ColunistaFórmula 1

Classificação México – Vettel só precisava da pista livre para conseguir a 50ª pole da carreira

Na última volta Sabastian Vettel conseguiu registrar a pole dando um último respiro para o campeonato, quando marcou 1:16:488, quebrando o recorde da pista, agora de forma oficial e atingindo a 50ª pole da carreira. Não teve para ninguém, nem Verstappen ou Hamilton conseguiram melhorar as suas voltas na última tentativa que tiveram.

Vettel precisa vencer esta corrida, mas a disputa do título só vem para o Brasil caso o inglês termine a prova abaixo da sexta posição, se isto não ocorrer, Lewis será declarado tetra campeão ainda em solo mexicano. Pode ser que o alemão tenha alguma chance, caso o motor de Hamilton venha a falhar na corrida, já que ele vem se queixando de problemas na unidade motriz desde o FP3. Agora na classificação, o piloto da Mercedes acabou reclamando de falta de potência e de algumas ”apagadas” durante a sua volta.

Hamilton não é o único com problemas no México, o calor e o ar rarefeito estão fazendo as equipes quebrarem a cabeça com o resfriamento dos motores. Gasly da Toro Rosso, que sofreu com problemas no início do FP3, não conseguiu se encaminhar para a classificação e Brendon, que acabou tendo um bom desempenho no Q1, também sofreu com a perda de potência no Q2 e por fim abandonou a sessão antes mesmo de registrar uma volta. 

A Haas também vem lutando contra o sobreaquecimento, terminando o dia atrás dos carros da Sauber. A dupla da McLaren que chegou a passar para a segunda fase da sessão, optou em se manter nos boxes, para não forçar os seus motores, na tentativa de completar a prova amanhã (29). 

Stoffel Vandoorne e Fernando Alonso ainda vão receber uma punição de 35 lugares no grid. Gasly é mais um que também vai ser punido, inicialmente o piloto perderia 5 posições, mas com os problemas que o carro foi acometido neste sábado é provável que mais alguma coisa seja trocada em seu motor. Brendon Hartley também é uma incógnita ainda, já que o seu carro acabou tendo problemas no Q2. 

Verstappen é mais um dos pilotos que pode ser punido, caso a direção de prova acabe avaliando o incidente em que ele atrapalhou a volta rápida de Bottas no Q3. A decisão ainda não foi tomada até o fechamento deste texto.

A largada para o Grande Prêmio do México, será dada as 17h pelo horário de Brasília. 

lll Saiba como foi a Classificação

lll Q1

https://twitter.com/F1/status/924335196933181445

Os carros da Haas foram os primeiros a deixar os boxes, mas a pista foi rapidamente ocupada e os pilotos que ficaram mais para o fim do grid já utilizavam os pneus ultramacios, enquanto Raikkonen e Vettel estavam com os supermacios.

Grosjean foi o primeiro com volta cronometrada e tinha 1:21:359, mas foi superado por Hartley com 1:19:948, seguido por Werlhein com 1:20:240. Rapidamente os carros da Ferrari apareceram na tabela: Raikkonen cronometrou 1:18:148 e pouco depois Vettel superava o companheiro de equipe com 1:18:045.

https://twitter.com/F1/status/924336517006417920

As Mercedes demoraram um pouco mais para aparecer e já chegaram com os pneus ultramacios, enquanto Bottas marcava 1:17:578, Hamilton assumia a ponta com 1:17:518. Logo depois Verstappen saltava para a terceira posição com 1:17:630. Vettel seguia na quarta colocação, registrando 1:17:665, com seus compostos que tinham quatro voltas.

Restando 10 minutos para o término da sessão, a classificação era: Hamilton, Bottas, Verstappen, Vettel, Raikkonen, Pérez, Ocon, Sainz, Hulkenberg e Massa.

Sainz seguia superando Hulkenberg com 1:18:405 contra 1:18:633 do companheiro de equipe, os dois ocupavam o nono e o décimo lugar, já que Alonso havia subido para o quinto lugar com 1:17:803. Ricciardo também melhorava e encaixava o carro na oitava posição com 1:18:208.

https://twitter.com/F1/status/924337902003384321

Pérez seguia na pista melhorando e tinha 1:18:696, ainda ocupando o sexto lugar. Os carros da Haas eram superados pela dupla da Sauber e a equipe americana seguia tendo problemas de refrigeração do carro.

https://twitter.com/F1/status/924336904828530688

Hamilton dizia que estava com problemas no motor e que ele estava se apagando algumas vezes durante a sua volta, com isso o inglês se encaminhava para os boxes restando 3 minutos para o termino da sessão.

Alonso, que ocupava o quinto lugar, dizia que estava sem potência no motor e parecia ser um problema no turbo. A McLaren, sem dados de telemetria do carro, pedia para o espanhol se manter na pista, mas na volta seguinte ele conseguiu melhorar o seu tempo para 1:17:710.

lll Eliminados

16) Marcus Ericsson 1:19:176

17) Pascal Wehrlein 1:19:333

18) Kevin Magnussen 1:19:443

19) Romain Grosjean 1:19:473

20) Pierre Gasly – Não participou da classificação, pois a equipe não havia solucionando os problemas no motor.

https://twitter.com/F1/status/924340368971390981

lll Q2

https://twitter.com/F1/status/924341421511008257

Vandoorne foi o primeiro a se colocar no pit-lane, antes mesmo da pista ser liberada. A dupla da Mercedes e Raikkonen da Ferrari não demoraram para deixar os boxes e todos apostavam nos pneus ultramacios, no entanto, os compostos utilizados pela McLaren já estavam usados, por isso acabaram dando apenas a volta de instalação.

Bottas liderava os primeiros tempos e tinha 1:17:161 e Raikkonen era o segundo com 1:17:534, mas pouco tempo depois era a vez de Vettel tomar a liderança do finlandês da Mercedes com 1:17:058.

https://twitter.com/F1/status/924342416307576832

Hamilton, que não estava para brincadeiras, em sua primeira volta rápida marcava 1:17:035, se tornando o líder da sessão. Uma bandeira amarela foi acionada depois do carro de Hartley ficar parado no acostamento da pista próximo da curva 6. O motor da sua Toro Rosso, acabou perdendo a potência de forma bem parecida com o que havia acontecido com Pierre Gasly no FP3.

https://twitter.com/F1/status/924343092089688066

Assim que a pista foi liberada, Verstappen passava a assumir a liderança com 1:16:534 e Ricciardo se encontrava na sexta posição com 1:17:631 e restando pouco menos de 5 minutos, os carros retornavam para os boxes para instalar compostos novos e fazer mais um stint.

https://twitter.com/F1/status/924343659310526470

A Williams de Massa e Stroll retornavam para a pista, assim como Hamilton e Bottas. O canadense se mantinha em décimo segundo com 1:19:159 e Felipe Massa era o décimo primeiro com 1:18:099, apenas melhorando as suas marcas, mas não suas posições.

https://twitter.com/F1/status/924345107343728641

Alonso e Vandoorne não saíram para o Q2 depois da volta de instalação.

Sebastian Vettel conseguia ocupar o segundo lugar com 1:16:870. Hulkenberg era o oitavo com 1:17:792 e Ocon melhorava para 1:17:827 e se mantinha em nono.

lll Eliminados

11) Felipe Massa 1:18:099

12) Lance Stroll 1:19:159

13) Brendon Hartley – Problema no Motor e não conseguiu fechar a volta

14) Fernando Alonso – Não completou volta no Q2

15) Stoffel Vandoorne – Não completou volta no Q2

https://twitter.com/F1/status/924345903619739649

lll Q3

https://twitter.com/F1/status/924347513276116992

As duplas da Red Bull, Mercedes, Ferrari, Renault e Force India, disputariam os melhores lugares na fase final da classificação. Bottas era o primeiro a receber autorização para se dirigir para a pista e os poucos os demais pilotos seguiam o finlandês.

Valtteri Bottas foi atrapalhado na volta e retornou para os boxes. Hamilton era o líder com 1:16:934, seguido por Sainz com 1:17:794 e pouco depois Ocon superava o espanhol com 1:17:699. Vettel conseguiu tomar a ponta do inglês com 1:16:833, mas pouco tempo depois, Verstappen, que seguia voando, marcava 1:16:574. Ricciardo subia para quarto com 1:17:447. Raikkonen era apenas o oitavo colocado com 1:18:193 e Bottas não tinha tempo registrado.

https://twitter.com/F1/status/924348775547719685

Restando pouco mais de cinco minutos para o término da sessão, os pilotos retornavam para os boxes para a instalação de novos compostos ultramacios. Verstappen aproveitou para pegar a pista limpa e foi o primeiro a deixar os boxes no segundo stint. O holandês era investigado por ter atrapalhado a volta de Bottas no início da terceira sessão.

Hulkenberg foi o primeiro a melhorar a volta e tinha 1:17:466. Bottas saltava de décimo para quarto com 1:16:958 e Raikkonen era o quinto com 1:17:238. Hamilton se mantinha em terceiro e não conseguia melhorar a sua volta. Vettel fechava com a pole ao marcar 1:16:488 e Verstappen também não conseguiu melhorar o seu tempo.

Com uma super volta, Vettel agitou as expectativas para a corrida de amanhã que promete forte emoções. Você acha que ele consegue segurar a decisão para o campeonato? Acha que Lewis Hamilton já leva a taça nesse fim de semana? Deixe suas apostas nos comentários e comente com a gente. 

 

https://twitter.com/F1/status/924365697932697600

https://twitter.com/F1/status/924350793247088640

https://twitter.com/F1/status/924352276029992964

https://twitter.com/F1/status/924354961714106369

boletimdopaddock.com.br/fp3-mexico-verstappen-e-o-lider-da-ultima-sessao-antes-da-classificacao-mas-os-times-estao-bem-proximos/12015

boletimdopaddock.com.br/fp2-mexico-ricciardo-salta-para-a-ponta-e-vettel-sofre-com-mais-problemas/12000

boletimdopaddock.com.br/fp1-mexico-bottas-assume-a-lideranca-da-sessao-seguido-por-hamilton/11994

boletimdopaddock.com.br/preview-para-grande-premio-do-mexico/11930

 

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar