ColunistaExtreme EPost

Conheça as duplas que vão disputar a Extreme E em 2022

Alguns times mudaram as suas duplas para a segunda temporada da Extreme E. Molly Taylor que fazia parte da dupla campeã de 2021, seguiu para a JBXE

A segunda temporada da Extreme E tem início neste final de semana, a primeira batalha será realizada em Neom, na Arábia Saudita.

Em 2021 a equipe de Nico Rosberg, a RXR conquistou o primeiro título da categoria. A dupla era formada por Johan Kristoffersson e Molly Taylor. Neste ano vamos ver uma configuração diferente, a RBR contratou Mikaela Ahlin-Kottulinsky, pilota que guiou para a equipe JBXE de Jenson Button. Taylor ainda permanece no grid, com a saída de Mikaela a pilota australiana foi para a JBXE.

A Veloce Racing contará neste ano com Christine GZ, a pilota foi escolhida para substituir Jamie Chadwick. Enquanto Emma Gilmour que substituiu a pilota britânica em algumas etapas da Extreme E correndo pela Veloce, agora faz parte do time da McLaren.

Nota-se que alguns times trocaram as suas pilotas femininas, a Xite Energy Racing, manteve Oliver Bennet, mas agora conta com Klara Andersson. Na etapa de abertura Tamara Molinaro substituirá a pilota no desafio, fazendo a sua estreia na Extreme E, pois, Andersson testou positivo para o Covid-19.  Molinaro é uma pilota que faz parte do campeonato, mas não corre por nenhuma equipe, ela atua como pilota reserva.

A ABT Cupra XE contratou Nasser Al-Attiyah para a temporada 2022, o piloto substituiu Mattias Ekström. Com Jutta Kleischmidt, temos uma dupla vencedora do Dakar competindo no grid da Extreme E.

Confira as duplas que vão disputar o Desert XPrix

Grid do Extreme E para o campeonato 2022 – Foto: reprodução
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados