Dia 5 – Sebastian Vettel garante a ponta, com tempo estabelecido pela manhã

Sharing is caring!

A Ferrari foi a líder do penúltimo dia de atividades em Barcelona, o SF1000 conseguiu uma boa quilometragem e ainda executou algumas voltas rápidas, a equipe também focou nas voltas em modo de simulação de corrida, realizadas no período vespertino. Apesar do bom dia de atividades, Vettel provocou uma bandeira vermelha após rodar, o que não trouxe consequências.

Ainda pela manhã, os pilotos deram as primeiras voltas em Barcelona com os pneus intermediários, pois a pista estava molhada. Quando ela começou a formar um trilho seco os pilotos passaram a utilizar os pneus slick e alguns acabaram perdendo a traseira do carro, por conta da temperatura baixa e o asfalto sem aderência.

O segundo melhor tempo foi estabelecido por Pierre Gasly com a AlphaTauri, o francês anotou 1:17.066. Lance Stroll colocou a Racing Point na terceira posição com 1:17.118, a equipe segue marcando território tentando ficar próximo aos líderes da sessão e por bastante tempo o canadense ocupou o segundo lugar hoje (27).

A Fórmula 1 retorna amanhã (28) para o último dia de atividades da pré-temporada.

lll Saiba como foi o Quinto dia de Testes da Pré-Temporada

Manhã

As atividades em Barcelona começaram com a pista molhada, Esteban Ocon foi o primeiro a deixar os boxes utilizando os pneus intermediários e rapidamente registrou 1:45.701. O circuito estava bem escorregadio, a traseira dos carros ficava bem solta, mas a cada volta feita, auxiliava na construção de um trilho.

Com pouco mais de quinze minutos, Bottas passou a liderança da sessão com 1:31.928, seguido por Ocon com 1:40.059, enquanto os outros pilotos ficavam com apenas algumas voltas de instalação.

Max Verstappen foi o primeiro a instalar pneus slick C2, as grades de aferição aerodinâmica estavam acopladas em seu carro. No entanto, foi Valtteri Bottas que melhorou os tempos para 1:20.454, o finlandês testava os pneus que a Pirelli está desenvolvendo para Zandvoort, o GP da Holanda.

Logo depois os pilotos começaram uma série de voltas rápidas, todos passando a andar na casa de 1m19s, onde a ponta passou a ficar disputada por Giovinazzi, Vettel e Stroll. A sessão foi interrompida três vezes, a primeira ocorreu por conta do italiano com a Alfa Romeo, o ploto acabou perdendo a traseira do carro e tocou de leve na barreira de pneus e mesmo com ele conseguindo retornar aos boxes, o regime de bandeira vermelha foi instaurado para que os fiscais realizassem a limpeza.

Entrando próximo da hora final, a segunda paralisação veio por conta de Max Verstappen, o holandês também perdeu a traseira do carro, mas entrou na caixa de brita e ficou atolado. Pouco tempo antes Bottas havia se safado de ficar preso na brita.

 

À medida que a sessão foi evoluindo o sol ficava mais forte, os pilotos foram ganhando confiança para melhorar as suas voltas, Vattel liderava com 1:17.093. Mas foi o alemão da Ferrari que provocou a terceira bandeira amarela, na saída da curva cinco ele rodou, quase ficou preso na brita, mas como trouxe muita sujeira em seu retorno, a pista precisou ser limpa mais uma vez. Vettel retornou mais uma vez e conseguiu anotar 1:16.841, utilizando o pneu C5.

 

 

Tarde

Durante a sessão vespertina Daniel Ricciardo, Alexander Albon e Lewis Hamilton assumiram o carro. Pierre Gasly foi o primeiro a deixar os boxes com a AlphaTauri, utilizando os pneus médios.

O número de voltas chamava a atenção, Giovinazzi havia completado apenas 16 giros e o piloto estava guiando a Alfa Romeo desde a manhã e já havia passado uma hora da atividade vespertina.

A unica bandeira vermelha da tarde foi provocada por Lewis Hamilton, o W11 passou a enfrentar problemas mecânicos e ficou parado no circuito. Como foi necessária a remoção do carro o regime de bandeira vermelha foi instaurado. Não demorou muito para a atividade retomar e rapidamente Stroll, Latifi, Magnussen e Ricciardo quebraram o silêncio do circuito.

 

Sebastian Vettel foi o primeiro a ultrapassar a barreira das 100 voltas, os pilotos se esforçaram para adquirir quilometragem. Na última hora de atividade, Albon ainda melhorou a sua volta, anotando 1:18:393 com o pneu C2, ficando com a décima posição.

Próximo do término da sessão, Pierre Gasly instalou os pneus C5 e assumiu a segunda posição ao anotar 1:17.066. Daniel Ricciardo foi visto fritando os pneus no primeiro setor.

A sessão terminou com Sebastian Vettel liderando, após anotar 1:16:841, tempo estabelecido ainda pela manhã o alemão completou 144 voltas e foi seguido por Pierre Gasly e Lance Stroll.

Nicholas Latifi foi o piloto que mais completou voltas, fechando o dia com 158 giros. Antonio Giovinazzi se recuperou para fechar o dia com 91 voltas, mas Lewis Hamilton teve azar e não retornou para a pista, completando apenas 14 voltas, após a Mercedes apresentar problemas na unidade de potência.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

shares
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com