de Ayumu Iwasa também está em análise pelo mesmo motivo.

O grupo da Fórmula 2 será formado pela combinação dos tempos obtidos pelo Grupo A e Grupo B. Mesmo com os tempos desses pilotos sendo deletados, a pole ficaria para o primeiro grupo a seguir para a pista, pois Felipe Frugovich anotou 1m21s348, melhor que o tempo obtido por Théo Pourchaire (1m21s535) no grupo B.

Saiba como foi a Classificação da Fórmula 2 em Mônaco

Por conta do grid grande da Fórmula 2 e as ruas apertadas do Principado, a Fórmula 2 realizou um sorteio e dividiu os pilotos em dois grupos. O Grupo A foi formado pelos pilotos que tem os carros com o número ímpar, enquanto o Grupo B conta com os pilotos de número par.

Os dois times contam com 16 minutos para a aferição dos seus tempos. Após a aferição dos tempos, o pole será aquele piloto que tiver o melhor tempo entre os dois grupos. O segundo colocado será o piloto com o melhor tempo do grupo oposto. Os outros tempos também serão combinados para estabelecer o grid.

Grupo A

Os onze primeiros pilotos foram para a pista definir os seus tempos. Jack Doohan abriu a tabela de tempos ao anotar 1m26s304, seguido por Lawson que registrou 1m32s745. Os tempos ainda eram bem altos nesses primeiros instantes da classificação, pois os pilotos estavam trabalhando os seus compostos. Na segunda volta mais rápida do jogo de pneus, Amaury Cordeel registrou 1m25s722, para assumir a liderança da tabela, mas na sequência o piloto da Van Amersfoort anotou 1m23s693, obtendo uma marca melhor.

Nos últimos sete minutos de atividade, os onze primeiros colocados eram: Cordeel, Doohan, Drugovich, Lawson, Vesti, Boschung, Hauger, Bolukbasi, Williams, Armstrong e Iwasa.

Drugovich trabalhou o aquecimento dos seus pneus e conseguiu saltar para a primeira posição após anotar 1m21s795, Boschung acompanhou o piloto brasileiro cravando 1m21s859, com Armstrong deixando a última a posição para 1m21s990. Nesta classificação, alguns pilotos estavam completando mais voltas com o mesmo jogo de pneus, não retornando aos boxes para uma troca.

Ao permanecer na pista Drugovich obteve 1m21s348, reduzindo ainda mais o seu tempo. As marcas seguiram reduzindo, com a pista evoluindo rapidamente. Boschung encostou no muro enquanto buscava uma marca melhor. O brasileiro foi o mais rápido do TL1 realizado ainda na quinta-feira.

Com o cronômetro zerado, o piloto da MP Motorsport que tinha melhorado a marca no setor 2, encostou no muro de contenção. Na sequência Lawson anotou 1m21s229, com Iwasa em segundo, mas esses tempos estavam sendo investigados pois tinha uma bandeira amarela localizada no setor 1 e no setor 3 (provocada por Drugovich).

Grupo B

Neste grupo estava Enzo Fittipaldi, o brasileiro abriu a tabela de tempos com 1m32s581. Alguns pilotos depois de completar uma volta, já passavam pelos boxes para substituir os pneus por um jogo de supermacios novos, algo semelhante aconteceu com os competidores do primeiro grupo.

Novalak saltou para a ponta com 1m29s332, superando Verschoor que tinha 1m29s993. Quando todos os pilotos registraram ao menos um tempo, os onze primeiros eram: Sargeant, Novalak, Hughes, Daruvala, Pourchaire, Sato, Verschoor, Fittipaldi, Caldwell, Vips e Nissany.

Restando seis minutos para o final, Sargeant saltou para a ponta com 1m22s230. As posições foram se alternando, Nissany conseguiu 1m22s178, empurrando Sargeant para a segunda posição, com Porchaire que obteve 1m22s285.

Quando restavam três minutos para o final da sessão, Fittipaldi surpreendeu momentaneamente com o tempo de 1m21s719, por ter ocupado a primeira posição, o brasileiro deu uma leve encostada no muro de contenção. O pole do ano passado em Mônaco ficou com a primeira posição, registrando 1m21s535.

Jake Hughes que estava vindo para fechar mais uma volta rápida, mas o piloto esbarrou no muro de contenção no primeiro ‘S’ da piscina. A batida foi forte, mas o piloto conseguiu sair andando do carro. A sessão foi encerrada pela direção de prova, pois não existia mais tempo hábil para o reestabelecimento.

Pourchaire ficou com a liderança desse grupo, depois de estabelecer 1m21s535, acompanhado por Vips e Fittipladi.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados