ColunistaFórmula 1Post

Haas remove patrocínio de empresa russa do carro para 3º dia de testes em Barcelona

Com a retirada do nome do patrocinador, a Haas informa que estará com o carro completamente branco em 3º dia de testes

A Haas informou nesta tarde após o encerramento dos testes de quinta-feira (24) em Barcelona, que está removendo o nome da UralKali do seu carro. Para o último dia de testes a Haas estará completamente branca, pois as cores da bandeira da Rússia não estarão presentes.

A Rússia começou a invadir a Ucrânia nesta quinta-feira, o presidente russo Vladimir Putin ordenou o ataque militar, a tensão vinha aumentando nos últimos meses. Com a intensão de provocar uma guerra, já existem relatos de vários ataques ao país.

A Haas pode ser seriamente afetada, já que a Uralkali, sua principal patrocinadora e empresa é da Rússia. A empresa está ligada ao pai de Nikita Mazepin e pode ser afetada por conta dos conflitos.

Guenther Steiner e Mazepin não compareceram aos compromissos com a mídia que haviam programado nesta quinta-feira, todos os eventos foram cancelados de última hora. A Haas também informou que participará dos testes de sexta-feira, mas vão para a pista com uma pintura toda branca, sem nenhuma referência à UralKali ou a bandeira da Rússia.

Nikita Mazepin guiará o carro do time pela manhã, enquanto Mick Schumacher assume o VF-22 a tarde. Ao comunicado o time acrescentou “Nenhum comentário adicional será feito neste momento sobre os acordos de patrocínio da equipe.”

A sanções que foram impostas à Rússia podem afetar o relacionamento UralKali-Haas, já que os ativos dos bancos russos foram congelados.

Durante as coletivas realizadas durante o segundo dia de testes em Barcelona, foi inevitável tocar no assunto. A categoria informa que está monitorando a situação, mas ainda não providenciará o cancelamento da corrida. Por outro lado, Sebastian Vettel já disse que o conflito “não é correto” e não comparecerá ao GP se prosseguirem com a realização do evento.

LEIA MAIS: Após comunicado genérico da F1, Vettel avisa que não participará do GP da Rússia

Uma reunião será realizada para entre o CEO da F1, Stefano Domenicali, com todas as equipes ainda nesta quinta-feira, para avaliarem a situação. A UEFA provavelmente não realizará a final da Liga dos Campeões em São Petersburgo, mesmo que a cidade seja distante da fronteira entre Rússia e Ucrânia.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados