ColunistaIndyPost

Colton Herta domina as ações e leva a vitória em St. Petesburg

Jovem piloto da Andretti este na ponta em quase toda corrida e, mesmo com as amarelas, manteve a dianteira sem sustos

O carro 26 da Andretti esteve à frente por quase toda a prova (Joe Skibinski/IndyCar)

A segunda etapa da temporada 2021 da Fórmula Indy foi um verdadeiro passeio de Colton Herta. O piloto da Andretti Autosports largou na pole e liderou a corrida em 97 das 100 voltas programadas do GP de St. Petesburg, na Flórida (só não esteve na ponta quando foi para os boxes, nos ciclos de parada).  

O americano de 20 anos teve uma ameaça apenas na parte final com Josef Newgarden, que se aproximou na parte final com as bandeiras amarelas e com o pneu mais macio, mas Herta conseguiu conter a pressão e até abriu vantagem nas últimas voltas e confirmou a quarta vitória na carreira, sendo a primeira no ano.

A vitória foi importante para Herta se recuperar no campeonato (Chris Jones/IndyCar)

O resultado também foi importante para Herta e Newgarden, envolvidos em um acidente na largada na abertura do campeonato em Barber. O piloto da Andretti saltou para a quarta posição, apenas cinco pontos atrás do líder Alex Palou (que teve problemas no fim e terminou em 17º), enquanto o corredor da Penske é o décimo, 20 pontos atrás do primeiro.

A corrida teve três bandeiras amarelas, com intervenções do Safety Car, sendo duas delas causadas por Jimmie Johnson. O heptacampeão da NASCAR ainda está tendo muitas dificuldades em se adaptar ao carro da Indy e teve um desempenho abaixo do esperado no fim de semana, não conseguindo acompanhar o ritmo até mesmo de pilotos mais lentos e também ao cometer erros, com uma saída de pista na volta 18 e uma rodada na 73. JJ terminou a prova em 22º, cinco voltas atrás do vencedor.

A terceira bandeira amarela foi causada por um enrosco entre Ed Jones, James Hinchcliffe e Pato O’Ward. Aliás, o mexicano da McLaren SP teve uma corrida complicada, assim como seu companheiro de equipe, o sueco Felix Rosenqvist, tiveram muitos problemas e terminaram a prova fora dos dez primeiros.

Outro nome a ter problemas na prova foi Alexander Rossi. O piloto da Andretti até brigou pelas primeiras posições no começo da corrida, mas numa disputa com Graham Rahal, o piloto do Dallara número 27 teve um pneu furado e escapou, levando seu adversário. Rossi ficou com o prejuízo maior e perdeu duas voltas, tendo outro resultado ruim no começo da temporada.

Entre os destaques positivos, um nome foi o japonês Takuma Sato, que foi combativo e fez ultrapassagens ousadas, com destaque a uma manobra em que superou os carros de Rinus Veekay e de Pato O’Ward na mesma manobra. O atual vencedor da Indy 500 terminou em sexto.

Outro nome que teve uma boa recuperação foi Will Power. O australiano largou no fim do pelotão após uma rodada na classificação e galgou posições com estratégia e chegou em oitavo. Assim, o piloto da Penske permaneceu na vice-liderança do campeonato, empatado com Scott Dixon (que fez prova discreta e eficiente e concluiu em quinto) e a apenas dois pontos de Palou.

Por sua vez, Romain Grosjean teve um desempenho discreto. Sem ter m carro competitivo no fim de semana, o francês apenas evitou as confusões e, apesar de duas raspadas no muro, conseguiu terminar a prova na 13ª posição.

A Fórmula Indy segue agora para o Texas, aonde realizará a rodada dupla no circuito oval de Fort Worth. A prova será a primeira da temporada com pilotos brasileiros, com Tony Kanaan assumindo o 48 da Ganassi, no lugar de Jimmie Johnson, enquanto Pietro Fittipaldi corre no número 51 da Dale Coyne, assumindo o posto de Romain Grosjean.

Confira a classificação da etapa de St. Petesburg

Campeonato após duas etapas:

1 – Alex Palou (ESP) – Chip Ganassi/Honda – 67
2 – Will Power (AUS) – Penske/Chevrolet – 65
3 – Scott Dixon (NZL) – Chip Ganassi/Honda – 65
4 – Colton Herta (EUA) – Andretti/Honda – 62
5 – Simon Pagenaud (FRA) – Penske/Chevrolet – 54
6 – Sebastien Bourdais (FRA) – AJ Foyt/Chevrolet – 51
7 – Jack Harvey (GBR) – Meyer Shank/Honda – 51
8 – Rinus Veekay (NED) – Ed Carpenter/Chevrolet – 51
9 – Marcus Ericsson (SUE) – Chip Ganassi/Chevrolet – 50
10 – Josef Newgarden (EUA) – Penske/Chevrolet – 47

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados