ColunistaFórmula EPost

EPrix de Nova York: Max Guenther vence após ultrapassagem oportunista no fim da corrida, di Grassi vai ao pódio

Alemão passou por Vergne e Cassidy de uma só vez quando os dois rivais disputavam posição, brasileiro da Audi também aproveitou o embalo

Max Guenther foi o grande vencedor na corrida de sábado do EPrix de Nova York. O alemão da BMW aproveitou a brecha deixada por Vergne e Cassidy no fim da corrida para assumir a liderança e conquistar a vitória. Lucas di Grassi também se aproveitou da confusão e ficou com o 3º lugar. Vergne ficou entre os dois e completou o pódio na segunda posição. 

Sette Câmara foi punido ainda no início da corrida, caiu para último e não conseguiu se recuperar. Mortara não pontou, mas ainda assim é o líder do campeonato. Ele agora está empatado com Robin Frijns com 72 pontos, o piloto da Virgin chegou na 5ª posição, logo atrás do companheiro de equipe. 

SAIBA COMO FOI A CORRIDA

Na largada Nick Cassidy se manteve na P1, Lynn tentou ultrapassar Vergne, mas errou a freada e voltou no 5º lugar. Di Grassi ganhou a 6º posição de Wehrlein e Sette Câmara caiu para 16º. Mais atrás, Nyck de Vries perdeu uma parte da proteção do pneu dianteiro esquerdo em um leve incidente na curva 10. 

Sérgio Sette Câmara foi punido com um Drive Through por uma infração no mapa de aceleração desenhado pela equipe. Ele caiu para último após cumprir a punição, onde ficou até a bandeirada final. Oliver Turvey também recebeu a mesma punição por uso excessivo de potência, mas acabou abandonando a prova com problemas no carro. 

No pelotão da frente, di Grassi subiu para 5º após ganhar a posição de Alex Lynn na ativação do Modo Ataque. 

Cassidy aproveitou a vantagem que abriu para Vergne para fazer sua primeira ativação do Modo Ataque, o piloto da Virgin saiu da zona da potência extra no limite para se manter à frente do francês. Com a proximidade, o piloto da Techeetah partiu para o ataque em cima do rival. 

Na volta 11, Pascal Wehrlein acertou a traseira do carro de Alex Lynn na curva 10. O alemão perdeu o controle de seu Porsche e não conseguiu frear a tempo. Com a suspensão dianteira danificada, Wehrlein acabou abandonando. Lynn manteve o 6º lugar. 

Com o Modo Ataque ativado, Rowland ganhou a posição de Lynn.

Passados 25 minutos de prova, o carro de Mitch Evans parou na curva 6. A bandeira amarela local ficou ativada por algumas voltas, até que foi substituída pela total que durou apenas alguns segundos e não provocou dedução de energia nas baterias.

Os vencedores do Fanboost foram da Costa, Vandoorne, de Vries, Bird e Vergne.

Após 20 voltas, os 10 primeiros colocados era Cassidy, Vergne, Guenther, di Grassi, Frijns, Rowland, Buemi, Lotterer, Lynn e Sims. 

Com o Modo Ataque ativado, Jake Dennis fez uma bela ultrapassagem em Alexander Sims na curva 10. O piloto da Mahindra também passou a ser atacado por Antonio Félix da Costa. Dennis também passou por Lynn e os dois travaram grande disputa pelo 9º lugar. O piloto da BMW foi quem levou a pior, teve problemas no carro e abandonou a prova. 

Os quatro primeiros colocados estavam separados por cerca de 1.5 segundos. Enquanto di Grassi atacava Guenther, Vergne ativou seu Fanboost para Cassidy, sem sucesso.

Pouco tempo depois, Vergne tentou ultrapassar Cassidy na curva 10, os dois se tocaram e acabaram saindo do traçado original. Max Guenther, que estava colado nos dois, fez uma ultrapassagem dupla e assumiu a liderança da prova. Lucas di Grassi também tentou subir no grid, mas ficou em 3º. Cassidy caiu para o 4º lugar. 

Perdendo rendimento, Cassidy se afastou do líderes e passou a ser pressionado pelo companheiro de equipe. 

Stoffel Vandoorne abandonou a corrida após um incidente com Norman Nato e Alexander Sims teve problemas no carro e também não completou a prova. 

Vitória de Max Guenther que cruzou a linha de chegada com a bateria quase zerada, com Jean Eric Vergne vindo logo em seguida e Lucas di Grassi no pódio. Sette Câmara foi o 18º. Sam Bird ficou com o ponto de volta mais rápida da prova pelo tempo de 1:11.082.

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados