ColunistaPostStock Car

Ipiranga domina classificação em Cascavel e Thiago Camilo crava pole para 5ª etapa

Depois de Ricardo Maurício liderar os dois treinos livres, Thiago Camilo cravou a pole em Cascavel

Thiago Camilo cravou a pole em Cascavel, uma grande performance do piloto da Ipiranga.  Ricardo Maurício era o favorito para a pole, pois o piloto estava dominando os treinos livres e início da classificação, mas não conseguiu repetir o mesmo feito no Q3, tendo que se contentar com o sexto lugar. Camilo aproveitou para anotar 1m03s741, ele que não está em um bom ano, mas pode estar começando uma virada no campeonato de 2021 com a prova de Cascavel.

O destaque é sem dúvidas para a Ipiranga, já que Cesar Ramos obteve a segunda posição, fechando a fila para a Ipiranga com 1m03s784. Dois modelos da Corolla, rivalizando com quatro Cruze.

Julio Campos levou o carro da Lubrax para a terceira posição, seguido por Daniel Serra da Eurofarma. Felipe Lapenna surpreendeu com a Hot Car na quinta posição, seguido por Ricardo Maurício.

Os treinos livres ocorreram neste sábado, onde Ricardo Maurício foi o mais rápido nas duas sessões. Na sexta-feira os estreantes da categoria tiveram a oportunidade de realizar um treino exclusivo para eles, aproveitando para fazer um reconhecimento da pista.

Cascavel é um grande desafio, uma pista onde as forças laterais acabam atuando nos carros.

Destaque para Eduardo Barrichello, o filho de Rubens Barrichello está disputando a etapa, na mesma equipe que o pai. Gustavo Frigotto, também está disputando a etapa, depois de quase ficar fora da corrida de Cascavel, por conta de dificuldades – o piloto ainda precisa de ajuda para disputar a temporada 2021 da Stock Car

Saiba como foi a classificação

Com os boxes abertos, o primeiro grupo partiu para a pista. Os quinze melhores no campeonato foram liberados para buscar as suas voltas, em oito minutos de atividade. Barrichello que liderou a saída dos boxes foi o primeiro a registrar volta, então anotou 1m10s777, acompanhado por Suzuki que registrou 1m12s494, mas a pista seguiu evoluindo, assim como os tempos dos pilotos.

Cacá Bueno com a Crown Racing anotou 1m06s999, o melhor resultado na primeira volta cronometrada. Barrichello permaneceu entre os primeiros colocados, evoluindo a cada giro, como de 1m07s para 1m04s240.

Com pouco menos de dois minutos para o encerramento da atividade o primeiro grupo, Maurício anotou 1m03s782 para ocupar a primeira posição, garantido para passar para o Q2. Cesar Ramos era o segundo colocado, separado por apenas 0s044 do piloto da Eurofarma.

A porta do carro de Átila Abreu abriu depois do piloto registrar 1m03s985 assumindo a terceira posição.

Foto: reprodução Stock Car

Grupo 2

Para disputar o Q2, os pilotos do segundo grupo, precisavam registrar bons tempos e invadir as quinze primeiras colocações obtidas pelo primeiro grupo. Antoniazi liderou a saída deste grupo, mas logo os outros competidores foram ocupando o traçado de Cascavel.

O primeiro tempo registrado pelo piloto da Hot Car foi na casa de 1m13s, enquanto Tony Kanaan anotou 1m06s269, Dudu Barrichello tinha 1m06s584, mas eles ainda ocupavam o décimo sexto e décimo sétimo lugar.

Lapenna saltou para a terceira posição com 1m03s976 com o outro carro da Hot Car. Julio Campos também era um destaque com a quinta posição, sendo superado por Di Mauro com 1m03s989. Os tempos começaram a aparecer no final da classificação.

Dudu Barrichello foi um destaque, o piloto que está realizando a sua estreia, conseguiu o vigésimo primeiro tempo, com 1m04s349, superando pilotos como Salas e Zonta.

Foto: reprodução Stock Car

Q2

Passaram para o Q2: Maurício, Ramos, Lapenna, Abreu, Di Mauro, Campos, Bueno, Serra, Camilo, Barrichello, Khodair, Monteiro, Baptista, Casagrande e Gomes.

Para definir os seis pilotos que poderiam buscar a pole, os quinze competidores partiram rapidamente para a pista, em outra sequência de voltas rápidas. Abreu seguia com problemas com a porta, que voltou a ficar aberta durante a classificação.

Maurício voltou para a ponta com 1m03s781, no entanto Cacá Bueno aparecia na última posição com 1m19s024, lento em sua primeira volta cronometrada no Q2.

Os tempos seguiam evoluindo, onde Cesar Ramos cravou 1m03s776, para ficar com a ponta, enquanto Thiago Camilo encaixou o segundo melhor tempo com 1m03s778, os dois carros da Ipiranga na ponta, depois de superar o piloto da Eurofarma.

Abreu permaneceu na pista com a porta aberta, assim como o carro de Bueno que também aparecia com a porta aberta – depois que o piloto da Crown Racing extravasou os limites de pista e pegou uma placa no circuito.

Destaque para Felipe Lapenna que conseguiu passar para o Q3, colocando o carro da Hot Car na sexta posição. A equipe é comandada por Barbará Rodrigues, a primeira chefe de equipe mulher da Stock Car. 

Mesmo com as voltas rápidas no início, Barrichello não conseguiu avançar para o Q3, mas começa a prova da nona posição. 

Foto: reprodução Stock Car

Q3

Passaram para o Q3: Campos, Lapenna, Serra, Maurício, Ramos e Camilo.

Os seis melhores esperaram um pouco mais tempo para seguir para a pista, mas foram todos juntos buscar o melhor tempo para obter a pole. Na primeira volta Camilo anotou 1m03s741, seguido por Ramos 1m03s784, com Campos na terceira posição – 1m03s843.

Serra era o quarto colocado, com Lapenna em quinto e Maurício em sexto.

Ninguém superou Camilo, que garantiu a pole. Ótimo trabalho para a Ipiranga, já que Ramos é o segundo colocado.

Foto: reprodução Stock Car

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados